Pages

 

01 setembro 2011

Exercícios A Nova República (Brasil pós-1985)

5 comentários
Questões

(UP/PR) - Universidade Positivo - Questão 1:
Em 1967 foi posta em circulação a versão definitiva daquele que viria a ser um dos mais influentes trabalhos teóricos sobre o processo de desenvolvimento capitalista em nosso subcontinente: “Dependência e desenvolvimento na América Latina”. Este trabalho, escrito em parceria com Enzo Faletto, é visto por inúmeros analistas como um dos marcos da “Teoria da dependência”. Entretanto, o outro co-autor veio a se tornar um importante político brasileiro e, no poder, disse: “Esqueçam o que eu escrevi”, quando foi cobrado pelo seu passado de postura crítica. Estamos falando de:
A - Luís Inácio Lula da Silva.
B - Itamar Franco.
C - Fernando Collor de Mello.
D - Fernando Henrique Cardoso.
E - José Serra.

(FUVEST/SP) - Fundação Universitária para o Vestibular - Questão 2:
A partir da redemocratização do Brasil (1985), é possível observar mudanças econômicas significativas no país. Entre elas, a
A - exclusão de produtos agrícolas do rol das principais exportações brasileiras.
B - privatização de empresas estatais em diversos setores como os de comunicação e de mineração.
C - ampliação das tarifas alfandegárias de importação, protegendo a indústria nacional.
D - implementação da reforma agrária sem pagamento de indenização aos proprietários.
E - continuidade do comércio internacional voltado prioritariamente aos mercados africanos e asiáticos.

(PUC-RIO) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Questão 3:
3
Tendo como referência o gráfico acima, é CORRETO afirmar que:
A - na década de 1950, o crescimento de empregos na indústria relaciona-se à política do governo de Juscelino Kubitschek, que estimulou esse setor da economia restringindo a entrada do capital internacional.
B - no início da década de 1970, o grande crescimento econômico possibilitou que as atividades da indústria e de serviços ampliassem a geração de empregos, com frequentes reajustes do salário-mínimo.
C - nas décadas de 1970-1990, apesar de a população trabalhadora se dirigir para ocupações no setor industrial e de serviços, a economia brasileira manteve suas características seculares, ou seja, continuou marcadamente agrícola.
D - na década de 1980, a diminuição do número de pessoas ocupadas na atividade industrial esteve associada à recessão econômica, à inflação e ao desemprego, vividos pelos brasileiros naquele período.
E - entre 1970-1990, o decréscimo de pessoas ocupadas no setor agrícola explica-se pela situação do trabalhador rural, dificultada pela ausência de legislação trabalhista e pela queda da oferta de empregos.

(IBMEC) - Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais - Questão 4:
Em vigor há 15 anos e considerado o mais exitoso plano econômico executado no Brasil nas últimas décadas, o Plano Real foi uma iniciativa:
A - do governo Fernando Henrique Cardoso, objetivando a sua reeleição;
B - da administração Fernando Collor de Melo, após o fracasso do confisco da poupança;
C - da administração Itamar Franco, no breve período em que sucedeu Collor no poder;
D - dos setores estatais da economia, com destaque para a Petrobras, preocupados com o processo inflacionário;
E - do FMI, pressionando o Brasil por mudanças radicais em nossa estrutura econômica.

(UFRJ) - Universidade Federal do Rio de Janeiro - Questão 5:
“A violência da inflação e a quase destruição do sistema de preços já ameaçavam o funcionamento da economia [...]. Para sustentar de forma duradoura a estabilidade de preços impõe-se uma reforma monetária austera, capaz de devolver ao Estado o controle sobre a moeda. [...] não deve se traduzir apenas na mudança de denominação do padrão de referência de preços e contratos, mas deve-se atingir profundamente as formas de acesso à liquidez e os processos de criação do poder de compra. [...] As medidas [...] buscavam, sobretudo, preservar os direitos adquiridos pelos cidadãos.”
(Discurso do presidente Fernando Collor de Mello, apresentando o plano de estabilização na reunião ministerial de 16/3/1990)
Em 16 de março de 1990, dia seguinte a sua posse, Fernando Collor de Mello anunciou um plano econômico com diversas medidas. A impopularidade desse plano e a de outras medidas adotadas, somadas ao desgaste político agravado no ano de 1992, acabariam levando ao fim de seu governo, por decisão do Congresso Nacional.
Explique duas consequências econômicas do Plano Collor.

Tipo da questão: Discursiva Manual
(UFMS) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Questão 6:
No dia 5 de outubro de 2008, foram comemorados os 20 anos da promulgação da Constituição em vigor no Brasil. Entre as alternativas abaixo, assinale aquela que apresenta corretamente algumas características dessa Constituição.
A - Denominada “polaca”, devido à inspiração no modelo liberal norte-americano, introduziu o voto secreto e o voto feminino, criou a Justiça do Trabalho e os direitos trabalhistas.
B - Denominada Constituição “cidadã”, garantiu o direito ao voto para analfabetos e menores entre 16 e 18 anos; introduziu o direito de o cidadão conhecer as informações que o governo tem sobre ele, recurso conhecido como habeas data; além de prever a possibilidade de o Congresso Nacional votar projetos de lei elaborados por iniciativa popular.
C - Promoveu a centralização do Estado, criou a figura do presidente e dos senadores vitalícios, criou o Poder Moderador, aboliu a propriedade privada e o latifúndio, garantiu os direitos de greve e de livre associação sindical.
D - Foi outorgada, promoveu a separação entre a Igreja e o Estado, extinguiu o Poder Moderador e introduziu o voto secreto para mulheres e analfabetos; além do direito de voto facultativo para menores entre 16 e 18 anos.
E - Denominada Constituição “cidadã” devido à inspiração no fascismo, aboliu os partidos políticos e a liberdade de imprensa, estabeleceu mandato presidencial de cinco anos e criou a figura do senador biônico.

(UNEMAT/MT) - Universidade do Estado de Mato Grosso - Questão 7:
No dia 15 de novembro de 2008, o Brasil completou 129 (cento e vinte e nove) anos de República. Ao longo de mais de um século de regime republicano, o país vivenciou diversas experiências através de períodos políticos com diferentes características.
Sobre esse processo político do Brasil, assinale a alternativa incorreta.
A - Durante o Estado Novo (1937-1945), Getúlio Vargas exerceu de forma autoritária o poder.
B - O período político delimitado entre 1889 e 1930 ficou caracterizado como um regime de natureza oligárquica.
C - Apesar de oriundos das forças militares, Deodoro da Fonseca e seu sucessor Floriano Peixoto foram eleitos pelo voto direto e universal.
D - A experiência democrática entre 1945 e 1964 foi interrompida com o golpe que destituiu do poder o presidente João Goulart.
E - Após a interrupção de eleições diretas para presidente em 1964, o Brasil volta a eleger o representante para o Executivo federal através do voto universal em 1989.

(UEMA) - Universidade Estadual do Maranhão - Questão 8:
Observando as imagens 1 e 2, pode-se concluir que
8.1
Imagem 1 - Discurso de Fernando Collor de Mello.
VICENTINO, Cláudio. História para o ensino médio:história geral e do Brasil. São Paulo:Scipione, 2005.

8.2
Imagem 2 – Jovens caras-pintadas em São Paulo.
A - a primeira refere-se à campanha que levou Fernando Collor de Mello à vitória em uma eleição marcada pela pequena quantidade de candidatos à presidência da República e a segunda refere-se à capacidade de Fernando Collor de Mello de associar sua imagem de candidato mais jovem ao cargo de presidente aos estudantes, considerados o “futuro da nação”.
B - a primeira refere-se ao discurso que consagrou, independente das críticas feitas a seu primeiro governo, a campanha rumo à reeleição de Fernando Collor de Mello como presidente da República e a segunda refere-se à mobilização deflagrada pela UNE, em nível nacional, no momento de transição da ditadura militar para a redemocratização.
C - a primeira refere-se à tentativa do presidente Fernando Collor de Mello de impedir a aprovação do processo de impeachment pela Câmara dos Deputados e a segunda ilustra o apoio que jovens estudantes deram à continuidade de Fernando Collor de Mello no cargo de presidente da República quando ameaçado por militares. D - a primeira refere-se à campanha de Fernando Collor de Mello à presidência da República, que utilizou o poder da imprensa para exaltar sua imagem como o “caçador de marajás”, e a segunda representa a mobilização de jovens estudantes em defesa do impeachment do presidente Fernando Collor de Mello e de uma maior mobilização da política nacional.
E - a primeira refere-se ao cenário de expectativa existente no Brasil diante da possibilidade das primeiras eleições diretas para presidente da República após a ditadura militar e a segunda refere-se à ampla comemoração popular da eleição de Fernando Henrique Cardoso, considerado, na época, opositor da política de Fernando Collor de Mello.

(UESC/BA) - Universidade Estadual de Santa Cruz - Questão 9:
A soberania nacional brasileira sempre foi tema recorrente das discussões políticas ao longo da história nacional.
Em relação a esse tema, pode-se afirmar:
A - Os anos JK foram marcados pelo desenvolvimento industrial brasileiro, caracterizado pela ruptura com a dependência econômica e financeira com o capital estrangeiro.
B - Os governos populistas defenderam o controle das riquezas naturais pelo Estado, como mecanismo de garantia do desenvolvimento econômico nacional.
C - O governo Jânio Quadros defendeu uma política externa independente, como mecanismo de autonomia em relação aos Estados Unidos e de supressão do capitalismo.
D - O regime militar, ao ampliar a atuação das empresas estatais na economia, chocou-se contra os interesses norte-americanos, forçando a aproximação do Brasil com a URSS, para garantir a soberania nacional.
E - O governo Fernando Collor de Mello, ao desenvolver uma política de cunho nacionalista, com a ampliação da participação estatal na economia, contribuiu para a diminuição da dependência externa.

(UFAL) - Universidade Federal de Alagoas - Questão 10:
A gestão de Collor de Mello foi marcada pelos anúncios de processos de modernização da sociedade brasileira em amplos setores. No seu governo, Collor:
A - utilizou-se de um forte esquema de propaganda para convencer a sociedade que um novo país surgia.
B - adotou um plano econômico que conseguiu extinguir com a inflação galopante da época.
C - bloqueou valores das contas correntes bancárias e não teve planos de privatizar as empresas públicas.
D - contou com apoio de partidos conservadores, embora houvesse críticas a sua postura democrática.
E - foi favorável à entrada do capital internacional, criando uma forte fiscalização nos órgãos ameaçados de corrupção.

(UFPel/RS) - Universidade Federal de Pelotas - Questão 11:
Leia os documentos do debate de 1993 sobre Formas e Sistemas de governo:
Não à República.
Nem Ditadura, nem anarquia.
O povo brasileiro quer de volta a monarquia.
Não fique parado. Cabe ao povo se mobilizar para pôr fim a todas as mentiras republicanas, restituindo a única forma de governo que garantiu dignidade, prosperidade, paz, liberdade e estabilidade ao povo brasileiro. Isto não é uma utopia.
A monarquia parlamentar garantirá ao Brasil como garantiu no passado e garante atualmente aos países mais ricos e livres do mundo – Japão, Inglaterra, Suécia, Nova Zelândia, Dinamarca, Noruega, Bélgica, Canadá, Holanda, Austrália, Espanha – a verdadeira representação popular e a dignidade do Parlamento.
Panfleto do Movimento Parlamentarista Monárquico. [Adapt.]
“[...] os republicanos revidam – não era bem assim. –
Não havia representação verdadeira da sociedade. O sistema do voto censitário só admitia como eleitores aqueles que comprovassem determinado nível de renda.
A maioria da população, de resto, não tinha direito nenhum – vivia submetida ao hediondo regime da escravidão, só (sic) o qual repousava o Império.
Suplemento especial da Editora Abril.
Essa polêmica entre monarquistas e republicanos, em 1993, foi decidida através do (de) A - plebiscito.
B - referendo.
C - projeto de lei.
D - emenda constitucional.
E - medida provisória
F - I.R.

(UFRPE/PE) Universidade Federal Rural de Pernambuco - Questão 12:
A vitória de Fernando Collor conseguiu abrir espaços para a modernização da economia e criar expectativas de mudanças em outras áreas. No entanto, o seu governo fracassou, pois:
A - ficou ligado aos sindicatos e, assim, não teve apoio da burguesia.
B - foi impopular desde o início, por centralizar as decisões do poder.
C - mudou mais de uma vez sua opção de partido político, o que fragilizou sua liderança.
D - era defensor do socialismo, embora tivesse um discurso capitalista.
E - envolveu-se com desmandos administrativos e políticos.

(UESPI) - Universidade Estadual do Piauí - Questão 13:
Ao assumir a presidência da República (1985), José Sarney encontrou o quadro econômico brasileiro com altos índices inflacionários. Na tentativa de combater estes índices, adotou vários planos econômicos, entre os quais:
A - o Plano de bloqueio das contas poupanças por dezoito meses para os valores acima de 50 mil cruzados.
B - o Plano Real, criado pelo então ministro Fernando Henrique Cardoso, pelo qual se convertia a unidade monetária brasileira de Cruzeiro para Real.
C - o Plano Cruzado, lançado por Dílson Funaro, que transformava a unidade monetária brasileira de Cruzeiro para Cruzado e depois para Cruzado Novo.
D - o Plano de Privatização, que extinguiu vários órgãos governamentais como o Instituto do Açúcar e do Álcool (IAA) e o Departamento Nacional de Obras contra a Seca.
E - o Plano Bolsa Família, que instituía o pagamento pelo governo de um salário- mínimo para cada família pobre.

(UNICENTRO/PR) - Universidade Estadual do Centro-Oeste - Questão 14:
O Brasil, a partir de 1985, retomou o processo democrático. A Abertura política controlada pelos militares culminou na eleição indireta dos civis Tancredo Neves e José Sarney para o comando da Nova República.
Sobre os governos da Nova República, todas as alternativas abaixo estão corretas, EXCETO.
A - Os planos de estabilização econômica, criados no governo José Sarney, eliminaram momentaneamente a inflação, mas seus resultados foram de curta duração.
B - Fernando Collor foi transformado pela mídia em herói, no jovem capaz de livrar o Brasil do atraso produzido pela política neoliberal até então vigente.
C - no governo de Itamar Franco, foi criado o Plano Real, que teve o mérito de conter a inflação sem congelamento de preços e nem confiscos.
D - nos governos de Fernando Henrique Cardoso, o Estado reduziu sua interferência na economia, ampliando as privatizações e abrindo o mercado.
E - no 1.º governo de Luís Inácio Lula da Silva, o principal programa social foi o “Fome Zero”, com grande repercussão na mídia, acompanhado do Bolsa-Família.

(UNIOESTE/PR) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Questão 15:
Catástrofes provocadas recentemente por furacões, como o Gustav, Hanna e Ike, chamaram novamente a atenção para as alterações climáticas e os efeitos da devastação do meio ambiente. Sobre a questão ambiental é correto afirmar que
A - a Agenda 21 foi um dos principais resultados da Conferência Eco-92, realizada no Rio de Janeiro, a qual estabeleceu um tratado internacional com o principal compromisso de assegurar que o comércio de animais e plantas selvagens não constituía um perigo para a manutenção da biodiversidade.
B - o Protocolo de Kyoto discutido e negociado no Japão, em 1997, estabeleceu o papel de cada país em cooperar no estudo de soluções para os problemas de abastecimento de água.
C - os Estados Unidos da América ratificaram, em 2001, o Protocolo de Kyoto, apesar de alegar que os compromissos acarretados por tal protocolo interfeririam negativamente na sua economia.
D - o pedido de demissão da ministra do Meio Ambiente Marina Silva, em 2008, chamou a atenção para as divergências internas no governo brasileiro em relação à política ambiental e, principalmente, para as pressões exercidas por interesses políticos e econômicos sobre a pasta.
E - o envolvimento da missionária norte-americana Dorothy Stang, no Pará, em favor dos interesses dos garimpeiros, resultou em seu assassinato em 2005.

(UDESC) - Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina - Questão 16:
Assinale a alternativa incorreta, sobre a industrialização. A - Nunca houve na história um tipo de sociedade industrial que não fosse nomeada e produtivamente capitalista, ou seja, não há indústria em uma sociedade que não seja capitalista.
B - A industrialização se caracteriza pela produção em larga escala, localizada em estabelecimentos fabris, com uso de maquinaria e grande quantidade de mão de obra, com o objetivo de atingir um mercado consumidor.
C - A industrialização é um processo, nesse sentido se relacionam as etapas anteriores de produção, como nas manufaturas dos séculos XV, XVI e XVII, nas quais já era possível notar algumas das características da industrialização.
D - A Inglaterra é considerada uma das nações pioneiras no processo de industrialização.
E - O conceito de industrialização implica uma série de elementos específicos, como: as descobertas científicas e seu emprego nas atividades produtivas: uma combinação entre as atividades de produção e de consumo; o mercado; o contrato; a moeda como instituições que norteiam a troca entre produtores e consumidores, etc.

(UDESC) - Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina - Questão 17:
Entre as décadas de 1970 e 1980 aconteceu uma série de questões que marcou a história do passado recente brasileiro.
Assinale a alternativa incorreta em relação ao conjunto de questões e acontecimentos que caracterizaram esse período.
A - É possível observar a existência de dois processos de redemocratização no Brasil neste período: um a partir do próprio governo militar, que passou a prever a impossibilidade de manter o autoritarismo e as leis de exceção no longo prazo; e outro com foco na sociedade civil, que reuniu diferentes atores e organizações na luta pela democracia.
B - Em 1985 Fernando Collor de Mello venceu a eleição para presidente da República e foi o primeiro presidente civil depois de 21 anos de Regime Militar.
C - A Lei de Anistia (1979), embora sancionada pelo regime militar, foi sobretudo resultado da campanha pela Anistia promovida por diversos setores da sociedade civil brasileira que se opunham ao governo militar, ocorrida no período conhecido como de redemocratização.
D - A campanha Diretas Já marcou o período de redemocratização no Brasil, mas a eleição para presidente de 1985 ainda seria decidida pelo Colégio Eleitoral e não pelo voto popular.
E - A Constituição de 1988, ao expressar a organização de uma sociedade democrática, marcaria definitivamente o fim do autoritarismo do regime militar brasileiro.

(CEFET/SC) Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina - Questão 18:
Sobre o Brasil pós ditadura militar, é CORRETO afirmar:
1 - O objetivo da Campanha pelas Diretas, no início dos anos 80, era fazer com que o Congresso Nacional aprovasse a emenda constitucional que previa o restabelecimento das eleições diretas para Presidente da República e acabava com o Colégio Eleitoral, criado pelo regime militar.
2 - Com o Plano Collor, deu-se o bloqueio das contas e aplicações financeiras nos bancos, inclusive as cadernetas de poupança, e o confisco de uma parcela significativa do dinheiro que circulava no País, extinguiu-se a moeda vigente, o cruzado, e restabeleceu o cruzeiro como moeda nacional.
4 - As medidas tomadas pelo governo de Fernando Henrique para a estabilização da economia previam o estímulo à inflação, incluindo um plano de nacionalização de empresas.
8 - A Passeata dos Cem Mil convocada pelos militares, contou com a participação de estudantes que defendiam a instalação da ditadura militar no Brasil.
16 - Apesar da repressão, que atingiu duramente a vida militar, a música popular brasileira e o teatro viveram momentos de efervescência, refletindo o engajamento de seus principais representantes na luta contra os desmandos da ditadura militar.

