Ecologia: Estrutura dos ecossistemas e fluxo de energia.

 Os ecossistemas apresentam dois componentes estruturais básicos e intimamente inter-relacionados:

Componentes abióticos: podem ser físicos (como a radiação solar, a temperatura, a luz, a umidade, os ventos), químicos (como os nutrientes presentes nas águas e nos solos) ou geológos (como o solo);

Componentes bióticos: são os seres vivos.
  Em um ecossistema existem várias populações de diferentes espécies de seres vivos, e o conjunto dessas populações compõe uma comunidade ou biocenose ou, ainda biota.

                                                     Os componentes abióticos
 A radiação solar é um dos principais fatores físicos dos ecossistemas, pois é por meio dela que os seres clorofilados realizam fotossíntese. Nesse processo, liberam oxigênio para a atmosfera e transformam a energia luminosa em energia química, única forma de energia que se pode ser aproveitada pelos demais seres vivos.

                                                      Os componentes bióticos
 Os componentes bióticos podem ser divididos em dois grupos:

Organismos autótrofos: representados pelos seres fotossintetizantes e quimiossintetizantes, considerados os produtores dos ecossistemas;

Organismos heterótrofos: representados pelos consumidores e pelos decompositores.

 Os consumidores são organismos que se alimentam de outros organismos, como fazem todos os animais. Os que se alimentam de produtores são chamados consumidores primários, como é o caso dos herbívoros, cujo alimento são as plantas.
 Os decompositores degradam a matéria orgânica contida nos produtores e nos consumidores, utilizando alguns produtos da decomposição como alimento e liberando para o meio ambiente apenas minerais e outras substâncias, que podem ser novamente utilizadas pelos produtores. Os decompositores estão representados pelas bactérias e pelos fungos.
 Todos os seres vivos necessitam de matéria-prima e de energia para a realização de suas atividades vitais. Essas necessidades são supridas pelos alimentos orgânicos.
 Os orgânismos produtores (autótrofos) sintetizam seu próprio alimento orgânico a partir de matéria não-orgânica, e esse alimento é utilizado por eles e pelos consumidores (heterótrofos), que não são capazes de executar essa função.
 Os principais produtores são os organismos fotossintetizantes. A energia luminosa so Sol é transformada em energia química  pelos produtores e é tranmitida aos demais seres vivos. Essa energia, no entanto, diminui à medida que passa de um consumidor prao utro, pois parte dela é liberada sob a forma de calor e parte é utilizada na realização dos processos vitais do organismo.
 Assim, sempre restará uma parcela menos de energia disponível para o nível seguinte. Como na transferência de energia  entre os seres vivos não há reaproveitamento da energia liberada, diz-se que essa tranferência é unidirecional e ocorre como um fluxo de energia.
 A matéria no entanto, pode ser reciclada, falando-se em ciclo da matéria ou ciclo biogeoquímico.
Os decompositores são fundamentais nesse ciclo, pois eles decompõem organismos mortos de todos os níveis tróficos, devolvendo ao ciclo elementos fundamentais.

Fonte: Biologia - Volume único/ Sônia Lopes, Sergio Rosso. - 1 ed.- São P aulo: Saraiva, 2005.




COMPARTILHAR:

+1

2 Responses to "Ecologia: Estrutura dos ecossistemas e fluxo de energia."

  1. Gostei muito do tema, Ecologia: Estrutura dos ecossistemas e fluxo de energia e do seu apelo para um singelo comentário. kkkkk muito cômico.
    espero que vc continue mesmo estando ocupado.. (y)

    ResponderExcluir
  2. Muito bom esse site.

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Projeto Calouro Indica