(UCS/RS) - Universidade de Caxias do Sul - Questão 19:
Em 1989, depois de 29 anos sem votar para presidente, os brasileiros foram às urnas para escolher o sucessor de Sarney através do voto direto. Vinte e dois candidatos disputavam o cargo, que, após o segundo turno, ficou com Fernando Collor de Mello.
Analise a veracidade (V) ou falsidade (F) das proposições abaixo sobre o governo Collor (1990-1992).
( ) No início do governo, entrou em vigor o Programa Nacional de Desestatização, aprovado pelo Congresso Nacional. Através desse programa, foi deflagrado o processo de privatização das empresas estatais, consideradas por muitos como deficitárias.
( ) Outra medida do governo foi a redução gradual de impostos sobre a importação, abrindo o mercado brasileiro para produtos de outros países. As autoridades da área econômica do governo Collor acreditavam que a entrada de mercadorias estrangeiras obrigaria as empresas nacionais a aumentar a eficiência, baixando, consequentemente, os preços dos produtos.
( ) As medidas econômicas adotadas pelo governo Collor representavam uma ruptura com o antigo modelo de industrialização, que defendia uma política de proteção da indústria nacional contra a concorrência estrangeira.
Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo.
A - V – F – F
B - V – V – F
C - F – F – V
D - V – V – V
E - F – V – V

(UFERSA/RN) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido - Questão 20:
O Plano Real foi criado durante o governo de
A - Fernando Collor
B - Itamar Franco
C - Fernando Henrique Cardoso
D - Luis Inácio Lula da Silva

(UFF/RJ) - Universidade Federal Fluminense - Questão 21:
Em 1985 inicia-se a Nova República no Brasil, tendo como um dos pontos de sua agenda o 1º Plano Nacional de Reforma Agrária (PNRA). Este visava, primeiramente, ao cadastro das propriedades no país, de modo a mapear os chamados latifúndios improdutivos. Tal iniciativa, no entanto, foi frustrada em seu próprio nascedouro, sobretudo devido à atuação de nova entidade de grandes proprietários, fundada neste mesmo ano e denominada:
A - União Democrático-Ruralista (UDR);
B - Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB);
C - Instituto Nacional de Reforma Agrária (INCRA);
D - Ligas Camponesas;
E - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

(UNEMAT/MT) - Universidade do Estado de Mato Grosso - Questão 22:
Na segunda metade do século XX, o discurso que reforçava a ideia do estado de Mato Grosso como uma unidade federativa, em que predominava a existência de espaços vazios ganhou força e visibilidade.Entre as alternativas abaixo, assinale a correta.
A - O resultado mais perceptível foi a implementação de um programa piloto de reforma agrária impedindo formações de grandes propriedades.
B - Os investimentos no campo, para a sua colonização, eram exclusivamente oriundos do governo federal.
C - A abundância dos espaços inabitados foi o principal fator pela ausência de conflitos entre os habitantes naturais e os “colonos”.
D - Neste período o estado de Mato Grosso foi entrecortado por estradas de rodagem, segundo a visão de integração dos governos militares.
E - O movimento colonizador do período foi responsável pela formação de núcleos urbanos apenas na região sudoeste de Mato Grosso.

(UFPE) - Universidade Federal de Pernambuco - Questão 23:
A eleição de Fernando Collor, para o cargo de Presidente da República, derrotando Luís Inácio Lula da Silva e o Partido dos Trabalhadores, movimentou politicamente o Brasil. O governo de Fernando Collor: A - surpreendeu pelo equilíbrio do presidente como estadista bem informado.
B - teve apoio incondicional dos grandes partidos políticos durante seu governo.
C - prometeu amplas e renovadoras políticas de modernização econômica.
D - consolidou a democracia no país, isolando as oligarquias anacrônicas.
E - impediu a entrada do capital estrangeiro nos negócios nacionais.

(UFPE) - Universidade Federal de Pernambuco - Questão 24:
As incertezas do mundo contemporâneo trazem medos e desfazem antigas utopias políticas. Vivemos numa sociedade de massas, com avanços tecnológicos e apelos consumistas cotidianos, embora subsistam muitas desigualdades sociais.Historicamente, neste mundo de inquietudes e turbulências, o Brasil:
A - mudou em muitos aspectos, derrubando o que restava de conservadorismo.
B - conseguiu avançar na modernização, apesar das dificuldades sociais.
C - transformou-se politicamente, criando uma estrutura partidária estável.
D - consolidou-se como potência industrial, urbanizando-se sem problemas.
E - perdeu sua autonomia cultural, sendo apenas um reflexo do mundo internacional.

(UEMS)- Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - Questão 25:
O governo de Luiz Inácio Lula da Silva, com seus projetos sociais e a atuação do Congresso e do Senado, tem demonstrado que o país ainda não conseguiu resolver problemas básicos, como o de distribuição de renda, mesmo porque desde o período em que foi colonizado por Portugal o país ainda mantém uma estrutura: A - com uma economia voltada para o mercado interno e favorável à distribuição de renda, permitindo eliminar os problemas no campo com uma reforma agrária adequada aos problemas enfrentados pelos trabalhadores do campo.
B - com uma economia voltada para o mercado externo, com latifúndios e propriedades monocultoras (ou ainda improdutivas), e uma constante discriminação com negros e índios, em função do regime escravista, que vigorou no país por mais de três séculos. C - com uma economia socializada, na qual desde o período colonial o país destinou parte de suas terras para negros, índios e brancos.
D - com base na pequena propriedade, na qual viviam em harmonia pessoas livres, forros e escravos, em busca de um ideal em comum: o de desenvolvimento do país para se tornar uma nação de primeiro mundo. E - com uma economia autossuficiente, em que a posse de terra é assegurada a todos, mas em função do árduo trabalho de alguns, com o tempo as propriedades foram sendo acumuladas.

(UEMS)- Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - Questão 26:
O primeiro presidente pós Ditadura Militar eleito pelo colégio eleitoral foi Tancredo Neves. Com a sua morte o seu vice, José Sarney, assumiu a presidência e governou o país entre 1985 e 1990. Os principais acontecimentos do período foram:
A - Reformas políticas (fim do Colégio eleitoral, liberdade aos sindicatos, direito de voto aos analfabetos, entre outros); Reformas econômicas com o Plano Cruzado; Constituição de 1988.
B - O estabelecimento do Estado Novo que suprimiu direitos civis, políticos e sociais, sendo que o presidente a governar neste período foi Getúlio Vargas.
C - Foi um período marcado por disputas entre oligarquias rurais, principalmente cafeicultores, que intentavam o controle político do país devido ao grande prestígio e força política que detinham, em razão do seu poderio econômico.
D - As chamadas Reformas de Base que resultaram numa série de conflitos entre vários setores da sociedade que se opunham entre o sistema capitalista e socialista.
E - O processo de Impeachment, Crise/Recessão; Plano Brasil Novo; Reforma Monetária (bloqueio dos ativos financeiros, confisco da poupança, entre outros); Movimento dos “Caras Pintadas”; Renúncia do Presidente.

(UFAM) - Universidade Federal do Amazonas - Questão 27:
A chegada de Tancredo Neves ao poder e sua permanência por apenas 10 meses a frente do governo deveu-se:
A - Ao fato de que unificados em torno das “Diretas”, após a eleição rompe com o PMDB, liderado por Ulisses Guimarães e com as esquerdas, cujo candidato era Luis Inácio Lula da Silva.
B - A crise da ditadura militar, eleição pelo Colégio Eleitoral e falecimento precoce por motivo de doença.
C - Ao fato de que, tendo participado da campanha “Diretas Já”, com a derrota da emenda Dante de Oliveira, aceitou participar da escolha presidencial indireta pelo Colégio Eleitoral.
D - A insatisfação dos setores conservadores da política brasileira, à crise econômica e à conjuntura de instabilidade política do governo Goulart.
E - Ao fato de que, tendo sido o primeiro presidente eleito diretamente pelo povo, não chegou a assumir a chefia do governo no Brasil, por força de seu falecimento antes da posse.
Nível da questão: Não definido

(FRB/BA) - Faculdade Ruy Barbosa - Questão 28:
Em algum momento na virada da década de 70 para 80 [século XX], o Nordeste e o Brasil se desviaram do rumo do crescimento econômico. Perderam o mapa, a régua e o compasso que definiam a trilha, que vinha seguida de expansão e transformação das suas economias há mais de três décadas. Tal expansão ocorria num contexto de industrialização – e de transformação de economia urbana – muito concentrada em termos espaciais, mas que permitia que algumas sobras chegassem à periferia.
GUIMARÃES NETO, Leonardo. Desigualdades Regionais. Salvador: SEI, 1989. (Série Estudos e Aspectos).
Uma conjunção de fatores externos e internos levou os estudiosos e historiadores a caracterizarem os anos 70 de “Os Anos de Chumbo”, e a década de 80, de a “Década Perdida”. Entre os fatores responsáveis, nas conjunturas internacional e brasileira, que contribuíram para essa caracterização, encontra-se:
A - a crise do “milagre brasileiro”, em conseqüência da dependência do país ao capital estrangeiro, agravada pelos efeitos da crise internacional do petróleo, que elevou os juros internacionais.
B - a redução dos investimentos norte-americanos no Brasil, como desdobramento da crise dos mísseis cubanos, que exigiu maiores gastos pelo governo dos Estados Unidos.
C - o alto gasto empreendido pelos Estados Unidos, em apoio aos revolucionários que derrubaram o presidente Gorbatchev, na União Soviética, pondo fim ao socialismo soviético e, paralelamente, a transferência dos interesses econômicos norte-americanos da América Latina para a Europa Oriental.
D - a implantação dos governos ditatoriais de direita de Evo Morales, na Bolívia, e de Hugo Chavez, na Venezuela, com o apoio econômico dos Estados Unidos, temerosos do retorno de governos socialistas na América Latina.
E - o apoio armado e financeiro dos Estados Unidos à guerrilha Talebã, no Afeganistão, o que resultou na valorização do dólar e no aumento do endividamento dos países periféricos.

(FRB/BA) - Faculdade Ruy Barbosa - Questão 29:
Em algum momento na virada da década de 70 para 80 [século XX], o Nordeste e o Brasil se desviaram do rumo do crescimento econômico. Perderam o mapa, a régua e o compasso que definiam a trilha, que vinha seguida de expansão e transformação das suas economias há mais de três décadas. Tal expansão ocorria num contexto de industrialização – e de transformação de economia urbana – muito concentrada em termos espaciais, mas que permitia que algumas sobras chegassem à periferia.
GUIMARÃES NETO, Leonardo. Desigualdades Regionais. Salvador: SEI, 1989. (Série Estudos e Aspectos).
A partir da análise do texto e dos conhecimentos sobre a evolução da economia do espaço nordestino, é correto afirmar:
A - No Estado da Bahia, devido à sua importância econômica, localizam-se as megalópoles do Nordeste.
B - O alto grau de qualificação do trabalhador foi um elemento decisivo para criação do pólo petroquímico de Camaçari.
C - O Nordeste concentra a segunda maior população em termos regionais, e os maiores adensamentos populacionais estão nas áreas anecúmenas do litoral.
D - A economia das principais metrópoles nordestinas, assim como as demais regiões brasileiras, está predominantemente concentrada no setor terciário.
E - A produção e a geração de energia, na região nordestina, foram totalmente privatizadas no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso.

(UFSC/SC) - Universidade Federal de Santa Catarina - Questão 30:
Isso não podia acontecer. O que vai ser do Brasil, vendendo assim seus melhores craques? [...] O interesse das pessoas, daqueles que pagam impostos, parece que não vale mais nada mesmo neste país miserável. Uma vergonha, uma vergonha nacional. Caso de polícia. Tem gente andando faceira por aí que merecia estar atrás das grades.Traidor é pouco para esse pessoal – e bruscamente, quase como se estivesse falando sobre o mesmo assunto:– Escute, além daquela firma do Paraná e do governo do Maranhão, já tenho bem entabulado um negócio com o governo do Pará. Este ano está prometendo para nós.
NEVES, Amilcar. Relatos de sonhos e de lutas. São Paulo: Estação Liberdade: Fundação Nestlé de Cultura, 1991. p. 67-68.
Onda após onda de escândalos, numa sucessão aparentemente infindável, tem invadido o palco da política nacional. [...] O próprio governo calculou em R$ 40 bilhões o rombo anual nos cofres públicos. FOLHA DE SÃO PAULO, 03 jun. 2007. Caderno MAIS, p. 4.
Sobre o tema CORRUPÇÃO na história brasileira, é CORRETO afirmar que:
A - Collor assumiu a presidência do Brasil na década de 1990 e sua propaganda política foi baseada na “caça aos marajás”, ou seja, no combate à corrupção.
B - no passado, a concentração de poderes nas mãos do soberano evitava a rede de influências, apadrinhamentos políticos e favorecimento econômico.
C - mesmo com o amplo debate e mobilizações contra o seu governo, como as manifestações dos “caras-pintadas”, Collor não foi levado ao impeachment.
D - o termo “mensalão” surgiu durante o governo de Arthur Bernardes, a partir da prática corrente na política brasileira de distribuir dinheiro aos eleitores em vésperas de eleição.
E - Juscelino Kubitschek construiu sua campanha eleitoral tendo como símbolo uma vassoura, destinada a varrer a corrupção, a inflação e o comunismo do Brasil.
F - intérpretes clássicos da História do Brasil, tais como Sérgio Buarque de Holanda e Caio Prado Júnior, são unânimes em apontar a corrupção como uma realidade endêmica ao longo de nossa história, na qual a espoliação e a confusão entre o público e o privado estão presentes desde o período colonial.

(UDESC) - Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina - Questão 31:
É incorreto afirmar, considerando a situação do Brasil nos últimos 30 anos:
A - Na primeira eleição direta para Presidência da República, após a ditadura militar (1964-1985), o presidente eleito sofreu em seguida a sua posse um processo de impedimento e acabou renunciando.
B - Diminuiu a expectativa de vida do brasileiro em geral.
C - Sucessivas políticas econômicas de diferentes governos conseguiram controlar a inflação e aumentar as riquezas no país, mas a distribuição de renda mais justa ainda é algo a ser conquistado.
D - O Brasil continua tendo problemas em relação à infra-estrutura, caso do racionamento de energia conhecido como apagão, ocorrido em 2002.
E - Alternativas em relação ao desenvolvimento sustentável vêm sendo tomadas e o país é uma opção mundial em geração de fontes alternativas de energias, como o biodiesel.

(UERGS) - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - Questão 32:
Relacione corretamente as colunas abaixo, associando os presidentes que governaram o Brasil aos acontecimentos históricos que marcaram seus mandatos.
1. José Sarney
2. Fernando Collor de Melo
3. Itamar Franco
4. Fernando Henrique Cardoso
5. Luis Inácio Lula da Silva
( ) comando da missão de paz da ONU no Haiti.
( ) fim do monopólio da Petrobras.
( ) promulgação da atual Constituição brasileira.
( ) lançamento do Plano Real
( ) bloqueio de depósitos em contas correntes e cadernetas de poupança.
A ordem correta do preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é: A - 5-4-2-1-3
B - 4-3-1-5-2
C - 4-5-3-1-2
D - 3-2-1-4-5
E - 5-4-1-3-2

(UEG) - Universidade Estadual de Goiás - Questão 33:
33
Disponível em: Acesso em: 3 set. 2007.
O slogan da charge relaciona o atual esforço do governo brasileiro na divulgação do biocombustível com outro momento histórico, no qual o petróleo foi tema de uma intensa campanha política. Este momento foi:
A - A nacionalização do petróleo ocorrida no Governo Vargas.
B - A crise do petróleo ocorrida em 1973.
C - O fim do monopólio da Petrobras ocorrido no governo de Fernando Henrique Cardoso.
D - A nacionalização das refinarias da Petrobras pelo governo boliviano de Evo Morales.

(UFMG) - Universidade Federal de Minas Gerais - Questão 34:
Leia este trecho:
“Não obstante os três principais líderes de grupos parlamentares – PTB, PSD e UDN – [terem aderido] à bandeira da reforma no campo, cada qual apresentou alternativas ao status quo diferentes umas das outras, sendo todas derrotadas e permanecendo o status quo, o qual não era a primeira opção de nenhum dos três grupos.”
SANTOS, Wanderley Guilherme dos. O cálculo do conflito:
estabilidade e crise na política brasileira. Belo Horizonte:
Editora UFMG, 2003. p. 207.
A partir dessa leitura e considerando-se outros conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar que, nesse trecho, se expressa;
A - a falta de consenso sobre a questão agrária, no Parlamento brasileiro, às vésperas do golpe que depôs João Goulart.
B - as dificuldades ligadas à discussão, pelas elites urbano-industriais paulistas, do tema da reforma agrária.
C - o conflito estabelecido entre o Movimento de Trabalhadores sem Terra (MST) e o Parlamento brasileiro.
D - os impasses ligados à tramitação e à discussão, pelo regime militar brasileiro, do Estatuto da Terra.

(UEFS/BA) - Universidade Estadual de Feira de Santana - Questão 35:
O Presidente Luís Inácio Lula da Silva, discursando, recentemente, sobre o direito de greve, afirmou que funcionário público que faz greve por mais de três meses não está fazendo greve, mas, sim, tirando férias. A partir da análise dessa frase do presidente e dos conhecimentos sobre a história dos direitos trabalhistas, no Brasil, é correto afirmar:
A - A Lei de Terras, adotada no Império, concedeu ao trabalhador rural o direito de adquirir propriedade, minando a base da estrutura latifundiária brasileira e facilitando, posteriormente, o desmatamento do Arraial de Canudos.
B - O modelo empresarial estabelecido por Luís Tarquínio, na Bahia, ao criar a primeira Vila Operária do Brasil, foi adotado pelos governos da Primeira República como mecanismo de controle das tensões sociais.
C - A estabilidade no emprego, criada pelo governo de Getúlio Vargas, para o trabalhador rural e urbano, seja no setor privado, seja no público, objetivava o aumento da produtividade e o desenvolvimento econômico autônomo do país.
D - A perda da estabilidade do empregado do setor privado foi uma estratégia adotada pelo regime militar, visando à rotatividade de mão-de-obra e ao arrocho salarial, elementos básicos do “Milagre Brasileiro”.
E - A política neoliberal, adotada pelos últimos governos brasileiros, provocou o fim da estabilidade do funcionalismo público, a crise do movimento sindical e a perda do direito de greve dos trabalhadores em geral.

(UESC/BA) - Universidade Estadual de Santa Cruz - Questão 36:
A lei que instituiu a reserva de vagas nas universidades federais se enquadra nas chamadas políticas afirmativas. Essas ações políticas buscam estabelecer mecanismos compensatórios para os afrodescendentes, visto que eles,
A - ao chegarem ao Brasil como escravos, perdiam todos os seus bens materiais, que eram distribuídas entre os colonos portugueses.
B - os ex-escravos, após a abolição da escravatura, foram proibidos de possuir terras agrícolas, sendo, portanto, empurrados para os centros urbanos onde passaram a viver na marginalidade.
C - a dificuldade de ascensão social dos afrodescendentes ocorre da sua situação econômica, associada à discriminação velada da sociedade.
D - a lei instituiu a necessidade de identificação científica da raça negra como primeiro critério a ser adotado no ingresso às universidades públicas.
E - o sistema de cotas tem como critério de seleção o privilégio ao mérito de cada um e o menosprezo às condições socioeconômicas.

(UFBA) - Universidade Federal da Bahia - Questão 37:
Neste domingo, perto de 126 milhões de brasileiros estão aptos a sair de casa para escolher um caminho para o País. Será a quinta eleição direta para presidente a contar do final do regime militar (1964-1984), a nona desde o encerramento do Estado Novo (1937-1945). É o instante para se verificar que Brasil está sendo construído nos últimos tempos. A primeira constatação é a de que se trata de um país que cresce pouco. Enquanto a elevação média do Produto Interno Bruto chegou a 7,4% ao ano entre 1946 e 1980, de lá para cá foi como se os aceleradores da economia entrassem em pane. No período 1981-2005, o crescimento médioanual do PIB chegou apenas a 2,3%. Em combinação com a taxa de natalidade, tem-se um insuficiente 1% de crescimento no PIB per capita na moderna era democrática. Resultado de aventuras macroeconômicas, como o Plano Cruzado (1986), experimentações, como os planos Bresser (1987), Verão (1988) e, suprema irresponsabilidade, o Collor (1990) com seu confisco em contas correntes, o País perdeu posições na cena internacional. Em 1980, a economia brasileira produzia 3,9% da riqueza mundial. No ano passado, apenas 2,7%.
(DAMIANI, 2006, p. 26).
Tomando-se como referência o texto, aliado aos conhecimentos sobre o Período Republicano no Brasil, pode-se afirmar:
A - A Primeira República caracterizou-se pela consolidação da estrutura coronelística e pelo voto censitário, que impediram a participação política do trabalhador, modelo inspirado na estrutura política da Inglaterra Vitoriana.
B - O Estado Novo, estabelecido por Getúlio Vargas, teve como base de sustentação política o Exército e o Partido Trabalhista Brasileiro, adotando um modelo idêntico à estrutura política estabelecida por Mussolini,na Itália fascista.
C - O Regime Ditatorial Militar constituiu-se uma exceção na história republicana brasileira, por ter estabelecido governos que defendiam uma política econômica marcadamente nacionalista, inspirada em modelo estabelecido pela ditadura militar do General Augusto Pinochet, no Chile.
D - O Plano Cruzado, adotado pelo presidente José Sarney,caracterizou-se pelo congelamento dos preços e dos salários, com o objetivo de frear a expansão do consumo, copiando o modelo adotado pelo New Deal, nos Estados Unidos, no combate aos efeitos da Crise de 29.
E - A política econômica do governo de Fernando Collor de Mello, ao defender o processo de privatização e a abertura do mercado aos produtos estrangeiros,inspirou-se no modelo neoliberal estabelecido pelas grandes potências capitalistas, no Consenso de Washington.

(UNEMAT/MT) - Universidade do Estado de Mato Grosso - Questão 38:
Durante a presidência de José Sarney, na década de 80, lançou-se um plano econômico que tinha por base a troca de moeda e controle dos preços no mercado.
Com relação a esse plano econômico, assinale a alternativa correta.
A - Plano Cruzado.
B - Plano Bresser.
C - Plano Collor.
D - Plano de Metas.
E - Plano Real.

(UFMS) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Questão 39:
Entre 1994 e 2002, Fernando Henrique Cardoso governou o Brasil por dois mandatos. A respeito desse período, assinale a alternativa correta.
A - caracterizou-se por ambigüidade na área social, pois ao mesmo tempo que foram registradas quedas nos índices de mortalidade infantil e de analfabetismo, também houve aumento do índices de desemprego, de violência urbana e de concentração de renda.
B - caracterizou-se pelo acentuado crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) que, entre 1998 e 2002, atingiu a média de 12,5% ao ano.
C - foi pautado por intensos investimentos em infra-estrutura, especialmente em energia elétrica, resultantes da bem sucedida política de estatização das empresas do setor.
D - foi marcado pela retomada do programa de estatização das empresas de telefonia e siderúrgicas, como a Companhia Vale do Rio Doce e a Companhia Siderúrgica Nacional.
E - foi marcado pela abertura da economia para o mercado internacional, o que favoreceu o fortalecimento e a competitividade das empresas brasileiras, trazendo como conseqüências imediatas o aumento do número de postos de trabalho.

(UNIFOR/CE) - Universidade de Fortaleza - Questão 40:
FOLHA DE S.PAULO *
Acabou o ciclo autoritário;
Tancredo é o 1º presidente
Civil e de oposição desde 64
(Folha de São Paulo, 16 de janeiro de 1985)
Associando os fatos destacados na manchete ao contexto histórico, é possível afirmar que Tancredo Neves foi:
A - indicado por uma coligação de partidos políticos composta por PMDB, PCB e PT.
B - eleito pelo colégio eleitoral, pois o Congresso Nacional não aprovou as “diretas-já”.
C - o primeiro presidente eleito pelo voto da população desde a eleição de João Goulart.
D - Conduzido ao poder depois da aprovação das “diretas já”, pelo Congresso Nacional.
E - Impedido de tomar posse por políticos conservadores e por militares de linha dura.

(UNICAMP/SP) - Universidade Estadual de Campinas - Questão 41:
A crise que levou ao impeachment de Collor tem características e significados inteiramente diversos dos da crise de 1968. Na crise do impeachment os militares não foram protagonistas, nem se colocou em questão nenhuma norma do regime político em vigor. Fato inédito em nossa história republicana, essa crise reafirmou o ordenamento jurídico estabelecido pela Constituição de 1988, através de dispositivos como a Comissão Parlamentar de Inquérito e o impeachment. (Adaptado de Sebastião Velasco e Cruz. "O impeachment: uma crise singular". O presente como história: economia e política no Brasil pós 64. Campinas: UNICAMP. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, 1997, p. 402-403.)
a) De acordo com o texto, que características da crise política do impeachment de Collor a diferenciam das crises anteriores?

b) Quais os resultados políticos da crise de 1968?

c) O que é impeachment?

(UERGS) - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - Questão 42:
Em relação à economia brasileira durante o governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) é incorreto afirmar que:
A - Foi lançado o Plano Real para estabilizar a economia e controlar a inflação.
B - Promoveu a privatização de grandes empresas estatais.
C - Para conseguir novas fontes de recursos, aumentou a carga tributária.
D - Elevou as taxas de juros, o que contribuiu para conter o consumo e manter os preços em baixa.
E - Ocorreu a quebra do monopólio estatal das telecomunicações e a quebra do monopólio da Petrobras.

(UNICAMP/SP) - Universidade Estadual de Campinas - Questão 43:
A crise que levou ao impeachment de Collor tem características e significados inteiramente diversos dos da crise de 1968. Na crise do impeachment os militares não foram protagonistas, nem se colocou em questão nenhuma norma do regime político em vigor. Fato inédito em nossa história republicana, essa crise reafirmou o ordenamento jurídico estabelecido pela Constituição de 1988, através de dispositivos como a Comissão Parlamentar de Inquérito e o impeachment. (Adaptado de Sebastião Velasco e Cruz. "O impeachment: uma crise singular". O presente como história: economia e política no Brasil pós 64. Campinas: UNICAMP. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, 1997, p. 402-403.)
a) De acordo com o texto, que características da crise política do impeachment de Collor a diferenciam das crises anteriores?

b) Quais os resultados políticos da crise de 1968?

c) O que é impeachment?

(UFLA/MG) - Universidade Federal de Lavras - Questão 44:
No contexto histórico que se sucedeu à morte de Tancredo Neves (21/04/85) e à posse de José Sarney, um dos desafios deste foi a recuperação da economia, então com uma inflação próxima dos 200% ao ano. É nesse contexto que foi implantado o Plano Cruzado.
Uma figura bastante conhecida do Plano Cruzado foi a dos “fiscais do Sarney”. As alternativas abaixo estão ligadas a essa “figura”, exceto:
A - Donas-de-casa observam permanentemente as prateleiras dos supermercados, munidas de tabelas de preço da Sunab, à procura de mercadorias ilegalmente remarcadas.
B - Congelamento das poupanças e contas bancárias em todo o país.
C - Proprietários e gerentes de estabelecimentos comerciais foram presos por violar o congelamento dos preços após denúncias.
D - Milhares de pessoas passaram a vigiar os preços no comércio e a denunciar as remarcações feitas.

(UEFS/BA) - Universidade Estadual de Feira de Santana - Questão 45:
45
A charge faz uma crítica:
A - à utilização da máquina administrativa na campanha presidencial, associada a uma crítica irônica aos interesses da elite, contrariados no governo Fernando Henrique Cardoso;
B - à política de distribuição de renda e de recomposição do poder de compra da classe trabalhadora do presidente Fernando Henrique Cardoso, o que lhe garantiu grande apoio popular;
C - aos acordos estabelecidos entre Fernando Henrique Cardoso e a elite econômica para buscar apoio político na campanha para presidente da República;
D - à política econômica do governo Fernando Henrique Cardoso, de acordo com os ideários neoliberais e as diretrizes do Fundo Monetário Internacional;
E - ao financiamento ilegal e à compra de votos no Congresso para a campanha à presidência da República de Fernando Henrique Cardoso.

(UEFS/BA) - Universidade Estadual de Feira de Santana - Questão 46:
46
A charge, relativa ao governo de Fernando Henrique Cardoso, é uma crítica:
A - ao medo do descontrole inflacionário;
B - à repressão policial sobre os cidadãos;
C - ao processo de racionamento de energia;
D - ao descaso governamental para com a população carente;
E - à repressão ao Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST).

(UEMS)- Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - Questão 47:
No Brasil, estudos sobre os primeiros habitantes vêm sendo desenvolvidos desde meados do século XIX. Peter Lund, em 1840, fez uma descoberta espetacular em Lagoa Santa (MG) de esqueletos datados de mais de 10 mil anos. A mais significativa delas, para estudos em pauta, foi a descoberta de um crânio feminino, apelidado de:
A - Lucy;
B - Maria;
C - Luzia;
D - Mary;
E - Eva.

(UFMS) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Questão 48:
A música, o cinema, a literatura e as artes, de uma maneira geral, podem expressar posturas críticas a respeito da realidade social e política de um país, de seu povo e de sua história. Leia com atenção o texto abaixo:
Quando você for convidado pra subir no adro da Fundação Casa de Jorge Amado/Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos/Dando porrada na nuca de malandros pretos. De ladrões mulatos e outros quase brancos/Tratados como pretos/Só pra mostrar aos outros quase pretos (e são quase todos pretos)/E aos quase brancos pobres como pretos/Como é que pretos, pobres e mulatos/E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados/E não importa se olhos do mundo inteiro/Possam estar por um momento voltados para o largo/Onde os escravos eram castigados/E hoje um batuque, um batuque/Com a pureza de meninos uniformizados de escola secundária em dia de parada/É a grandeza épica de um povo em formação/Nos atrai, nos deslumbra e estimula/Não importa nada: nem o traço do sobrado/Nem a lente do Fantástico, nem o disco de Paul Simon/Ninguém, ninguém é cidadão/Se você for ver a festa do Pelo, e se você não for pense no Haiti, reze pelo Haiti/O Haiti é Aqui – o Haiti não é aqui./E na tv se você ver um deputado em pânico mal dissimulado/Diante de qualquer, mas qualquer mesmo, qualquer/Plano de educação que pareça fácil/Que pareça fácil e rápido/E vá representar uma ameaça de democratização do ensino de primeiro grau/E se esse mesmo deputado defender a adoção da pena capital/E o venerável cardeal disser que vê tanto espírito no feto e nenhum no marginal/E se, ao furar o sinal, o velho sinal vermelho habitual/Notar um homem mijando na esquina da rua sobre um/Saco brilhante de lixo do Leblon/E quando ouvir o silêncio sorridente de São Paulo/Diante da chacina/111 presos indefesos, mas presos são quase todos pretos/Ou quase pretos, ou quase brancos quase pretos de tão pobres e pobres são como pobres e todos sabem como se tratam os pretos./E quando você for dar uma volta no Caribe/E quando você for trepar sem camisinha/E apresentar sua participação inteligente no bloqueio a Cuba/Pense no Haiti, reze pelo Haiti/O Haiti é aqui, o Haiti não é aqui.
Na letra de “Haiti”, escrita por Gilberto Gil e Caetano Veloso, são apontadas denúncias sobre os diversos aspectos componentes da realidade social brasileira contemporânea. É correto afirmar que “Haiti” expõe uma elaborada crítica aos seguintes problemas do Brasil:
A - as disputas político-partidárias e a crise no sistema de saúde do Brasil;
B - a violência no campo, a democracia racial e a inclusão social fortemente presente no Brasil;
C - a violência policial, a discriminação racial e a exclusão social presentes exclusivamente no Haiti;
D - o discurso político simplista, apontando soluções fáceis e a defesa da pena de morte como alternativa para a violência;
E - a miséria no Haiti e a presença de soldados brasileiros integrando forças da ONU nesse país.

(UEMS)- Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - Questão 49:
O movimento Diretas Já foi responsável pela mobilização da opinião pública brasileira sobre o retorno da democracia no Brasil. Após 20 anos de ditadura militar, o Brasil elegeu:
A - por voto direto, Tancredo Neves, presidente do Brasil;
B - por voto direto, José Sarney, presidente do Brasil;
C - por voto direto, José Sarney, vice-presidente do Brasil;
D - por voto indireto, José Sarney, presidente do Brasil;
E - por voto indireto, Tancredo Neves, presidente do Brasil;

(UFMS) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Questão 50:
Eleito em 1989 por meio do voto direto de 35 milhões de brasileiros, Fernando Collor de Mello chegou à presidência da República com base num plano de governo fundamentado, entre outras propostas, no combate à inflação, na moralização da vida pública e na gestão voltada para a melhoria das condições de vida da população mais pobre – os ”descamisados”. Portador de um estilo populista, Fernando Collor procuraria governar através de medidas de impacto. A primeira delas pretendia fulminar a inflação, segundo as palavras do novo presidente, ”com um só tiro”. Era o Plano Collor, anunciado no dia seguinte da posse, em 15 de março de 1990. Sobre as medidas econômicas, previstas pelo Plano Collor, assinale a(s) alternativa(s) correta(s):
1 - Reforma monetária, com a substituição do Cruzeiro Novo pelo Cruzado, sem cortes de zeros.
2 - Reforma monetária, com a substituição do Cruzeiro pelo Real, acompanhada pelo congelamento de preços e pela introdução de um “gatilho” salarial.
4 - Confisco da poupança e congelamento das contas bancárias acima de determinado valor.
8 - Congelamento de preços e salários com reajustes pré-fixados mensalmente.
16 - Reforma monetária, com a substituição do Cruzado Novo pela Unidade Real de Valor (URV), destinada a corrigir diariamente preços, salários e serviços; abertura da economia para o mercado externo e privatização das empresas estatais.

(ACAFE/SC) - Associação Catarinense das Fundações Educacionais - Questão 51:
Cruzeiro, cruzado, real. O Brasil, em sua história recente passou por diversas reformas monetárias e terríveis crises econômicas. As tentativas para reverter esse quadro nem sempre obtiveram sucesso. No governo Sarney, o Plano Cruzado foi um dos mais expressivos planos de estabilização que fracassou.
Sobre esse governo e essa realidade econômica, todas as alternativas estão corretas, exceto:
A - Sarney terminou seu governo com uma inflação gigantesca em seus últimos meses de mandato.
B - Dilson Funaro, Ministro da Fazenda de Sarney, foi o principal articulador do Plano Cruzado.
C - Com o congelamento de preços e salários, Sarney convidou os brasileiros e brasileiras a fiscalizar a atuação de empresários que escondiam mercadorias e cobravam ágio para vender seus produtos.
D - Com o sucesso inicial do plano, o PMDB, principal partido do governo, obteve uma vitória expressiva nas eleições de 1986, ganhando quase todas as eleições para o governo dos Estados. Após as eleições, o plano começou a ruir.
E - O Plano Cruzado foi uma das primeiras medidas que Sarney tomou logo após ser eleito. Confiscou a poupança, estabilizou preços e salários e acabou com a inflação. No terceiro ano de seu mandato, o plano fracassou pela falta de liquidez no mercado acionário.

(UNEMAT/MT) - Universidade do Estado de Mato Grosso - Questão 52:
Em 1989, a campanha eleitoral para presidência da República revelou Fernando Collor de Mello como um candidato que expressava a expectativa de um tempo novo para o Brasil.
Com base nesse tempo político, assinale a alternativa correta:
A - Collor procurou encarnar a modernidade e a justiça social e, apresentando-se como “caçador de marajás”, estatizou as comunicações e implantou o populismo como estilo de governar o país.
B - Assim como Getúlio Vargas e Jânio Quadros, Fernando Collor se produziu como político personalista que ganhou simpatia do eleitorado, graças à desconfiança da população em relação aos políticos identificados com partidos tradicionais.
C - Um dos pontos positivos do governo Collor foi o sistema de controle das importações e valorização da moeda brasileira pelo “confisco da poupança”, que tinha em vista estimular a produção de riqueza interna para o equilíbrio da balança comercial.
D - O que mais seduziu os eleitores em 1989 foi a propaganda eleitoral de Fernando Collor, denominada de Reformas de Base, que defendiam as reformas agrária, educacional, tributária, administrativa, bancária e eleitoral.
E - O governo Collor se viu abalado por uma forte crise cambial que, por contrariar interesses de grandes grupos empresariais brasileiros e estrangeiros, acelerou a abertura de uma CPI, culminando com o processo de impeachment do Presidente da República.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 53:
53
As mudanças na estrutura demográfica brasileira projetadas no gráfico, de natureza quantitativa, exigem do Estado a implementação de novas políticas sociais.
Uma mudança demográfica evidenciada pelo gráfico e um adequado programa social para o seu enfrentamento estão apresentados na seguinte alternativa:
A - redução do total de jovens – promoção da saúde da mulher;
B - declínio do crescimento populacional – planejamento familiar;
C - queda na taxa de fecundidade – requalificação de mão-de-obra;
D - diminuição do índice de mortalidade – incentivo ao aumento da natalidade.

(PUC-RS) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - Questão 54:
No contexto da crise política que envolveu o Governo Luiz Inacio da Silva em 2005, qual a solução consensual levantada pelo Congresso Nacional para reconquistar a credibilidade da sociedade civil na classe política?
A - Redução da duração dos mandatos presidenciais.
B - Impeachment imediato do presidente.
C - Proibição da apresentação de emendas ao orçamento da União por congressistas.
D - Reforma política e maior controle do financiamento das campanhas políticas.
E - Antecipação das eleições para a Presidência e para o Congresso Nacional.

(UFPE) - Universidade Federal de Pernambuco - Questão 55:
Uma parcela da sociedade no Brasil buscou, no decorrer do século XX, através de diversas lutas diminuir as diferenças sociais e evitar que a pobreza fosse uma marca presente na sua história contemporânea. Além dessa luta, contra as desigualdades sociais, deve-se ressaltar os movimentos culturais e artísticos que:
A - têm como modelo, até os dias atuais, o movimento modernista de 1922, e receberam completa adesão de intelectuais de Recife, São Paulo e Salvador;
B - contribuíram para o fim do preconceito racial, com base na defesa da miscigenação e de uma sociedade patriarcal e aristocrática;
C - inspirados na cultura européia e na norte-americana, sempre expressaram em sua totalidade valores e princípios contrários ao imperialismo e à dominação colonial;
D - construíram uma identidade nacional harmônica, sem disputas pelo poder e com a consagração do nacionalismo e do populismo;
E - produziram obras de valor estético significativo, na música, na pintura e na literatura, com reconhecimento público nacional e internacional.

(UFPE) - Universidade Federal de Pernambuco - Questão 56: As mudanças decorrentes da globalização nas últimas duas décadas foram significativas para definir as relações políticas entre as nações. Estas mudanças contribuíram para alterar a economia brasileira que: A - só então se tornou uma economia moderna e industrializada, competindo com as grandes potências da atualidade;
B - teve a ajuda dos Estados Unidos para atualizar seu parque industrial, e rompeu sua dependência dos países europeus;
C - conseguiu aumentar suas exportações, garantindo seu desenvolvimento industrial, sem os empréstimos do FMI;
D - adotou uma política econômica intervencionista, procurando atender às necessidades sociais das regiões mais pobres;
E - cresceu e se modernizou, embora persistam a dependência de empréstimos internacionais e as dificuldades para resolver suas desigualdades sociais.

(UFPE) - Universidade Federal de Pernambuco - Questão 57:
No âmbito da economia nacional, o Plano Real:
A - foi criado e executado durante o primeiro governo de Fernando Henrique Cardoso, com amplo apoio da população;
B - beneficiou os trabalhadores assalariados, que, pela primeira vez na história do Brasil, tiveram seu poder de compra valorizado;
C - além de ter uma expressiva aceitação popular, contribuiu para a estabilidade política do governo de Fernando Henrique Cardoso;
D - foi uma criação de Delfim Neto, quando era ministro de Itamar Franco, o que lhe garantiu a eleição como deputado federal;
E - não guarda relações com o neoliberalismo, pois tem como princípio a intervenção do Estado na gestão da economia.

(PUC-PR) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná - Questão 58:
A constituição de 1988, escrita pelos membros do Congresso Nacional, que recebera poder constituinte, consagrou numerosos direitos trabalhistas no seu artigo 7.
Assim sendo, complete as lacunas:
Estabeleceu que a jornada normal de trabalho é de _______ horas semanais e que o pagamento por horas extras será no mínimo de _______% a mais que a hora normal. A licença à gestante será de _______ dias, concedendo-se ao pai a licença paternidade de _______ dias. Prevê direito a férias de _______ dias por ano trabalhado (sem faltas injustificadas).
A alternativa que completa corretamente o texto é: A - 40 – 20 – 140 – 7 – 20
B - 44 – 50 – 120 – 5 – 30
C - 44 – 50 – 110 – 5 – 30
D - 40 – 60 – 120 – 3 – 30
E - 48 – 40 – 150 – 9 – 31

(UNIFEI/MG) - Universidade Federal de Itajubá - Questão 59:
Em maio de 1992, um desentendimento familiar levou o irmão mais novo do então presidente Fernando Collor de Melo a denunciar à imprensa irregularidades cometidas pelo empresário alagoano Paulo César Farias, ex-tesoureiro da campanha presidencial. Suspeitando do envolvimento do presidente, o Congresso Nacional instaurou uma CPI. O relatório final apontou ligações entre o presidente e o tesoureiro, iniciando o processo de impeachment de Fernando Collor. No dia 29 de setembro de 1992, decidiu-se pelo seu afastamento, mas o presidente preferiu renunciar no dia 30 de dezembro do mesmo ano.
Recorrentemente, as CPIs voltam ao destaque na vida política do país. O que significa CPI e em qual Constituição ela apareceu pela primeira vez?
A - Comissão Parlamentar de Inquérito. Constituição de 1824.
B - Comissão Parlamentar de Investigação. Constituição de 1988.
C - Comissão Parlamentar de Inquérito. Constituição de 1946.
D - Comissão Parlamentar de Inquisição. Constituição de 1934.

(UFLA/MG) - Universidade Federal de Lavras - Questão 60:
60
“Em 29 de setembro de 1992, após uma sucessão de escândalos, a Câmara dos Deputados aprovou a abertura de processo contra o então presidente Fernando Collor por vários crimes. Com o afastamento de Collor em 2 de outubro, Itamar Franco assumiu o cargo, inicialmente como interino e, a partir de 29 de dezembro, quando o ex-presidente renunciou à presidência, em caráter definitivo. Seu governo iniciou-se com amplo apoio popular e sem oposição, mas enfrentou sérios problemas econômicos legados pelos governos anteriores”.
Barsa Planeta Internacional Ltda.
Assinale a alternativa que caracteriza corretamente ações do governo Itamar Franco:
A - Criação de um plano de estabilização econômica que estabeleceu uma paridade entre a moeda local e o dólar.
B - Confisco da poupança e congelamento das contas bancárias acima de determinado valor.
C - Quebra do monopólio do petróleo e das telecomunicações e alteração estratégica do conceito de empresa estatal em prol do mercado externo.
D - Lançamento de um conjunto de medidas, como o aumento dos juros, com o objetivo de reduzir o déficit público.
E - Convocação de uma nova Assembléia Constituinte, caracterizada pela descentralização administrativa e financeira do Estado.

(UFC) - Universidade Federal do Ceará - Questão 61:
Leia o texto a seguir:
“A barbarização ecológica e populacional acompanhou as marchas colonizadoras entre nós, tanto na zona canavieira quanto no sertão bandeirante; daí as queimadas, a morte ou a preação dos nativos. Diz Gilberto Freyre, insuspeito no caso porque apologista da colonização portuguesa no Brasil e no mundo: 'O acúcar eliminou o índio'. Hoje poderíamos dizer: o gado expulsa o posseiro; a soja, o sitiante; a cana, o morador. O projeto expansionista dos anos 70 e 80 foi e continua sendo uma reatualização em nada menos cruenta do que foram as incursões militares e econômicas dos tempos coloniais.”
BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. São Paulo: Companhia das Letras, 1992, p. 22.
A partir da leitura do texto, pode-se concluir, corretamente:
A - Os princípios republicanos garantiram, no século XX, uma ocupação territorial, feita com base na realocação econômica, nos centros urbanos, dos sujeitos expulsos pelas novas atividades implantadas no interior do país.
B - O impacto ambiental e social das atividades econômicas implantadas é um problema que surgiu recentemente, a partir da mecanização das práticas agrículas e pastoris.
C - A marginalização social e econômica de alguns grupos constitui um dos efeitos das atividades econômicas desenvolvidadas no Brasil desde o Período Colonial.
D - O desenvolvimento da atividade açucareira na Colônia alterou as condições naturais do território, ao introduzir o plantio em áreas extensas, o que reverteu em ganhos para as comunidades locais.
E - A introdução de atividades modernas, desde a Colônia, vem substituindo a ocupação predatória do meio ambiente pelos nativos, por outra mais racional que, ao otimizar os recursos naturais, garante sua renovação.

(MACKENZIE/SP) - Universidade Presbiteriana Mackenzie - Questão 62:
Na eleição direta presidencial de 1989, a primeira realizada depois de 29 anos, elegeu-se o candidato do PRN, Fernando Collor de Mello. Seu mandato, entretanto, foi bastante agitado e encerrado antecipadamente por uma grave crise política em 1992.
A respeito desse governo, é incorreta a seguinte afirmação:
A - O presidente pôs em prática, logo no início do mandato, o plano econômico Brasil Novo, de forte impacto na economia, e que alcançou rápida e duradoura estabilidade financeira, ao lado de significativos ganhos reais dos salários.
B - O presidente imprimiu um "estilo jovem e arrojado" às suas ações políticas, de forte efeito propagandístico e próprio de sua concepção demagógica de poder.
C - Sua vitória eleitoral foi, em grande parte, fruto de uma campanha feita em nome do combate à corrupção, o que não impediu que, durante o mandato, surgissem fundadas denúncias de práticas ilícitas do governo.
D - Encerrados os trabalhos da CPI (agosto de 1992), concluiu-se pela culpabilidade do presidente e iniciou-se o processo de cassação de seus direitos políticos, que o tornaria inelegível por oito anos.
E - Apesar do fracasso dos planos econômicos e da curta duração do mandato, foram tentadas medidas liberalizantes, que visavam diminuir a participação do Estado na condução das atividades econômicas.

(UEFS/BA) - Universidade Estadual de Feira de Santana - Questão 63:
63
A partir da análise do gráfico e dos conhecimentos sobre a história recente do Brasil, pode-se concluir:
A - A taxa inflacionária, no Brasil, durante o governo Figueiredo, manteve-se estável, conseqüência da política recessiva, que caracterizou os anos 80 como a "década perdida". B - A elevação da taxa inflacionária, nos anos de 1983 e 1984, ocorreu pela instabilidade política provocada pela grande mobilização popular no movimento das "Diretas-já".
C - O crescimento da in.ação, durante o período de 1986 a 1989, foi provocado pela morte de Tancredo Neves, que trouxe grandes incertezas políticas para o país.
D - A queda da in.ação, no período entre 1989 a 1991, foi ocasionada pela estabilidade política e pelo retorno ao estado democrático de direito com a eleição direta de Fernando Collor, em 1989. E - O respaldo político do governo Itamar Franco, associado à paridade entre o dólar e o real, contribuiu para a queda da inflação no período entre 1993 e 1994. Nível da questão: Não definido

(UEFS/BA) - Universidade Estadual de Feira de Santana - Questão 64:
No Brasil atual, menos de 50 mil propriedades rurais possuem áreas superiores a mil hectares e controlam 50% das terras cadastradas. Cerca de 1% dos proprietários rurais detém em torno de 46% de todas as terras.
Segundo o censo de 1995, existem cerca de 4,8 milhões de famílias de trabalhadores rurais “sem terra”, que vivem em condições de arrendatários, meeiros, posseiros, ou com propriedades de menos de 5 hectares.
Em relação à concentração fundiária, ao longo da história brasileira e suas implicações sociopolíticas, pode-se afirmar:
A - A Lei de Terra, estabelecida no Período Imperial, dificultou o acesso do trabalhador à terra, forçando-o a se empregar nas fazendas de café e consolidando o modelo latifundiário no Brasil.
B - O movimento conselheirista, em Canudos, apesar do seu caráter messiânico, defendia uma reforma agrária em todo país e o fim das estruturas coronelísticas no sertão nordestino.
C - A legislação trabalhista criada por Getúlio Vargas, estabelecendo direitos sociais iguais para o trabalhador rural e urbano, objetivava ampliar sua base de sustentação política.
D - A política desenvolvimentista de Juscelino Kubitschek, ao industrializar e urbanizar o país, diminuiu as tensões sociais no campo, devido à perda de importância do setor agrário.
E - A reforma agrária implantada por João Goulart, de caráter socialista, aproximou o governo brasileiro da União Soviética e provocou o golpe militar de 64, que derrubou o presidente.

(UEFS/BA) - Universidade Estadual de Feira de Santana - Questão 65:
O presidente brasileiro Fernando Collor de Mello reconheceu o poder da imprensa e, principalmente, da mídia, construindo a imagem de um político moderno, dinâmico, desvinculado dos políticos tradicionais. Ele falava o que o povo queria ouvir, canalizando as expectativas populares, fato reforçado pelo poder da televisão.
O estilo político de Collor, caracterizado pela supremacia da imagem sobre o discurso propriamente dito, assim como a eficiência na construção de uma imagem, através do marketing eleitoral, utilizando-se da mídia, encontra-se também na campanha que elegeu:
A - Getúlio Vargas;
B - Juscelino Kubitschek;
C - Jânio Quadros;
D - João Goulart; E - Tancredo Neves.

(UEFS/BA) - Universidade Estadual de Feira de Santana - Questão 66:
66
A análise do quadro, aliada aos conhecimentos sobre a organização sociopolítica do Brasil entre 1945 a 1984, possibilita afirmar:
A - A substituição de Getúlio Vargas no poder, em 1945, ocorreu por vias democráticas, sendo eleito Juscelino Kubitschek como primeiro presidente da Nova República. B - A eleição indireta trouxe de volta o voto censitário, que foi mantido para as eleições do Poder Legislativo até a vitória do movimento das Diretas-já, que reintroduziu, no quadro eleitoral brasileiro, o voto universal. C - As eleições indiretas do período entre 1964 e 1973 marcam o apogeu da política populista, que foi substituída pelo regime militar, responsável por um novo período de governos autoritários no país. D - As eleições legislativas de 1974 demonstraram a insatisfação da sociedade em relação ao governo militar, quando o MDB venceu a ARENA, que apoiava o regime, nas grandes cidades brasileiras.
E - O Colégio Eleitoral, estabelecido durante o período de 1973 a 1984, detinha, efetivamente, o Poder Executivo, uma vez que escolhia o presidente e tinha autoridade para tirá-lo do poder, o que aconteceu no final do mandato do presidente João Batista Figueiredo.

(FTC/BA) - Faculdade de Tecnologia e Ciências - Questão 67:
Os conhecimentos sobre o período compreendido entre o final do século XX e o início deste século, na recente história do Brasil, possibilitam afirmar:
A - O governo de Ernesto Geisel iniciou a "abertura política lenta, gradual e segura", caracterizada pela aprovação do Pacote de Abril de 1977, que estabelecia eleições diretas para o Executivo.
B - A década de 80 marcou o índice mais baixo de inflação do Período Republicano, retomando o processo de crescimento econômico.
C - O apoio da Arena ao movimento das "Diretas Já" foi fundamental para a eleição de Tancredo Neves e José Sarney à presidência da República.
D - O Plano Cruzado teve como eixo principal o congelamento de preços, o que provocou a explosão do consumo e o desestímulo à poupança.
E - O processo de privatização, a abertura da economia ao capital estrangeiro e a livre concorrência, características do neoliberalismo, começaram a ser adotados no governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva.

(ACAFE/SC) - Associação Catarinense das Fundações Educacionais - Questão 68:
Fernando Collor de Melo, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso (FHC) governaram o Brasil entre 1990 e 2002.
Sobre esses governos, suas características e contextos, todas as alternativas estão corretas, exceto:
A - Itamar Franco completou o mandato de Collor que sofreu processo de impeachment, acusado de diversas irregularidades em seu governo.
B - FHC reelegeu-se no 1.o turno, em 1998, para seu segundo mandato, amparado, em grande parte, pela estabilização monetária do Plano Real.
C - Itamar Franco destacou-se pelos processos de privatização em seu governo, em especial da Companhia Vale do Rio Doce (mineradora estatal) e da Petrobras.
D - O Plano Real, projeto econômico que transformou a economia brasileira nos anos 90, foi implantado em 1994, no final do governo de Itamar Franco e sob a direção de FHC, que era o Ministro da Fazenda, nessa época.
E - Primeiro presidente eleito pelo voto direto desde a década de 60, Collor tomou posse defendendo, entre outras coisas, a privatização de empresas estatais e a abertura do Brasil ao mercado internacional.

(UFMS) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Questão 69:
Leia com atenção e analise parte da letra da música que segue abaixo:
BRASIL
Não me convidaram
pra essa festa pobre
que os homens armaram
pra me convencer
a pagar sem ver
toda essa droga
que já vem malhada
antes d’eu nascer [...]
Brasil
mostra tua cara
quero ver quem paga
pra gente ficar assim
Brasil[...]
Letra da música Brasil, de Cazuza, Jorge Israel e Nilo Romano. In: Cazuza, LP Ideologia, 1988.
Com base na análise da letra da música apresentada e em seus conhecimentos sobre a história do Brasil, pode-se afirmar que: A - a letra da música expressa o descontentamento da junventude brasileira da década de 1980 ao criticar a realidade socioeconômica e política do país;
B - a letra da música, originalmente interpretada pela banda Barão Vermelho, retrata o descontentamento da juventude brasileira exilada no exterior durante a Ditadura Militar implantada no Brasil por meio do Golpe Militar de 1964;
C - a letra da música demonstra que, mesmo no período em que os militares subiram ao poder, a democracia não deixou de ser respeitada no país, pois artistas em geral gozavam de plena liberdade para a manifestação de suas idéias;
D - a letra da música é uma demostração explícita e simbólica da juventude brasileira que manifestou sua indignação por não ter sido convidada para a festa de comemoração do movimento das diretas, em 1985;
E - a letra da música ilustra claramente a revolta da juventude brasileira diante da intervenção do Itamarati na política econômica de países do Mercosul, em especial a Bolívia e o Paraguai.

(UCS/RS) - Universidade de Caxias do Sul - Questão 70:
Analise, quanto à sua veracidade (V) ou falsidade (F), as afirmativas abaixo, sobre o período da história brasileira conhecido como “Nova República”:
( ) Representou o retorno dos civis ao poder, com a eleição de Tancredo Neves, em 1985. Porém, com sua morte antes da posse, quem assumiu foi seu vice, José Sarney, um antigo membro da Arena, partido que apoiava o governo militar. Ao assumir, Sarney comprometeu-se em convocar uma Assembléia Constituinte e implementar as reformas necessárias à retomada do crescimento econômico.
( ) José Sarney e todos os presidentes civis que o sucederam tiveram como principal tarefa debelar a inflação. Planos econômicos foram concebidos e implantados sem sucesso até a criação do Plano Real, durante o governo de Itamar Franco. O responsável pelo plano era o então Ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, que, posteriormente, se elegeu para presidência da República, por duas vezes consecutivas.
( ) No cenário internacional, os regimes socialistas desmoronavam, pondo em xeque as esquerdas em todo o mundo: o muro de Berlim caiu em 1989 e a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) foi dissolvida em 1991. Desde o início dos anos 80, a Grã-Bretanha e os Estados Unidos lideravam um processo de desregulamentação da economia, conhecido como neoliberalismo, adotado por vários países, entre eles o Brasil.
Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo: A - V – V – V
B - V – V – F
C - F – V – F
D - F – V – V
E - V – F – F

(PUC-RS) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - Questão 71:
A reforma do estado brasileiro promovida por Fernando Collor de Mello (1990-92) é definida como neoliberal porque estava baseada: A - em uma política de privatizações e na abertura comercial à concorrência estrangeira;
B - no aumento dos investimentos públicos e no protecionismo comercial;
C - na emissão de dinheiro e no aumento de impostos;
D - em uma política estatizante e no investimento em indústrias de base;
E - na criação de novas empresas públicas e na liberação das importações.

(PUC-RS) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - Questão 72:
INSTRUÇÃO: Para responder à questão, ler atentamente o texto abaixo. A política externa do governo de Luiz Inácio Lula da Silva tem-se caracterizado, em termos econômicos, por sua preocupação em ___________e, em termos políticos, pela busca de apoio para que o Brasil passe a ser membro permanente do ____________.
As expressões que completam corretamente as lacunas do texto, na ordem em que aparecem, são: A - aprovar a ALCA; Grupo dos 8 (G–8)
B - aproximar-se do NAFTA; Conselho da OEA
C - ampliar as exportações; Mercosul
D - aproximar-se da União Européia; Fórum Social Mundial
E - fortalecer o Mercosul; Conselho de Segurança da ONU.

(ULBRA/RS) - Universidade Luterana do Brasil - Questão 73:
A Música Popular Brasileira é um verdadeiro palco com múltiplas possibilidades, a criatividade e a capacidade de associar contextos e leituras é espetacular. No século XX, várias manifestações mostraram o manancial fecundo da arte musical deste país, criando estilos e interpretações. Relacione os artistas as suas respectivas tendências:
1. Samba Paulista ( ) Antonio Marcos
2. Jovem Guarda ( ) João Gilberto
3. Tropicália ( ) Tom Zé
4. Bossa Nova ( ) Adoniran Barbosa
5. Mangue Beat ( ) Chico Science
A seqüência correta da 2.ª coluna é: A - 2 – 4 – 3 – 1 – 5
B - 4 – 1 – 5 – 2 – 3
C - 1 – 2 – 4 – 3 – 5
D - 2 – 1 – 4 – 5 – 3
E - 4 – 3 – 2 – 1 – 5

(PUC-RIO) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Questão 74:
Sobre as relações entre a Igreja Católica e o Estado, ao longo da história da sociedade brasileira, é correto afirmar:
I. Durante o período imperial, o catolicismo era a religião oficial do Império. O direito do Imperador de nomear os membros do clero – Padroado – contribuiu para a ausência de divergências entre essas duas instituições.
II. Com a implantação da República, ocorreram a separação entre Estado e Igreja e a nacionalização dos bens eclesiásticos, o que propiciou conflitos entre essas instituições ao longo da República Velha, particularmente durante o governo de Floriano Peixoto (1891-1894), em função do apoio do clero católico aos líderes da Revolta Armada.
III. Entre 1930 e 1945, Getúlio Vargas buscou estreitar os laços com a Igreja Católica, visando a transformá-la em importante base de apoio para o governo. A presença do presidente, ao lado do arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Leme, por ocasião da inauguração da estátua do Cristo Redentor, pode ser entendida como marco simbólico dessa aproximação.
IV. Durante os governos militares (1964-1985), as relações entre a Igreja e o poder de Estado tenderam a tornar-se mais conflituosas, em especial, devido ao posicionamento contrário de vários membros do clero quanto aos excessos da repressão e da censura política, ao longo da década de 1970.
Assinale:
A - Se somente a afirmativa IV está correta.
B - Se somente as afirmativas I e II estão corretas.
C - Se somente as afirmativas III e IV estão corretas.
D - Se somente as afirmativas I, II e III estão corretas.
E - Se todas as afirmativas estão corretas.

(UNICAP/PE) - Universidade Católica de Pernambuco - Questão 75:
No ano de 2004, completaram-se 50 anos do suicídio de Getúlio Vargas, ocorrido na madrugada de 24 de agosto de 1954. A repercussão desse episódio da história recente do Brasil ainda hoje se faz presente, quando imprensa, universidades e manifestações comemorativas não só lembram o episódio, mas também discutem e analisam o legado gerado pelo getulismo para a sociedade brasileira. Sobre os últimos 50 anos, podemos afirmar que:
A - com o slogan “cinqüenta anos em cinco”, o governo de Juscelino Kubitschek, 1956 a 1961, retomou e intensificou a política industrial no Brasil, com uma industrialização voltada para a produção de bens de consumo duráveis, tais como: automóveis e eletrodomésticos. Essa produção industrial permitiu ao país depender cada vez menos da importação desses produtos para o consumo no mercado interno;
B - o Golpe Militar de 1964 tinha como principais objetivos conter a organização sindical e política dos trabalhadores e sua reivindicações salariais e trabalhistas e, ao mesmo tempo, favorecer o desenvolvimento e expansão da grande empresa capitalista no país, o chamado capital monopolista;
C - nos anos do chamado “milagre econômico”, 1969 a 1974, quando o país cresceu a uma taxa média de 10% ao ano em relação ao seu PIB, apesar da censura e repressão, a liberdade de organização política e partidária foi respeitada pelos militares, desde que os partidos, fossem eles de esquerda ou direita, se filiassem a uma das duas centrais partidárias (MDB e ARENA);
D - com redemocratização, a partir de 1985, o quadro político partidário do Brasil passou a expressar, também, os novos interesses políticos e demandas sociais e econômicas de uma sociedade brasileira mais complexa e diversificada socialmente. O principal exemplo disto é a consolidação de um partido organizado a partir de bases sindicais (o PT) e o surgimento de novos líderes políticos, tais como: Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso;
E - nos anos de 1990, o governo de Fernando Henrique (o FHC), a partir da adoção de políticas e práticas neoliberais, promoveu uma retomada da industrialização no país, uma política de crescimento do número de emprego e de renda do trabalhador, uma diminuição da dependência externa brasileira em relação ao sistema financeiro internacional e uma diminuição da dívida pública do Estado.
(UFPR) - Universidade Federal do Paraná - Questão 76:
O nosso estilo de jogar futebol me parece contrastar com o dos europeus por um conjunto de qualidades de surpresa, de manha, de astúcia, de ligeireza e ao mesmo tempo de brilho e de espontaneidade individual em que se exprime o mesmo mulatismo (...). Os nossos passes, os nossos pitus, os nossos despistamentos, os nossos floreios com a bola, o alguma coisa de dança e capoeiragem que marcam o estilo brasileiro de jogar futebol, que arredonda e às vezes adoça o jogo inventado pelos ingleses e por eles e por outros europeus jogado tão angulosamente, tudo isso parece exprimir de modo interessantíssimo para os psicólogos e os sociólogos o mulatismo flamboyant e, ao mesmo tempo, malandro que está hoje em tudo que é afirmação verdadeira do Brasil.”
FREYRE, Gilberto. Sociologia. Rio de Janeiro: José Olympio, 1945, p. 421-422.
Parte significativa da leitura sociológica que existe sobre o futebol brasileiro é devedora à análise que o sociólogo Gilberto Freyre faz da “essência” do homem brasileiro. A partir do texto acima, é correto afirmar: A - Para o autor, a forma malandra de nosso mulatismo ao jogar o futebol é uma das manifestações da essência do caráter do brasileiro.
B - Freyre afirma que o jeito brasileiro de jogar futebol é herdado da disciplinada cultura européia; nega, portanto, a herança de espontaneidade dos movimentos deixada pelos escravos.
C - Como o futebol no Brasil foi introduzido por imigrantes europeus, que vieram para substituir o trabalho do escravo negro entre o final do século XIX e início do XX, Freyre conclui que o caráter do homem brasileiro evidencia a negação da cultura negra e escrava enquanto influência sobre o “nosso estilo de jogar futebol”.
D - Para Freyre, o nosso estilo de jogar resulta da soma da desobediência às regras do futebol com o individualismo típico do mulato brasileiro.
E - A espontaneidade individual, os excessivos floreios, próprio de nossa forma malandra de viver e jogar o futebol – todos herdados de nosso passado escravista –, são vistos por Gilberto Freyre como indícios do subdesenvolvimento cultural do brasileiro.

(UEPG/PR) - Universidade Estadual de Ponta Grossa - Questão 77:
Sobre a campanha de Collor para a Presidência da República, na primeira eleição direta após a ditadura militar, assinale o que for correto:
1 - Os princípios éticos do candidato, a ideologia de seu partido, a arrecadação de fundos para a campanha junto a movimentos e grupos populares e a consistência de seu projeto político foram fatores fundamentais para que Collor alcançasse a presidência.
2 - Propostas como a luta contra os “marajás” e o relacionamento direto com as massas através de um discurso dirigido aos “descamisados” foram fatores importantes para a vitória de Fernando Collor.
4 - As massas, que buscavam um “salvador”, e as elites, aterrorizadas pela possibilidade de perderem seus privilégios, asseguraram a sua vitória.
8 - As dificuldades dos partidos na negociação no segundo turno contribuíram favoravelmente para o crescimento da candidatura Collor.
16 - A dinâmica político-partidária da Nova República encaminhou a sucessão presidencial para o campo das identificações personalistas, permitindo a valorização de práticas populistas e aventureiras.

(UEM/PR) - Universidade Estadual de Maringá - Questão 78:
Em 15 de março de 1990, tomou posse o presidente Fernando Collor de Mello que apresentou um conjunto de medidas que pretendia modernizar a economia brasileira e torná-la apta a competir no mercado internacional. A respeito das medidas tomadas pelo governo do presidente Fernando Collor de Melo, assinale a(s) alternativa(s) correta(s): 1 - Promoveu a abertura do mercado brasileiro aos produtos estrangeiros por meio do fim da proibição de importação e da redução drástica das barreiras alfandegárias.
2 - Promoveu um amplo programa de vendas das empresas estatais visando desfazer-se desses ativos e atrair o investimento de capital estrangeiro.
4 - Criou um amplo programa de incentivo às fábricas nacionais que dessem prioridade à produção de máquinas e de equipamentos que permitissem ao Brasil conquistar uma autonomia tecnológica.
8 - Aprovou a Lei de Informática que garantia aos fabricantes nacionais exclusividade no mercado brasileiro de produtos de informática.
16 - Adotou um amplo confisco dos capitais estrangeiros que estavam depositados em bancos brasileiros, no Brasil e no exterior, com a finalidade de financiar o desenvolvimento da indústria brasileira.

(UEM/PR) - Universidade Estadual de Maringá - Questão 79:
Em 1985, tomou posse na Presidência da República do Brasil o político civil José Sarney, encerrando a fase do regime militar brasileiro, que havia começado com o golpe de 1964. Uma das primeiras tarefas do regime democrático recém-instalado foi elaborar uma nova Constituição. Depois de longos debates na Assembléia Nacional Constituinte, a nova Constituição é aprovada e promulgada em 1988. Sobre essa Constituição de 1988, assinale a(s) alternativa(s) correta(s): 1 - Conhecida como Constituição-Cidadã, essa nova carta constitucional garantiu uma série de novos direitos aos trabalhadores, tais como: ampliação do direito de greve, jornada de trabalho de 44 horas semanais, décimo terceiro salário para aposentados, etc.
2 - Com essa Constituição, instituiu-se uma descentralização política, administrativa e financeira, dando mais autonomia para Estados e municípios.
4 - Essa Constituição manteve o sistema de eleição indireta para Presidente da República. De acordo com esse sistema, o sucessor do Presidente José Sarney seria eleito, em 1989, por um colégio eleitoral composto por militares, senadores e deputados.
8 - Essa Constituição já sofreu várias reformas desde sua promulgação. Uma delas, a reforma previdenciária, foi aprovada recentemente pelo Congresso Nacional.
16 - Com ela se introduziu o regime republicano parlamentarista no Brasil, no qual o poder executivo de fato é exercido pelo Primeiro Ministro e não pelo Presidente da República.

(UFPR) - Universidade Federal do Paraná - Questão 80:
Que alternativa apresenta fator que levou à ingovernabilidade e ao posterior impeachment do presidente Fernando Collor de Mello? A - Conspiração militar que culminou em golpe de estado, devido à esquerdização da política de governo e à aproximação diplomática entre o presidente e os países comunistas.
B - Pressão dos partidos de oposição, entidades profissionais e movimento estudantil pela apuração das denúncias de corrupção no governo.
C - Envolvimento do presidente em atentado ao líder oposicionista Ulisses Guimarães.
D - Pressão dos Estados Unidos, que viam nas reformas propostas por Collor indícios de uma política protecionista prejudicial a seus interesses comerciais.
E - Reação das elites ao confisco da poupança pelo Plano Collor e à taxação do capital financeiro.

(UNESP/SP) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Questão 81:
A Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) foi criada em 1959, no final do governo Juscelino Kubitschek, com o objetivo de implementar uma política específica para uma região:
A - marcada pelo latifúndio, por secas periódicas e por grande tensão social;
B - em fase de desenvolvimento industrial, urbanizada e apresentando baixo índice demográfico;
C - caracterizada pela pequena propriedade, policultura e estabilidade social;
D - recentemente povoada, fértil e com a economia baseada na exploração de recursos naturais;
E - pobre, sem atividade econômica relevante e desprovida de poderes políticos locais.

(UFBA) - Universidade Federal da Bahia - Questão 82:
Confitos sociais no campo, no Brasil, não são uma exclusividade de nossos tempos. Os povos indígenas foram os primeiros a conhecerem a sanha de terra dos colonizadores que aqui chegaram. Quilombos surgiram, Palmares cresceu. Zambi nasceu, Ganga Zumba lutou, Zumbi morreu.
Canudos, Contestado, Trombas e Formoso fazem parte da história das lutas pela terra e pela liberdade no campo do país.
Foi com as Ligas Camponesas, organizadas no Nordeste brasileiro, que nasceu a luta contra a elevação do foro, ou seja, contra os elevados preços dos arrendamentos.
No entanto, se da violência nasce a morte, nasce também a vida. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra é produto dessa contradição. A negação à expropriação não é mais exclusividade do retirante posseiro distante. Agora ela é pensada, articulada e executada a partir da cidade, com a presença dos retirantes a quem a cidade / sociedade insiste em negar direito à cidadania.
(Oliveira, p. 11-23.)
Com base no texto e nos conhecimentos sobre os movimentos sociais no campo e sobre a reforma agrária no Brasil, pode-se concluir: 1 - O modelo econômico contraria a estrutura fundiária estabelecida desde a posse da terra pelos colonizadores portugueses, os quais criaram leis que
retalhavam e distribuíam as áreas mais férteis para a policultura.
2 - As nações indígenas foram as primeiras grandes vítimas da expansão capitalista européia no passado, quando, acuadas, lutaram, morreram ou migraram, sendo, no presente, a Amazônia o seu maior reduto.
4 - As populações quilombolas caracterizam-se por ser monoétnicas, repelindo a participação de outros escravos negros ou de índios destribalizados.
8 - As lutas de Canudos e do Contestado ocorreram simultaneamente no Nordeste, no fim do século XVIII, envolvendo camponeses do Sertão e do Sudeste na luta contra as injustiças sociais.
16 - A prática do trabalho “escravizado” no campo desapareceu, nos dias atuais, nas regiões Norte e Nordeste, sendo que, tal prática jamais foi utilizada nas grandes plantações mecanizadas no Centro-Sul do País.
32 - O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra, iniciado no Rio Grande do Sul e organizado nacionalmente, constitui o principal movimento
social no campo, utilizando os acampamentos como estratégia para pressionar o governo, visando à implantação da reforma agrária.

(UFBA) - Universidade Federal da Bahia - Questão 83:
A organização da família obedece, em toda a parte, a padrões culturais bem específicos. A união dos dois sexos pauta-se por normas e leis definidas, não sendo encontradas uma tribo primitiva sequer que deixe, neste particular, andar tudo ao léu. É que a sexualidade tem uma dimensão eminentemente social, constitui um fato social, inclusive para os povos ágrafos, [que não tinham escrita].
(ULMANN, p. 242.)
A análise do texto e os conhecimentos sobre a relação entre família, cultura, legislação e fato social possibilitam afirmar: 1 - As diferenças culturais entre os romanos e os árabes explicam o papel recluso da mulher muçulmana e o relativo prestígio das damas patrícias na sociedade e na família.
2 - A criança, nas culturas indígenas do Brasil, desde os tempos da Colônia até os dias atuais, é objeto de cuidados e de orientações especiais por parte da família, sendo raramente submetida a castigos e a
punições.
4 - A presença do sistema de padroado na Península Ibérica e no Brasil, entre os séculos XVI e XIX, orientou a legislação do casamento civil, facilitando ações de divórcio e de tutela dos filhos.
8 - A estrutura familiar patriarcal, vigente nas classes dominantes das terras do Brasil colonial, compunhase, basicamente, das figuras do pai, da mãe e dos filhos.
16 - A redefinição dos papéis sociais na divisão do trabalho, que ocorre no interior da família nuclear dos dias atuais, se relaciona, entre outros fatores, com as pressões da economia neoliberal e com as exigências do mundo globalizado.

(UFBA) - Universidade Federal da Bahia - Questão 84:
O Estado Nacional brasileiro, em cento e setenta e nove anos de sua organização constitucional, tem enfrentado dificuldades e encontrado caminhos para garantir a vida das instituições e preservar a unidade
nacional.
Com base nessa informação, pode-se afirmar: 1 - A Constituição Monárquica de 1824, ao estabelecer uma estrutura de estado militarista, propiciou a autonomia administrativa às Províncias e incentivou o aprofundamento das identidades regionais.
2 - O sistema parlamentarista da Monarquia brasileira, instalado no Período Regencial, estabelecia a obrigatoriedade de eleições diretas para a ocupação do Ministério e do cargo de Primeiro Ministro.
4 - O Estado brasileiro foi praticamente criado no século XVII, verificando-se a implantação de instituições estatais e estendendo a cidadania, no mesmo período, a todos os habitantes do território.
8 - O movimento Tenentista defendia a moralização das instituições políticas e representativas nacionais, ao incluir, no seu programa de reivindicações, a adoção do voto secreto como solução para a consolidação da vida pública.
16 - As constituições brasileiras de 1937 e 1967, embora produzidas em diferentes contextos históricos, se assemelham pelo caráter centralizador
e antidemocrático dos seus princípios e dos seus propósitos.
32 - O descontentamento da classe política contra o governo Collor, ao lado da pressão popular contra as notícias de corrupção e mau uso dos bens públicos explicam, entre outros fatores, o impeachment em 1992.
64 - Os governos de Getúlio Vargas e de Luís Inácio Lula da Silva assemelham-se pelo caráter populista que caracteriza suas ações e pela forma “peleguista” com que tratam os sindicatos de trabalhadores.

(FRBA/BA) - Faculdade Ruy Barbosa de Administração - Questão 85:
Com base nos conhecimentos sobre a Região Nordeste, pode-se afirmar:
A - Os problemas do Nordeste têm como causa principal a explosão demográfica, ocorrida desde os fins do século XIX, com a imigração européia para a lavoura da cana-de-açúcar, após o fim da tráfico negreiro.
B - A infertilidade do solo e as secas constituem a principal causa dos problemas do Nordeste, juntamente com o desemprego e a miséria.
C - As secas do Nordeste são um fenômeno conhecido na região, desde o Período Colonial, e seus impactos podem ser diminuídos à medida que for adotado um projeto de armazenamento da água da chuva.
D - A verdadeira causa das secas, no Nordeste, é o desmatamento que ocorreu ao longo do litoral, começando na época da implantação das Capitanias Hereditárias.
E - No Nordeste, só existem contratos sociais, porque todas as sub-regiões apresentam potencialidades homogêneas.

(UNIFOR/CE) - Universidade de Fortaleza - Questão 86:
Analise o texto:
Uma das palavras mais utilizadas por Collor desde a campanha eleitoral era “moderno”. Prometia modernizar o Brasil, e sua própria figura jovem, bem como a de alguns de seus ministros forneciam um suporte a esse tipo de discurso. Por modernização, Collor entendia a diminuição do papel do Estado, o que incluía a defesa do livre mercado, a abertura para as importações, o fim dos subsídios e as privatizações.
DORIGO, Gianpaolo; VICENTINO, Cláudio. História do Brasil. São Paulo: Scipione, 1998. p. 447.
Para o presidente a que o texto se refere, “modernizar” o Brasil significa: A - nacionalizar os setores econômicos mais importantes do país;
B - proteger a economia do país por meio do protecionismo estatal;
C - adequar o país à nova realidade do neoliberalismo mundial;
D - implantar um modelo econômico intervencionista no país;
E - reduzir a pobreza do país por meio da abertura econômica.

(UEPG/PR) - Universidade Estadual de Ponta Grossa - Questão 87:
Sobre os acontecimentos que marcaram o cenário político nacional recente, assinale o que for correto:
1 - Dissidentes políticos cubanos exilados no Brasil enviaram um documento ao presidente Lula, em que relatam a falta de liberdade e de respeito aos direitos humanos pelo governo de Fidel Castro, e pedem que o líder brasileiro se posicione a favor do processo de abertura política em Cuba.
2 - Surpreendendo as previsões de antes de sua posse, o presidente Lula arrancou elogios de diretores do FMI e do BIRD quanto à política econômica adotada pelo governo brasileiro.
4 - O Presidente Lula editou uma Medida Provisória que proíbe os trabalhadores de realizarem empréstimos que sejam descontados em folha de pagamento.
8 - Em entrevista polêmica, João Pedro Stédile, líder do MST, afirmou que o governo Lula não tem qualquer vínculo com o modelo neoliberal e que a defesa da ALCA por alguns membros do governo não deve ser encarada como vínculo ao neoliberalismo.
16 - O presidente Lula, em uma conferência sobre o terrorismo realizada em Nova Iorque, declarou que a simples elaboração de listas com nomes de terroristas não seria capaz de resolver esse problema mundial.
32 - Uma Medida Provisória recentemente editada pelo presidente Lula proibiu o plantio de soja transgênica no Rio Grande do Sul, estado brasileiro que insistia nas experiências com o produto.

(UNICAP/PE) - Universidade Católica de Pernambuco - Questão 88:
Após implantar o Plano Real, Fernando Henrique Cardoso renunciou ao cargo de Ministro da Fazenda para candidatar-se a Presidente da República, nas eleições de 3 de outubro de 1994. Nessas eleições, concorreram, além de Fernando Henrique, pelo PSDB:
Assinale as corretas. A - o presidente do Partido dos Trabalhadores, Luís Inácio Lula da Silva;
B - Leonel Brizola, pelo PDT;
C - Esperidião Amin, pelo PPS;
D - Orestes Quércia, pelo PMDB;
E - Esperidião Amin, pelo PPR.

(UFMS) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Questão 89:
Analise o texto abaixo:
“Metade dos miseráveis brasileiros vive no
Nordeste, geralmente na zona rural de cidades
muito pequenas. Nesses bolsões de pobreza
assolados pela seca, falta comida e não há trabalho
para todo mundo. Em muitos casos, a única fonte
de rendimento das famílias provém da venda de
ossos aos comerciantes que usam o ‘produto’ como
matéria-prima de ração para animais.”
(MENDONÇA, Ricardo. O paradoxo da Miséria, Veja, n. 1735. Ano 35. P. 82, 23 jan./2002.)
Com base no texto e em seus conhecimentos sobre História do Brasil, assinale a alternativa correta:
A - Os estados do Nordeste são muito populosos e a sua localização geográfica não favorece a agricultura e o estabelecimento dos pólos industriais, há muita falta de trabalho ocasionando um grande empobrecimento da população.
B - A miséria existe no Nordeste, em grande parte, por ser esta Região constituída de estados que têm como única preocupação a solução dos problemas dos bolsões de pobreza.
C - Os estados do Nordeste não têm qualquer expressividade na arrecadação do país, suas pequenas cidades, que já sofrem com a seca, ficam ainda mais esquecidas e abandonadas, tendo seus habitantes que fazer qualquer tipo de trabalho para conseguir sobreviver.
D - Os problemas do Nordeste brasileiro poderão ser resolvidos por meio de uma política de incentivo à indústria para a produção de ração.
E - A maior taxa de pobreza no Brasil é causada pela chamada injustiça social e quem sofre mais com esse flagelo são os estados nordestinos, que, além das secas, têm a menor renda per capita do país.

(UNEMAT/MT) - Universidade do Estado de Mato Grosso - Questão 90:
No que diz respeito ao desenvolvimento do estado de Mato Grosso, os historiadores registram que as alianças entre o Estado e os investimentos
privados têm sido uma característica constante. Sobre essa afirmação, julgue os itens abaixo: A - Nos últimos 30 anos, o estado de Mato Grosso aumentou de forma significativa o número de municípios em razão da ocupação da floresta pelos projetos das empresas colonizadoras. Essas recebiam as terras através de concessões oficiais do Estado e transformavam-nas em rentáveis negócios de especulação imobiliária.
B - O governo federal, ao criar o Parque Nacional do Xingu (1961), instituiu oficialmente um lugar de “confinamento” indígena, uma vez que, na
interpretação dos projetos de colonização, os nativos, espalhados por todo o território mato-grossense, impediam o avanço do progresso.
C - A Guerrilha do Araguaia, ocorrida no início da década de 70, foi desencadeada por conflitos entre posseiros e fazendeiros das companhias de colonização, motivados pelas tensões das disputas de terras,
situadas entre o norte do Mato Grosso e o sul do Pará.
D - No final do século XIX, a Companhia Matte Laranjeira se constituiu como monopólio da extração e comercialização de erva-mate a partir de arrendamentos de terras oficializadas pela então Província de Mato Grosso.

(UFMT) - Universidade Federal de Mato Grosso - Questão 91:
No final da década de 80 do século XX, o Brasil vivenciou um período de renovação política e afirmação democrática com a promulgação da Constituição de 1988 e eleições diretas para presidente da República,
em 1989. Sobre esse período, assinale a afirmativa correta. A - A proibição da existência de Partidos Comunistas no Brasil foi estabelecida pela Constituição de 1988 como a única restrição de caráter político.
B - A Carta Constitucional de 1988 restabeleceu a democracia no Brasil, garantindo direitos políticos e liberdade de expressão.
C - Dois candidatados disputaram as eleições presidenciais de 1989: Fernando Collor de Mello e Fernando Henrique Cardoso.
D - Em 1990, Fernando Collor de Mello lançou o Plano Real, com o objetivo de promover a abertura econômica e comercial do país ao sistema
internacional.
E - A Constituição de 1988 foi votada num clima político e econômico de notável estabilidade, o que favoreceu o entendimento entre os partidos políticos e resultou numa Carta constitucional considerada ideal por todos os que participaram da Assembléia Constituinte.

(UNEMAT/MT) - Universidade do Estado de Mato Grosso - Questão 92:
"Dois importantes estudos divulgados na semana passada consolidam a certeza de que, na busca da justiça social, objetivo maior de toda nação moderna, o Brasil foi um fracasso."
Esse é um fragmento da reportagem intitulada “FOSSO ABISSAL”, publicada na Revista Isto É n.º 1775, p. 46 de 08 de outubro de 2003. A matéria diz respeito a uma pesquisa estatística sobre os indicadores sociais do Brasil em todo o século XX. Sobre a realidade brasileira,
analise e julgue os enunciados a seguir: A - A produção da riqueza nacional se destaca essencialmente pelos agronegócios que incorporam tecnologia aos produtos agropecuários que se destinam à exportação. Parte dessa produção também abastece o mercado interno, minimizando os bolsões de pobreza.
B - Os investimentos financeiros e tecnológicos destinados à industrialização e os projetos desenvolvimentistas da década de 1970 produziram riquezas para “uns poucos” e pobreza para “muitos outros”, apesar de a
classe média ter se beneficiado.
C - Mesmo vivendo “tempos de crise”, o Brasil conseguiu tornar acessível a educação básica, melhorar os índices da expectativa de vida, reduzir a mortalidade infantil e monitorar os problemas de saúde da infância.
D - A instalação do Programa Fome-Zero pode ser considerada como um reconhecimento oficial das contradições sociais gestadas por sucessivas políticas de concentração das riquezas, principalmente em relação ao uso de terra.

(FTE/BA) - Faculdade de Tecnologia Empresarial - Questão 93:
"(...) Os materiais com que se constroem os barracos – madeiras usadas, papelão, placas e cartazes de rua, pedaços de telhas, de lona, enfim, objetos os mais diversos, inúteis ou já utilizados pelo mundo urbano – são, geralmente, obtidos nos ‘lixões’ das redondezas. Para o favelado, esse lixo urbano constitui matéria-prima com que confecciona e repara o barraco. Dele também nascem ou são recuperados móveis e utensílios os mais variados. (...) Calotas de carro transformam-se em pratos e panelas, solas de sapatos servem de dobradiça, latas são usadas como assento. Há, enfim, uma constante reutilização das sobras que já foram consumidas, decorrente de uma prática de sobrevivência na pobreza que revive e dá sentido a artefatos que a sociedade transformou em lixo."
(Kowarick. In: Alves, p. 50.)
A análise do texto, associada aos conhecimentos sobre o processo de urbanização no Brasil, permite afirmar:
A - O texto, refere-se a uma situação restrita às grandes metrópoles, localizadas ao longo do litoral brasileiro.
B - A reciclagem do lixo, nas cidades brasileiras, revela o alto nível de consciência ecológica da população e dos governos municipais.
C - A especulação imobiliária e a expansão capitalista, que gera renda mal distribuída, resultam na realidade socioeconômica descrita no texto.
D - O processo de industrialização que se iniciou durante a ditadura militar resultou na extinção dos desequilíbrios entre ricos e pobres.
E - A expansão das favelas tem sido incentivada pelas autoridades, como uma solução para o problema da moradia nos grandes centros industriais do país.

(FTE/BA) - Faculdade de Tecnologia Empresarial - Questão 94:
"Bendito, louvado seja
(...)
Para a terra prometida,
o povo de Deus marchou,
Moisés andava na frente.
Hoje Moisés é a gente,
quando enfrenta a repressão.
(...)
Caminhemos pela estrada,
muita cerca pelo chão,
todo arame e porteira
merecem corte e fogueira,
são frutos da maldição."
(In: Chiavenato, p. 65.)
A partir da análise desses versos, ouvidos nas cantorias dos sem-terra, e dos conhecimentos sobre a estrutura fundiária no Brasil, pode-se afirmar:
A - A luta pela reforma agrária já se fazia presente no Período colonial, através das reivindicações sistemáticas dos servos e dos camponeses livres.
B - A estrutura fundiária brasileira tornou-se democrática e igualitária após a implantação de grandes projetos agroindustriais em todo o território nacional.
C - A marcha "para a terra prometida" representa a peregrinação dos sem-terra para o centro-oeste, por contar, naquela região, com as doações e o apoio de grandes empresas multinacionais.
D - O MST, legitimado pela Constituição, propala que "todo arame e porteira merecem corte e fogueira" porque defende a ocupação exclusiva de áreas improdutivas.
E - A estrutura fundiária, no Brasil atual, encontra-se fundamentada no modelo adotado no passado colonial, quando prevaleceram as doações de grandes lotes, a exemplo das sesmarias.

(FAVIC/BA) - Faculdade Visconde de Cairú - Questão 95:
"Balanço Social do IBGE mostra avanços em várias áreas, exceto na distribuição de renda. A concentração de renda é um daqueles problemas que misturam razões históricas, ligadas à herança escravocrata, geográficas, provocadas pela seca, por exemplo, e étnicas."
(Mendonça. In: Veja, p. 47-8)
A leitura do texto, associada aos conhecimentos sobre a concentração de renda no Brasil permitem afirmar:
A - Uma razão histórica para a concentração de renda foi a implantação do modelo de desenvolvimento empreendido pelos governos militares, que contribuiu para o crescimento de dívida externa e para o aumento da inflação.
B - A modernização e a globalização da economia adotadas pelo governo brasileiro concorreram para alterar a situação atual, desfazendo o grande desnível social que existia anteriormente.
C - O programa de desapropriação de terras improdutivas, realizado por órgãos governamentais, tem concorrido para melhorar a distribuição de renda daqueles que trabalham no campo.
D - O fator tecnológico tem concorrido para modificar a má distribuição de renda, uma vez que contribui para absorção de grande contingente de mão-de-obra, diminuindo a pobreza.
E - O enfraquecimento do setor agrário exportador foi prejudicado pela opção econômica do atual governo brasileiro, em favor de um mercado financeiro internacional.

(UFBA) - Universidade Federal da Bahia - Questão 96:
Os conhecimentos sobre a situação socioeconômica do Brasil, nos últimos dez anos, permitem afirmar:
1 - Os níveis de pobreza e de exclusão social continuam concentrados nas áreas tradicionalmente consideradas subdesenvolvidas, a exemplo do interior dos estados nordestinos.
2 - A instalação de projetos industriais em áreas urbanas do Nordeste tem contribuído de forma modesta para a elevação do nível de renda da população carente, visto que esta se encontra estruturalmente distanciada das oportunidades de participação direta naqueles projetos.
4 - Projetos ferroviários abandonados no período da política desenvolvimentista de Juscelino Kubitschek têm sido retomados como alternativa viável de barateamento do transporte de mercadorias, em todo o território nacional.
8 - Projetos ferroviários abandonados no período da política desenvolvimentista de Juscelino Kubitschek têm sido retomados como alternativa viável de barateamento do transporte de mercadorias, em todo o território nacional.
16 - As dificuldades atuais vividas pelas populações ribeirinhas do rio São Francisco decorrem da instalação de projetos de prospecção de petróleo no alto e médio curso do rio.
32 - A produção industrial brasileira encontra-se pressionada pela necessidade de movimentar as bases de sua tecnologia, face aos problemas postos pela crise de energia que se instalou no país.

(UEFS/BA) - Universidade Estadual de Feira de Santana - Questão 97:
Em relação à evolução histórica das Constituições brasileiras, pode-se afirmar:
A - Os elementos básicos da Assembléia Constituinte de 1823 foram mantidos na Constituição de 1824, como a manutenção da organização socioeconômica, excluindo a participação política popular através do voto censitário.
B - A adoção do parlamentarismo, durante o Segundo Reinado, possibilitou o domínio do poder político pela aristocracia escravocrata cafeeira, tornando a figura do imperador apenas simbólica, através da máxima: "O rei reina, mas não governa".
C - A Constituição republicana de 1891 representou uma medida de conciliação entre os militares positivistas, que defendiam a ampla participação das camadas populares, e a burguesia cafeicultora do Oeste Paulista, defensora da autonomia provincial.
D - A adoção do voto secreto e do voto feminino pela Constituição elaborada no primeiro governo Vargas, em 1934, caracterizou o avanço das forças populares, que passaram a ter o poder de decisão política durante o regime populista.
E - As Constituições do Estado Novo (1937) e do Regime Militar (1967) se contrapõem às Constituições democráticas de 1946 e 1988, porque as primeiras mantiveram as estruturas socioeconômicas, enquanto as últimas alteraram o regime fundiário no Brasil.

(UFRJ) - Universidade Federal do Rio de Janeiro - Questão 98:
Búzios está à venda e a leva quem der mais ao correr do martelo. A favelização tomou conta do bairro Cem Braças, na entrada da cidade, as barracas de lona se espalham pelo bairro da Rasa, a Serra das Emergências está sendo invadida por posseiros.
(Jornal do Brasil, 12/05/2002)
Esse cenário de crise urbana parece indicar que os graves problemas sociais não se limitam mais às metrópoles brasileiras. O caso de Búzios, que é uma cidade turística e de veraneio, possui inúmeras semelhanças com o de qualquer grande cidade.
Duas semelhanças entre Búzios e uma grande cidade brasileira estão apontadas na seguinte alternativa:
A - restrição legal do espaço edificável – investimentos em loteamentos populares;
B - chegada crescente de migrantes – políticas municipais de estímulo ao êxodo rural;
C - mercantilização do solo urbano – segregação dos menos favorecidos em áreas desvalorizadas;
D - ocupação agrícola desordenada – aglomeração da população de baixa renda na orla marítima.

(UFMG) - Universidade Federal de Minas Gerais - Questão 99:
Observe esta charge:
99
(FONTE: Folha de S.Paulo, São Paulo, 15 jun. 2002. p. A2.)
Nessa charge, faz-se referência:
A - ao alinhamento político do Governo Fernando Henrique Cardoso com os países da União Européia, que, mediante diferentes mecanismos de pressão, determinam a política interna;
B - à frustração do governo Fernando Henrique Cardoso, que, devido à ação dos cartolas internacionais, não pôde capitalizar politicamente as vitórias do Brasil na Copa do Mundo.
C - à instabilidade da economia brasileira, economia que, devido ao alto grau de endividamento externo, é permanentemente sujeita à ação dos grandes grupos de investidores internacionais.
D - à pressão dos grandes magnatas de consórcios econômicos brasileiros, que contratam lobistas para influenciar a política externa do Governo Fernando Henrique Cardoso.

(UERGS) - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - Questão 100:
A charge abaixo retrata de forma crítica a sociedade brasileira.
100
Considere-a.
ANGELI, Folha de São Paulo.
A temática dessa charge está relacionada à:
I. Crise econômica, ao desemprego e às mudanças na política social, que fazem crescer o número de pobres e "sem-teto";
II. Má distribuição de renda e à concentração da riqueza, que revelam um "apartheid social", ilhas de fartura e bolsões de miséria, os quais compõem o mosaico de contrastes da sociedade brasileira;
III. Miséria crônica da população brasileira, resultante de uma estrutura econômica perversa.
Quais estão corretas?
A - Apenas I
B - Apenas II
C - Apenas III
D - Apenas I e II
E - I, II e III

(UFRGS) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Questão 101:
Considere os dados da tabela abaixo:

REDISTRIBUIÇÃO DA RIQUEZA NACIONAL

% da população Brasileira

% da renda Nacional em 1960

% da renda Nacional em 1970

1% de "ricos" (700.000 em 1960, 940.000 em 1970)

11,5%

18,2%

4% de "meio-ricos" (2.800.000 em 1960, 3.760.000 em 1970)

15,6%

19,1%

15% de "classe média" (10.500.000 em 1960, 14.100.000 em 1970)

27,1%

27,5%

30% de "meio-pobres"(21.000.000 em 1960, 28.200.000 em 1970)

27,8%

20,6%

Adaptado de: ALENCAR, R.; RAMALHO, L; RIBEIRO, M. História da sociedade brasileira. Rio de janeiro: Ao Livro Técnico, 1979, p. 326.

Sobre os dados da tabela são feitas as seguintes afirmações:
I. A redistribuição da renda mostra-se estável no período.
II. A relação entre a renda dos 1% de "ricos" e a dos 50% de "pobres" se mantém praticamente inalterada.
III. Os dados evidenciam uma forte tendência à concentração de renda no período, em detrimento dos setores de menor renda.
IV. A "classe média" constitui o grupo social mais atingido pela oscilação da distribuição de renda.
V. Em 1970, 1/5 da população recebe quase 2/3 da riqueza nacional.
Quais estão corretas?
A - Apenas I e II
B - Apenas III e V
C - Apenas I, II e IV
D - Apenas I, II III e IV
E - Apenas II, III, IV e V

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 102:
Eu gostaria que a palavra raça não fosse utilizada para dizer que há diversidade humana. Ela acaba servindo para exagerar os efeitos das diferenças aparentes, ou seja, físicas.
Não temos o direito de nos basear nas diferenças físicas – a cor da pele, o tamanho, os traços do rosto – para dividir a humanidade hierarquicamente, ou seja, considerando que existem homens superiores em relação a outros que seriam postos em uma classe inferior. (...)
Proponho não utilizar a palavra raça. Ela foi tão explorada por pessoas más que é melhor substituí-la pelas palavras espécie humana.
(JELLOUN, T. B. O racismo explicado à minha filha. São Paulo: Lettera, 2000.)
Inquiridos os brasileiros não brancos sobre sua cor, no Censo de 1980, eles responderam que era:
Acastanhada, alva, bem-morena, bronzeada, bugrezinha-escura, burro-quando-foge, cabocla, cor-de-canela, encerada, meio-branca, morena-clara, morena-roxa, morena-trigueira, mulata, pretinha, queimada, rosada, ruço, sarará, tostada,...etc, num total de 136 cores declaradas.
(Adaptado de MUNANGA, K. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1999.)
No primeiro texto, a questão do racismo é tratada de forma teórica, enquanto no segundo apresenta-se informação sobre este assunto associada à realidade brasileira.
Com base na posição dos autores, é possível concluir que os conceitos sociais referentes a esta questão são passíveis de crítica pela seguinte razão:
A - Têm origem em tensões psicológicas.
B - Justificam-se por características biológicas.
C - Provocam diferentes contextos históricos.
D - Estão carregados de significados ideológicos.

(UEMS)- Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - Questão 103:
Percebe-se claramente que nos últimos anos do século XX, o cenário religioso brasileiro apresentou mudanças significativas. Novas Igrejas passaram a dividir esse espaço, quebrando, em parte, a hegemonia há muito exercida pela Igreja Católica. As Igrejas classificadas como neopentecostais, por exemplo, foram as que mais se projetaram nessa época, destacando-se a Igreja Universal do Reino de Deus, a Internacional da Graça de Deus e a Renascer em Cristo, dentre outras. Sobre as Igrejas Neopentecostais, é correto afirmar que:
1 - pregam a contemporaneidade dos dons do Espírito Santo, dos quais ressaltam os dons da língua, cura e profecia;
2 - também são conhecidas como Igrejas Islâmicas;
4 - pregam e difundem a Teologia da Prosperidade;
8 - representam uma das facções dos cultos afrobrasileiros;
16 - seus adeptos se negam a participar da política partidária e da utilização da mídia eletrônica.

(UFRGS) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Questão 104:
No ano de 2002, diversos eventos foram realizados para comemorar o centenário de nascimento do historiador Sérgio Buarque de Holanda, autor de:
A - Os Sertões;
B - Casa Grande e Senzala;
C - Raízes do Brasil;
D - Evolução Política do Brasil;
E - Evolução do Povo Brasileiro.

(ULBRA/RS) - Universidade Luterana do Brasil - Questão 105:
O julgamento dos envolvidos nos incidentes de Eldorado dos Carajás, que redundou na condenação de policiais militares, coloca nas manchetes a situação da política agrária nacional e do caráter dos movimentos que reivindicam tomadas de decisão para viabilizar a reforma agrária no país. O MST é um destes movimentos e sobre ele podemos dizer que:
I. assemelha-se à ação desenvolvida em Canudos, no final do século XIX, principalmente pelo caráter messiânico que ambos defendem e pela definição de uma área eleita como ideal para o desenvolvimento do projeto;
II. pela reivindicação em torno da reforma agrária e pela busca da posse da terra, existe uma semelhança de idéias com as ligas camponesas defendidas por Francisco Julião no final da década de 50;
III. o confronto com o poder público e com a propriedade privada atuam como estratégias para viabilizar seus objetivos, assim como a constituição de acampamentos e assentamentos.
Assinale a alternativa correta:
A - Apenas a proposição I está correta.
B - Apenas as proposições I e II estão corretas.
C - Apenas as proposições I e III estão corretas.
D - Apenas as proposições II e III estão corretas.
E - As proposições I, II e III estão corretas.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 106:
Pode se dizer que os fluxos migratórios entre Brasil e Japão conheceram dois momentos. No primeiro deles, ocorrido há quase 100 anos, o Brasil recebia imigrantes. Na atualidade, o fluxo se inverteu e o país envia para o Japão os decasséguis, descendentes dos imigrantes do primeiro momento.
O que caracteriza a situação da maioria da população migrante, no primeiro e no segundo momento, respectivamente, está apontado na seguinte alternativa:
A - • eram colonos atraídos pelo governo brasileiro.
• chegam na condição de trabalhadores ilegais.
B - • eram grandes proprietários de terra arruinados.
• exercem ofícios agrícolas em pequenas propriedades.
C - • trabalhavam em atividades agrícolas de exportação.
• desempenham atividades pouco qualificadas no meio urbano.
D - • representavam estrangeiros marginalizados no mercado de trabalho.
• possuem dupla nacionalidade com igualdade de direitos.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 107:
GERAÇÃO COCA-COLA
Quando nascemos fomos programados
A receber o que vocês nos empurraram
Com os enlatados dos USA, de 9 às 6.
Desde pequenos nós comemos lixo
Comercial e industrial
Mas agora chegou nossa vez
Vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês.
Somos os olhos da revolução
Somos burgueses sem religião
Somos o futuro da nação
Geração Coca-Cola.
Depois de vinte anos na escola
Não é difícil aprender
Todas as manhas do jogo sujo
Não é assim que tem que ser?
Vamos fazer nosso dever de casa
E aí então, vocês vão ver
Suas crianças derrubando reis
Fazer comédia no cinema com as suas leis.
(Renato Russo)
O título e a letra da canção expressam a insatisfação e a visão crítica de parte da juventude brasileira da década de 1980, em relação a padrões de comportamento dominantes na sociedade.
Dois problemas característicos da juventude dessa década, que estão identificados na letra e que melhor justificam o rótulo "geração coca-cola", são:
A - decadência moral – rígido controle social
B - pobreza econômica – limitações culturais
C - alienação cultural – insatisfação política
D - nacionalismo musical – falta de acesso à escola

(FUVEST/SP) - Fundação Universitária para o Vestibular - Questão 108:
Com relação à propriedade da terra no Brasil, pode-se afirmar que:
A - a Lei de Terras de 1850 facilitou sua distribuição, tornando a propriedade acessível aos mais pobres e aos imigrantes que chegaram posteriormente;
B - a legislação brasileira não estabeleceu distinções entre proprietários e posseiros, sendo responsável pelos atritos atuais entre os sem-terra e os pequenos agricultores;
C - os camponeses brasileiros, durante o século XX, não se organizaram, devendo o atual Movimento dos Sem-Terra ser considerado o primeiro deles;
D - o atual Movimento dos Sem-Terra luta pela desapropriação dos latifúndios improdutivos e pela distribuição das terras devolutas do Estado;
E - a reforma agrária pode ser entendida como uma reivindicação dos últimos 15 anos no Brasil, quando a questão da terra passou a preocupar o governo.

(UFRJ) - Universidade Federal do Rio de Janeiro - Questão 109:
"Aprendemos que somos ‘um dom de Deus e da Natureza’ porque nossa terra desconhece catástrofes naturais (...) e que aqui, ‘em se plantando,tudo dá’. (...) Aprendemos também que nossa história foi escrita sem derramamento de sangue, (...) que a grandeza do território foi um feito de bravura heróica do Bandeirante, da nobreza de caráter moral do Pacificador, Caxias, e da agudeza fina do Barão do Rio Branco; e que, forçados pelos inimigos a entrar em guerras, jamais passamos por derrotas militares. (...) Não tememos a guerra, mas desejamos a paz. (...) somos um povo bom, pacífico e ordeiro, convencidos de que ‘não existe pecado abaixo do Equador’. (...) Em suma, essa representação permite que uma sociedade que tolera a existência de milhões de crianças sem infância e que, desde seu surgimento, pratica o apartheid social possa ter de si mesma a imagem positiva de sua unidade fraterna."
(Adaptado de CHAUÍ, Marilena. Brasil-mito fundador e sociedade autoritária. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2000.)
"aqui, em se plantando, tudo dá"
A construção do mito de satisfação das necessidades alimentares, evidenciada neste fragmento do texto, contradiz a seguinte afirmativa:
A - As terras férteis resultam da ação de agrotóxicos.
B - Os melhores solos destinam-se aos cultivos para exportação.
C - Os avanços tecnológicos direcionam-se às propriedades improdutivas.
D - Os diversos tipos climáticos dificultam a variedade de cultivos agrícolas.
Nível da questão: Cobra

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 110:
Leia o texto a seguir:
"Aprendemos que somos ‘um dom de Deus e da Natureza’ porque nossa terra desconhece catástrofes naturais (...) e que aqui, ‘em se plantando, tudo dá’. (...) Aprendemos também que nossa história foi escrita sem derramamento de sangue, (...) que a grandeza do território foi um feito de bravura heróica do Bandeirante, da nobreza de caráter moral do Pacificador, Caxias, e da agudeza fina do Barão do Rio Branco; e que, forçados pelos inimigos a entrar em guerras, jamais passamos por derrotas militares. (...) Não tememos a guerra, mas desejamos a paz. (...) somos um povo bom, pacífico e ordeiro, convencidos de que ‘não existe pecado abaixo do Equador’. (...) Em suma, essa representação permite que uma sociedade que tolera a existência de milhões de crianças sem infância e que, desde seu surgimento, pratica o apartheid social possa ter de si mesma a imagem positiva de sua unidade fraterna."
(Adaptado de CHAUÍ, Marilena. Brasil-mito fundador e sociedade autoritária. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2000.)
A reflexão da autora aponta ao mesmo tempo uma representação do Brasil e uma crítica da realidade brasileira, que podem ser traduzidas, respectivamente, por:
A - visão ufanista – reconhecimento das desigualdades;
B - desrespeito ao país – exaltação da miséria coletiva;
C - ênfase nacionalista – percepção do atraso tecnológico;
D - fragilidade da nação – aclamação dos problemas nacionais.

(PUC-RIO) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Questão 111:
Uma característica comum a todas as Constituições políticas do Brasil é:
A - o sufrágio universal;
B - a garantia dos direitos trabalhistas;
C - o princípio de divisão dos poderes políticos;
D - o regime federalista;
E - a exclusão dos analfabetos da cidadania política.

Questão 112:
"aqui, em se plantando, tudo dá"
A construção do mito de satisfação das necessidades alimentares, evidenciada neste fragmento do texto, contradiz a seguinte afirmativa:
A - As terras férteis resultam da ação de agrotóxicos.
B - Os melhores solos destinam-se aos cultivos para exportação.
C - Os avanços tecnológicos direcionam-se às propriedades improdutivas.
D - Os diversos tipos climáticos dificultam a variedade de cultivos agrícolas.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 113:
113.1
1824

113.2
1999
As paredes centenárias do convento de Santo Antônio guardam histórias da época em que nas proximidades do Largo da Carioca encontrava-se uma lagoa.
As ilustrações acima evidenciam mudanças na forma e no uso do Largo, através dos séculos, que estão relacionadas com:
A - predomínio do padrão arquitetônico ibérico
B - satisfação das necessidades da oligarquia agrária
C - consolidação dos interesses da burguesia urbana D - implementação de projetos privados de saneamento

(UNIFACS/BA) - Universidade Salvador - Questão 114:
"A chegada da grande crise do modelo econômico do pós-guerra, em 1973, quando todo o mundo capitalista avançado caiu numa longa e profunda recessão, combinando, pela primeira vez, baixas taxas de crescimento com altas taxas de inflação, mudou tudo. A partir daí, as idéias neoliberais passaram a ganhar terreno."
(Anderson. In: Vicentino, p. 465)
Baseando-se no texto e nos conhecimentos sobre o neoliberalismo, pode-se concluir:
A - A nova ordem geopolítica mundial passou a "ganhar terreno" com a destruição dos megablocos e das grandes organizações internacionais.
B - A implantação do neoliberalismo no Brasil assegurou grandes vantagens ao mercado internacional, vez que as tarifas aduaneiras foram majoradas.
C - Os países da América Latina, após a referida crise, eliminaram os conflitos com os Estados Unidos, o que lhes garantiu a plena liquidação da dívida externa.
D - A "longa e profunda recessão" foi uma conseqüência da ajuda concedida pelos países centrais aos países periféricos, visando eliminar a pobreza concentrada no hemisfério Norte.
E - O Brasil se inseriu na realidade referida no texto, durante o governo Collor, quando se iniciou a privatização de empresas estatais e a abertura do mercado brasileiro às importações.

(UNICAP/PE) - Universidade Católica de Pernambuco - Questão 115:
O Plano Collor foi anunciado um dia após a posse do novo governo; o programa tinha inspiração neoliberal, ou seja, o funcionamento da economia segundo as leis de mercado. O Estado, na teoria neoliberalista, quase não interfere na atividade produtiva ou nos investimentos de interesse social.
Principais medidas do Plano Collor foram: A - confisco temporário de grande parte do dinheiro depositado nas contas correntes, cadernetas de poupança e outras aplicações financeiras;
B - volta do cruzeiro como moeda nacional;
C - congelamento de preços e salários;
D - confisco de todo dinheiro depositado em conta corrente;
E - novo cálculo mensal da inflação aplicado na correção de salários, aluguéis, aposentadorias etc.

(UNICAP/PE) - Universidade Católica de Pernambuco - Questão 116:
Sem eleições diretas e sem Tancredo Neves, o Brasil conviveu com a administração de José Sarney. O otimismo foi cedendo espaço ao ceticismo. As forças que apoiavam o governo tiveram grandes dificuldades para se articular politicamente.
Assinale as alternativas verdadeiras: A - Era preciso conciliar antigos aliados dos militares com políticos que tinham participado da resistência democrática.
B - O próprio Presidente da República era uma expressão política do tempo da ditadura militar.
C - No governo de José Sarney, não houve crise ministerial.
D - Durante os cinco anos de mandato, Sarney teve dois Ministros da Justiça, quatro da Educação e três da Previdência Social.
E - O governo Sarney foi marcado por constantes crises ministeriais.

(FUVEST/SP) - Fundação Universitária para o Vestibular - Questão 117:
O principal defeito do elefante é, como eu ia dizendo, o de certos políticos brasileiros: é um bicho interessante, mas come demais (...) Tem um apetite latifundiário...
(Rubem Braga. A traição das elegantes.)
Este fragmento de uma crônica de Rubem Braga refere-se:
A - ao gigantismo do Estado brasileiro;
B - ao aspecto ingênuo da política e da sociedade brasileiras;
C - a temas permanentes da vida geral dos povos;
D - à corrupção política e à desigualdade de riqueza no Brasil;
E - a uma situação política e social ultrapassada na história brasileira.

(PUC/CAMP) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas - Questão 118:
Ao assumir a presidência do Brasil, em 1990, Fernando Collor de Melo adotou um Plano econômico baseado na premissa central de que:
A - a redução dos altos salários dos políticos traria a estabilidade econômica sonhada pelos brasileiros, medida que o tornou conhecido como "caçador de marajás";
B - a elevação da taxa de juros e patamares acima de 20% ao mês seria uma medida econômica determinante para a redução dos preços e salários e, portanto, da queda da inflação;
C - o excesso de dinheiro em circulação provocava a especulação financeira e a elevação da espiral inflacionária, sendo o seu enxugamento um fator determinante para frear a escalada da inflação;
D - a distribuição eqüitativa da renda nacional minimizaria o problema inflacionário, por isso optou pelo bloqueio dos cruzados das classes sociais mais favorecidas;
E - o Estado deveria ampliar sua atuação no domínio econômico visando forçar o setor privado a reduzir sua margem de lucro e os preços dos produtos de primeira necessidade.

(PUC/CAMP) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas - Questão 119:
A eleição presidencial de 1989 foi um marco importante de redemocratização do Brasil. No processo histórico das últimas décadas, essa eleição representou o resultado:
A - do embate político entre as forças de direita e de esquerda, que disputavam o controle do movimento pelas "diretas já" desde a eleição, pelo sufrágio universal, do presidente Tancredo Neves, em 1985;
B - das lutas políticas de setores progressistas da sociedade brasileira, que objetivavam resgatar o direito ao voto direto para presidência da República que tinha sido abolido pelo Ato Institucional n2, em 1965;
C - do planejamento político delineado pelo presidente Castelo Branco, que definiu, no Ato Institucional n3, retomada do processo democrático para o final da década de 1990;
D - da luta armada realizada por grupos trotskistas e leninistas, que conseguiram neutralizar a ação do aparelho militar, abrindo espaço para a ação dos setores democráticos que defendiam o direito ao voto direto;
E - da vitória da atuação dos juristas pela instituição do estado democrático no Brasil, que conseguiram estabelecer as primeiras eleições diretas, por meio do sufrágio universal, na história do país.

(ESPM/SP) - Escola superior de Propaganda e Marketing de São Paulo - Questão 120:
O cinema brasileiro adentrou a década de 1990 atingido por profunda crise. O governo Collor acabou com a Lei Sarney e com a Embrafilme, os recursos tornaram-se escassos e a produção nacional quase desapareceu. Ao final da década, entretanto, houve uma reação, com a retomada da produção e com filmes nacionais aparecendo com destaque em festivais cinematográficos internacionais. Foi assim que, um filme de Walter Salles recebeu no Festival de Berlim o Urso de Ouro, tendo mais tarde sido indicado para concorrer ao Oscar. O filme em questão é:
A - O que é isso, companheiro?;
B - Guerra de Canudos;
C - Carlota Joaquina, princesa do Brasil;
D - Central do Brasil;
E - Cidade de Deus.

(UNICAMP/SP) - Universidade Estadual de Campinas - Questão 121:
Os movimentos migratórios internacionais continuam em marcha e a globalização não alterou o cenário abordado pela canção que segue:
"A geração da gente, não teve muita chance
De se afirmar, de arrasar de ser feliz
Sem nada pela frente, pintou aquele lance
De se mudar, de se mandar deste país
E aí você partiu pro Canadá mas eu fiquei no já-vou-já
Pois, quando tava me arrumando pra ir
Bati com os olhos no luar e a Lua foi bater no mar
E eu fui que fui ficando."
(Celso Viáfora, Dabliú Discos, 1996.)
A alternativa que melhor se enquadra ao contexto exposto na canção de Celso Viáfora é:
A - a camada social responsável pelas maiores emigrações brasileiras é a classe alta devido à prática do turismo;
B - o aspecto lingüístico é uma das principais vantagens que têm os brasileiros nos países ricos aos quais se dirigem;
C - o movimento decasségui tem nos dias atuais seu auge devido à conjuntura econômica atual do Japão;
D - o contexto social expresso na canção refere-se às décadas de 70 e 80, períodos difíceis no Brasil, já que a emigração contemporânea brasileira praticamente cessou;
E - o caráter desigual da globalização aponta para um sentido migratório mundial do sul para o norte.

(PUC-RIO) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Questão 122:
Diáspora:
"dispersão coletiva forçada de um grupo religioso e/ou étnico"
(The Penguin Atlas of Diaspora, 1995)
"dispersão de povos por motivos políticos ou religiosos, em virtude de perseguição de grupos dominadores intolerantes"
(Dicionário Aurélio)
Abaixo, estão identificadas experiências históricas que se enquadram nas definições acima, com exceção de uma.
Indique a opção que apresenta essa exceção:
A - Com a colonização da Época Moderna, milhões de negros africanos foram trazidos para as Américas, aí cultivando valores e tradições comuns.
B - As constantes situações de seca no Nordeste brasileiro provocaram a migração massiva de nordestinos para as grandes cidades do sudeste brasileiro.
C - Uma parcela expressiva da população irlandesa migrou para os Estados Unidos, no século XIX, devido, entre outros fatores, ao desemprego, à fome e aos conflitos religiosos que grassavam na Irlanda.
D - Os judeus se espalharam pelo mundo, desde a Antigüidade, devido a expulsões sucessivas promovidas nos territórios que habitavam.
E - A criação do Estado de Israel e a Guerra Árabe israelense, em 1948, inauguraram a dispersão dos palestinos.

(ACAFE/SC) - Associação Catarinense das Fundações Educacionais - Questão 123:
A reforma da previdência é um tema que tem causado polêmica em vários países do mundo e na atualidade essa discussão tem sido mais intensa no Brasil.
Sobre esse tema, é incorreto afirmar: A - A maioria dos aposentados brasileiros recebe pensões muito baixas, em geral apenas um salário mínimo.
B - Vários países desenvolvidos têm dificuldades em manter o atual sistema previdenciário público em função do aumento da expectativa de vida e por decorrência do número de aposentados que cresce nesses países.
C - O déficit da previdência pública no Brasil tem aumentado e o governo afirma que a maior parte desse problema decorre das aposentadorias dos funcionários públicos.
D - A proposta do governo pretende extinguir o sistema previdenciário público, transferindo os funcionários públicos para fundos privados de aposentadorias, para os quais eles devem contribuir e assim poderem receber.
E - Os funcionários públicos têm se mobilizado e criticam o governo pela reforma que consideram injusta.

(UFSC/SC) - Universidade Federal de Santa Catarina - Questão 124:
124
Assinale a(s) proposição(ões) verdadeira(s) referente(s) a acontecimentos históricos relevantes ocorridos no Brasil nos primeiros anos do século XXI.
1 - No Brasil, um cidadão nordestino e metalúrgico foi eleito pelo Partido dos Trabalhadores, aliado a outros partidos, para ocupar o cargo de Presidente da República.
2 - Com a eleição de um presidente filiado ao Partido dos Trabalhadores, as mulheres passaram a ter seus salários equiparados aos dos homens quando no exercício da mesma profissão. E os estudantes negros passaram a ter o direito a cotas nas universidades públicas.
4 - Os servidores públicos descontentes com a proposta de reforma da Previdência, encaminhada ao Congresso Nacional pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, manifestaram publicamente o seu descontentamento.
8 - Mesmo pertencendo aos quadros do Partido dos Trabalhadores Luiz Inácio Lula da Silva, já no exercício da presidência, não conseguiu impedir que as lideranças do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra, descontentes com o ritmo da reforma agrária, promovessem invasões de propriedades rurais.
16 - Os trabalhadores, empresários e o movimento dos Trabalhadores Sem-Terra demonstraram publicamente seu apoio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, evitando críticas, greves e invasões de propriedades rurais após sua posse.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 125:
"Bush quer atropelar FFHH e o Brasil. (...) Um de seus antecessores, Richard Nixon, ensaboou a ditadura militar dizendo ao general Médici que ‘para onde o Brasil for irá o resto da América Latina’. Os generais acreditaram nisso. Pois veio o presidente Jimmy Carter e armou incrível encrenca com as violações dos direitos humanos praticadas pela mesma ditadura que Nixon besuntara.(...) Perderam o seu tempo. Tanto Nixon quanto Carter defendiam o interesse nacional americano."
(GASPARI, Élio. O Globo, 04/04/2001.)
Com base na análise do texto, a dificuldade dos governos brasileiros nas relações com os EUA se manifesta, principalmente, pela seguinte razão:
A - Os EUA têm defendido políticas unilaterais para a América Latina.
B - O Brasil não se interessa por acordos com países da América Latina.
C - Os países da América Latina necessitam de apoio brasileiro para fazer frente aos EUA.
D - Os países latino-americanos possuem interesses conflitantes com o mundo desenvolvido.

(UFF/RJ) - Universidade Federal Fluminense - Questão 126:
Nos últimos anos, assistiu-se à gestação e à consolidação de movimentos sociais, cujas denominações têm, como prefixo, o termo "sem". Destes, são exemplos os sem-terra e os sem-teto.
Sobre os movimentos aqui citados, pode-se afirmar:
A - Os sem-terra não aceitam a reforma agrária como uma forma de equacionar a distribuição de terras no país.
B - Os sem-teto são um movimento de origem urbana, formado por inadimplentes dos sistemas de financiamento da casa própria.
C - Embora diferentes, são movimentos que reivindicam uma melhor distribuição de renda da sociedade brasileira.
D - Ambos os movimentos contam com o expressivo apoio dos setores médios, em particular, daqueles formados por pequenos empresários e comerciantes.
E - Os sem-terra defendem uma política neoliberal que se define pela estatização do principal meio de produção da agricultura – a terra.

(PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Questão 127:
O Brasil vive atualmente (séc. XXI) numa democracia representativa. Isso significa dizer que, exceto:
A - os brasileiros podem criar, dentro das normas da legislação vigente, novos partidos políticos;
B - o cidadão pode livremente manifestar sua ideologia política e sua opção partidária;
C - os indivíduos analfabetos podem votar e ser eleitos para qualquer cargo no executivo;
D - os cidadãos podem eleger, pelo voto, seus representantes no legislativo e no executivo.

(UFMG) - Universidade Federal de Minas Gerais - Questão 128:
Neste momento, estamos passando de um estágio emocional para um estágio racional. Em fevereiro, a inflação – a inflação mais a correção monetária – estava nos conduzindo para uma situação na qual o Brasil seria um país absolutamente ingovernável. Naquela ocasião, fizemos o que achamos que deveria ter sido feito, sem levar em consideração os custos políticos das nossas decisões, e sim o bem do povo [...] Uma vez anunciada a reforma econômica, o que se viu foi uma extraordinária adesão popular. Não podíamos antever que a reação seria tão favorável. O povo tomou consciência da cidadania.
(Trecho de entrevista concedida pelo, então, Presidente da República, José Sarney. Veja, n. 949, 12 nov. 1986.)
Nesse trecho, o entrevistado faz referência à reforma econômica conhecida como:
A - Política do "Feijão com Arroz", que previa uma redução da intervenção do Estado na economia, buscando deixar o mercado cumprir seu papel.
B - Plano Cruzado, que adotou medidas heterodoxas – como o congelamento de preços e o gatilho salarial –, visando ao controle da inflação.
C - Plano SALTE, que pretendeu estimular as taxas de crescimento da economia nacional por meio da decretação da moratória da dívida externa.
D - Plano Verão, que combinou medidas ortodoxas e heterodoxas, com ênfase especial no controle dos salários dos trabalhadores.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 129:
O FIM DE UMA ERA
Em seu discurso de despedida do Senado, em dezembro de 1994, o presidente Fernando Henrique Cardoso anunciou o fim da Era Vargas, como um prenúncio das mudanças que estavam por vir. Supunha-se sepultado um modelo econômico que tinha como principal ator o intervencionismo do Estado, como atração política o paternalismo de cooptação e como modelo social e previdência pública e a legislação trabalhista.
(NOGUEIRA, Octaciano. Jornal da Tarde, 11/11/1998.)
Uma contraposição entre um ganho da CLT e uma exigência do empresariado na atualidade está indicada em:
A - medidas de estabilidade no emprego – facilidade para dispensa e contratação;
B - normas de organização sindical – representação do trabalhador através dos partidos políticos;
C - regras de estruturação do funcionalismo público – estabelecimento de um padrão trabalhista único;
D - livre negociação das condições de trabalho – limitação de jornada de trabalho estipulada em contrato.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 130:
130
(Adaptado de Jornal do Brasil, 28/03/2002)
O gráfico indica a variação do desemprego, durante o período assinalado, e estabelece uma relação entre a dinâmica do desemprego na Região Metropolitana de São Paulo e os atentados terroristas de setembro nos EUA. Isso sugere uma possível relação entre os dois processos, num contexto de economia globalizada.
Os EUA têm enorme influência econômica no restante do mundo, fundamentalmente, porque:
A - exportam armas e veículos de guerra para os países periféricos;
B - importam bens manufaturados das áreas metropolitanas do Hemisfério Sul;
C - centralizam parte significativa do comércio e dos fluxos de capital no mundo;
D - distribuem ajuda humanitária para as economias emergentes do Terceiro Mundo.

(UEFS/BA) - Universidade Estadual de Feira de Santana - Questão 131:
131.1

131.2
Os presidentes brasileiros ilustrados nas fotos apresentaram aspectos semelhantes na "ascensão e queda" de suas carreiras políticas, e sobre eles, é correto afirmar:
A - O rompimento com a elite econômica, o desenvolvimento de uma campanha baseada no combate à corrupção, à ineficiência do setor público e aos "marajás" das estatais foram fundamentais para a vitória eleitoral de Fernando Collor de Mello e de Jânio Quadros.
B - O sucesso do Plano Cruzado, estabelecido pelo governo de José Sarney, deu grande popularidade ao Presidente, o que possibilitou a vitória eleitoral de Fernando Collor, candidato oficial do governo, efeito similar à política de Juscelino Kubitschek em relação à eleição de Jânio Quadros.
C - A não-vinculação aos partidos tradicionais e a ausência de uma tradição política assentada nas oligarquias incrustadas no poder dificultaram a execução dos planos do governo de Jânio Quadros e de Fernando Collor, provocando o isolamento político de ambos os presidentes.
D - O desenvolvimento de uma eficiente propaganda, a criação da imagem de "Salvador da Pátria", um discurso belo na forma, mas vazio no conteúdo e essencialmente moralista, que canalizava os anseios populares, foram fundamentais para vitória eleitoral de Jânio Quadros e de Fernando Collor.
E - A política de combate à sonegação fiscal, a abertura ao capital estrangeiro, ferindo os interesses da elite empresarial brasileira, e o envolvimento com esquemas de corrupção, provocaram a queda de ambos presidentes.

(FTE/BA) - Faculdade de Tecnologia Empresarial - Questão 132:
"O respeito aos direitos do cidadão não depende (...) só das leis. Ele é conquistado por uma postura individual reivindicatória e pela ação organizada das forças populares que possibilitem, entre outras coisas, a superação da mentalidade do ‘levar vantagem’, expressa até nas pequenas atitudes do dia-a-dia, segundo a qual todo abuso do espaço alheio é legítimo."
(Rodrigues. In: Koshiba & Pereira, p. 370.)
Com base na leitura do texto e nos conhecimentos sobre a reorganização do Estado brasileiro após a promulgação da Constituição de 1988, pode-se concluir:
A - A Constituição promulgada nesse período oficializou o trabalho dos menores de quatorze anos nos setores agropecuários e de serviços.
B - A "ação organizada das forças populares" possibilitou a efetiva conquista do respeito aos direitos do cidadão, da criança e do adolescente.
C - O "milagre brasileiro" identificado nos anos 80 vinculou-se à implementação da reforma agrária, propiciada pelos efeitos do Plano Cruzado.
D - Essa Constituição, ainda hoje em vigor, embora apresente inovações em determinados aspectos, não erradicou a "mentalidade do ‘levar vantagem’" citada no texto.
E - Os grupos ambientalistas, por força da Constituição, conseguiram eliminar os impactos ambientais causados pela extração mineral e pelo desmatamento da Amazônia.

(UFPE) - Universidade Federal de Pernambuco - Questão 133:
Apesar dos planos econômicos e das reivindicações, a economia brasileira continua colaborando com a riqueza de poucos e a miséria de muitos, o que nos leva a concluir que:
A - vive hoje no Brasil uma grande parte da população em estado de exclusão social e, entre eles, estão também os miseráveis;
B - a forma de distribuição da renda e da riqueza é perversa e muitos dos problemas poderiam ser contornados com uma política agrária e social mais justa;
C - resolvida a questão da miséria do Nordeste, o problema brasileiro estaria resolvido, pois só no Nordeste existe miséria;
D - o descaso com o meio ambiente, em parte por culpa do Governo e dos setores industriais, vem provocando péssimas condições de vida para o povo brasileiro;
E - apesar da proibição das leis brasileiras e das constantes denúncias da imprensa acerca do trabalho infanto-juvenil, muitos brasileiros ingressam no trabalho antes dos 14 anos.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 134:
BRASIL PERDE JOVENS PARA MERCADO EXTERNO
O mercado de trabalho brasileiro está perdendo grande fatia de jovens com boa escolaridade e que poderiam se tornar profissionais qualificados. São pessoas de 15 a 24 anos que estão deixando o país em busca de novas oportunidades e experiências profissionais. Na década de 90, cerca de 1,3 milhão de jovens cruzaram as fronteiras brasileiras em busca de chances de melhorar o rendimento. Talvez, nunca mais voltem. (...)
(Adaptado de O Estado de Minas, 07/05/2002)
UM DE CADA CINCO ARGENTINOS PENSA EM IR-SE DO PAÍS
Uma pesquisa revela que na capital e Grande Buenos Aires 22% das pessoas pensam em emigrar. A maior parte quer ir para a Espanha e os EUA. (...) Os mais propensos são os menores de 35 anos, os desempregados e as pessoas com bom nível de instrução.
(Adaptado do jornal argentino Página 12, 17/05/2002)
A alternativa que contém a melhor explicação para esse processo de emigração é:
A - fracasso das políticas agrária e industrial para as classes camponesas;
B - ausência de metas econômicas e educacionais para os setores populares;
C - indefinição da identidade cultural e política dos segmentos da alta burguesia;
D - frustração das expectativas de emprego e de ascensão social das camadas médias urbanas.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 135:
ENTREVISTA COM X., DE 17 ANOS
Você não pensa que pode morrer ou não ver seu filho crescer?
Não penso no amanhã. Hoje eu posso usar um cordão, um relógio e dar uma moral ao meu filho.
Quanto você ganha por mês?
(...) Garanto que é bem mais do que se eu estivesse ralando das 8h às 17h, a troco de uma cesta básica.
Já pensou em ter profissão?
Quando eu era menor queria ser da Aeronáutica. O que eu quero agora é ser um gerente de tráfico. É o meu sonho. Sou respeitado aqui, carrego uma pistola 45 na cintura. Lá fora [da favela] não sou nada. Virar trabalhador para ser esculachado? Jamais!
(Adaptado de O Globo, 22/04/2002)
O entrevistado estabelece uma oposição entre o que imagina ser a vida de um trabalhador regular e as vantagens que obtém atuando na ilegalidade. Faz parte dessa oposição a sua referência ao mundo "lá fora", onde ele "não seria nada".
Esses dois mundos, apontados na entrevista, que coexistem na cidade do Rio de Janeiro, podem ser explicados, historicamente, por uma série de processos, tais como:
A - descentralização das desigualdades sociais no espaço da cidade – privatização indiscriminada das empresas estatais, como no setor agrícola – consumismo acentuado das elites;
B - esvaziamento de investimentos governamentais nas áreas ocupadas pelas camadas médias – degradação de serviços públicos, como o de saúde – diminuição da concentração de renda;
C - decadência das políticas de desenvolvimento na área central da metrópole – redução da presença do Estado em áreas carentes, como as favelas – eliminação de investimentos para o transporte público;
D - desigualdade na distribuição espacial das benfeitorias urbanas pelo poder público – crise aguda dos serviços públicos associados à ascensão social, como o da educação – queda geral do nível salarial.

(PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Questão 136:
136
A charge, publicada pelo Estado de Minas de 20/07/01, retrata um momento histórico significativo da política brasileira, sobre o qual podemos afirmar que, exceto:
A - uma importante liderança política, de projeção nacional, procura se defender diante de forte indícios de corrupção e desvio de dinheiro público;
B - as instituições democráticas já estão suficientemente consolidadas e imunes aos fantasmas do autoritarismo e aos interesses das elites;
C - a sociedade, com o apoio da mídia, vem colocando na mesa, diante de seus desafetos, os políticos acusados de corrupção;
D - o episódio do "Painel Eletrônico" desencadeou uma reação do povo exigindo transparência e apuração de irregularidades praticadas pelos parlamentares.

(PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Questão 137:
A ampliação do sufrágio universal para a população adulta no Brasil é fato recente em nosso País.
Sobre a história do voto, é correto afirmar, exceto:
A - Durante o Império, vigorou o voto censitário, cabendo aos eleitores comprovar uma certa renda anual.
B - Pela primeira Constituição republicana, de 1891, só poderiam votar os homens, alfabetizados e maiores de 21 anos.
C - No ano de 1988, os jovens de 16 e 17 anos passam a ter direito ao voto facultativo, atualmente tornado obrigatório.
D - As mulheres só passaram a votar em meados da década de 30 e, hoje, representam mais da metade do eleitorado.

(UFF/RJ) - Universidade Federal Fluminense - Questão 138:
Entre os movimentos organizados de oposição ao governo Fernando Henrique Cardoso, um deles se destaca: o Movimento dos Sem-Terra (MST).
Com respeito ao assunto mencionado, é correto afirmar:
A - O MST identifica-se com o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) na medida em que ambos criticam a atuação do Estado na gestão das questões sociais.
B - O Estatuto da Terra aprovado pela Constituição de 1988 é uma legislação agrária que expressa as reivindicações do MST.
C - A União Democrática Ruralista (UDR) é formada por representantes do MST no Congresso Nacional.
D - Uma das instituições mais críticas à atuação do MST é a Comissão Pastoral da Terra.
E - O INCRA é o Instituto responsável pela política de colonização e reforma agrária no Brasil e segue as deliberações do MST.

(UFF/RJ) - Universidade Federal Fluminense - Questão 139:
Em julho de 1998, foi privatizado o conjunto de empresas estatais brasileiras do sistema Telebrás, dando prosseguimento ao programa neoliberal do governo Fernando Henrique Cardoso.
Assinale a opção que melhor define "privatização":
A - aplicação de instrumento legal pelo Estado brasileiro no favorecimento de empresas estrangeiras em leilões das Bolsas de Valores;
B - apropriação do Estado pelo capital privado, nacional ou estrangeiro;
C - processo de incorporação de novas empresas privadas ao Estado – o mesmo que Estado-mínimo;
D - processo de organização de vendas das empresas estatais através de leilões nas Bolsas de Valores;
E - transferência do patrimônio público para o controle privado de setores empresariais, nacionais ou estrangeiros.

(CESGRANRIO/RJ) - Fundação CESGRANRIO - Questão 140:
O processo de globalização característico da história contemporânea, no final do século XX, está ligado a mecanismos de integração econômica, dos quais o Brasil participa intensamente por meio da:
A - proposta brasileira de integração da América com a Comunidade Européia, através da ALCA;
B - aliança com os Estados Unidos na liderança do MERCOSUL e da ALCA;
C - projeção como líder da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa;
D - defesa da transformação do NAFTA em mercado comum americano;
E - consolidação da integração dos países do "Cone Sul" no MERCOSUL.

(FUVEST/SP) - Fundação Universitária para o Vestibular - Questão 141:
A formação do Mercosul pode ser associada à:
A - coincidência de interesses econômicos e políticos, existente desde o início do século XIX entre os países que dele fazem parte;
B - idéia de destino histórico solidário, nascida no século XIX, a partir da identidade cultural de algumas nações da América do Sul;
C - decisão dos EUA de exercer efetivamente o controle econômico imperialista sobre os países que o integram;
D - coligação dos Estados brasileiro e argentino para exercer o domínio comercial no Cone Sul;
E - necessidade dos países que o integram de enfrentar a reordenação do comércio internacional e a globalização crescente.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 142:
"(...) Temos, no governo Collor, a distância entre duas publicidades: uma publicidade favorável ao governo, por ele suscitada e mesmo paga, que se expressava na encarnação da força física, melhor dizendo, de uma positividade que não remetia a nenhuma virtude moral ou política, mas se reduzia ao mero abuso da animalidade; e outra publicidade, que lhe foi fatal, quando o irmão veio a público denunciar o presidente enquanto pessoa pública, por corrupção, e enquanto pessoa privada, por atos ilegais, quer imorais, nem todos, porém, de relevância para a sociedade brasileira, como os que se referiam à sua vida sexual."
(RIBEIRO, R. Janine. In: DAGNINO, Evelina (org.). Anos 90: Política e sociedade no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1994.)
Este texto apresenta algumas reflexões sobre a crise que desencadeou o impedimento do Presidente Fernando Collor de Mello.
A crítica política que apóia as preocupações do autor acerca daquele período pode ser traduzida por:
A - O predomínio da imagem pública é prejudicial à democracia.
B - A propaganda positiva é fundamental na consolidação dos governos atuais.
C - A ênfase na pessoa privada decorre da fragilidade das instituições públicas.
D - A imagem pública fica prejudicada com a difusão dos meios de comunicação.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 143:
Texto 1
"No contexto maior da economia colonial, a produção para o mercado interno – gado e alimentos – apresentava um forte caráter de subordinação face à grande produção de exportação. (...) Enquanto os compradores compareciam a um mercado de preços tabelados, os produtores de alimentos são obrigados a comprar os gêneros de que necessitam – escravos, ferros, tachos, armas – em um mercado livre, quase sempre com preços estabelecidos na base do exclusivo colonial, sem qualquer concorrência."
(SILVA, Francisco Carlos Teixeira da. In: LINHARES, M. Yedda (org.) História geral do Brasil. Rio de Janeiro: Campus, 2000.)
Texto II
"A luta pelos alimentos como direito e pela comida sadia é das menos obscurantistas que pode haver, reflete o direito à vida e à escolha do que comer e ser informado sobre o que está comendo. É uma luta dos direitos do consumidor contra a lógica voraz dos grandes consórcios alimentícios, dentre os quais se destaca o Monsanto – que ocupa vários cargos no governo Bush, tal sua força e voracidade."
(SADER, Emir. In: Época, março de 2001.)
O primeiro texto procura contextualizar a produção para o abastecimento interno no Brasil Colônia, enquanto que o segundo refere-se à invasão de uma propriedade do Monsanto, produtor internacional de alimentos, por ambientalistas e pelo MST, durante o Fórum Social Mundial contra a globalização, realizado em Porto Alegre.
A alternativa que aproxima os dois textos por apontar uma semelhança entre o processo brasileiro de produção de alimentos, no passado e no presente, é:
A - A produção agrícola se mantém subordinada a interesses externos.
B - O Estado deixa para agricultores de subsistência a tarefa da produção alimentar.
C - As políticas públicas para o setor agrário provocam preços altos dos produtos exportados.
D - As ações do Estado priorizam a produção alimentícia através de consórcios internacionais.

(UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Questão 144:
144
(Adaptado de GLAUCO. Abobrinhas da Brasilônia. São Paulo: Circo Editorial, 1985.)
"Não parecem ter desaparecido plenamente todas as formas tradicionais e degradantes do trabalho, muitas vezes constituindo-se justamente como fonte geradora de maiores ocupações. (...) O capitalismo tenderia a produzir ocupações precárias em profusão, a despeito da geração de empregos com conteúdo de trabalho mais elevado."
(Adaptado de POCHMAN, Marcio. O emprego na globalização. São Paulo: Boitempo, 2001.)
A partir da associação entre a charge e o texto, uma causa e uma conseqüência identificáveis nas tendências do mercado de trabalho brasileiro, ao longo das últimas décadas, são respectivamente:
A - desemprego e tentativa de inserção no setor formal;
B - instabilidade econômica e busca de trabalho informal;
C - retração industrial e retorno a ocupações no setor primário;
D - crescimento urbano e desenvolvimento de estratégias coletivas de sobrevivência.

Questão 145. UnB-DF
Os resultados das últimas eleições para prefeitos nas capitais dos estados brasileiros
demonstram que está havendo certa preferência do eleitor por candidatos de perfil político social-democrata. A respeito do fenômeno político-partidário e sua projeção nos
pleitos eleitorais, julgue os itens que se seguem como certos ou errados.
( ) Na década de 50, a União Democrática Nacional (UDN) ganhou destaque no cenário nacional, servindo-se dos aparelhos sindicais criados na década anterior e coligando-se com o Partido Social Democrático (PSD).
( ) Nos quatro primeiros anos da década de 60, o recuo do movimento sindical e, sobretudo, a desmobilização política dos trabalhadores, asseguraram espaço no governo
federal para líderes políticos de explícito caráter conservador.
( ) No final dos anos 70, entrou em cena um novo movimento sindical, que alcançou um papel relevante nas décadas seguintes, em movimentos como as Diretas Já e na própria redemocratização do país.
( ) As últimas eleições municipais para prefeitos nas capitais dos estados brasileiros — realizadas com o uso de urnas eletrônicas — levaram para o segundo turno de algumas cidades embates que em muito se assemelhavam àqueles do início da década de 60, especialmente na rotulação de adversários como comunistas ou liberais.

Questão 146. Unifor-CE
A Nova República (1985) evidenciou uma série de “bossas” que marcaram o caráter da maioria dos políticos civis que colocaram seus interesses pessoais acima de qualquer ética ou compromisso com os eleitores. Dentre eles, o nepotismo que consiste
a) na prática, de parte dos deputados, de legislar em causa própria para aumentar seus salários, os que recebem jeton, comparecendo ou não às sessões do Congresso.
b) na nomeação, por parte de parlamentares, prefeitos, governadores e outros, de parentes para ocuparem cargos em gabinetes, repartições, prefeituras, empresas estatais.
c) no apoio dado ao governo para nomear centenas de correligionários políticos para o serviço público, o chamado “trem da alegria”.
d) no apoio dado ao governo por parte de políticos em troca de favores os mais variados e de concessões muitas vezes espúrias.
e) na prática ilegal, por parte de políticos, de votar por colega ausente em eleições com
máquinas eletrônicas.

Questão 147. UFU
Sobre os anos 90 no Brasil, assinale a alternativa correta.
a) Enquanto a pressão do desemprego levou os sindicatos a perderem força nas negociações salariais, o movimento dos trabalhadores sem-terra (MST) foi se tornando um dos principais movimentos sociais dos anos 90, lutando pela ampliação da reforma agrária.
b) A política de moralização da vida pública foi a tônica do primeiro governo de Fernando Henrique Cardoso, levando-o a exigir que todos os escândalos financeiros e as denúncias de corrupção fossem investigados pelo Congresso, por meio de CPIs, que conseguiram julgar e prender todos os envolvidos.
c) A política de privatizações, marca do governo Fernando Henrique Cardoso, permitiu que o Estado investisse os recursos obtidos em saúde e educação, contribuindo para diminuir significativamente as desigualdades sociais, de acordo com os mais recentes indicadores do Índice de Desenvolvimento Humano – IDH.
d) A orientação política predominante nos anos 90, de cunho neoliberal, foi responsável pela diminuição acentuada dos níveis de pobreza, pelo aumento da participação dos salários de renda nacional e pelo fortalecimento da capacidade do setor público em atender as demandas sociais.

Questão 148. Cefet-PR
O governo de Fernando Henrique Cardoso segue linhas acordadas pelo Consenso de Washington, realizado em 1989. Tal consenso, de caráter neoliberal, adotou um conjunto de medidas para controlar a inflação e modernizar o Estado. Entre estas medidas estão:
a) ajuste fiscal, redução do tamanho do Estado e fortalecimento das empresas estatais.
b) privatização, abertura financeira e investimentos em infra-estrutura básica.
c) fortalecimento do sistema previdenciário atual, privatização e investimentos em infraestrutura básica.
d) ajuste fiscal, restrições econômicas às importações de gêneros agrícolas e abertura financeira.
e) abertura comercial, abertura financeira e regulamentação do funcionamento da economia.

Questão 149. UNESP
Vários movimentos sociais ocorridos no Brasil têm sido provocados por problemas ligados à luta pela terra.
a) Na atualidade, qual o movimento mais expressivo envolvido com a questão da terra?

b) Indique o movimento mais significativo, ligado à religiosidade e ao misticismo, ocorrido no sul do país, na década de 1910.

Questão 150. UFMT
O Brasil atual tem vivido entre a expectativa da solução definitiva dos problemas econômicos, o fantasma da crise social e a consolidação de sua democracia. Julgue os itens como verdadeiros ou falsos.
( ) Nos últimos anos tem aumentado sensivelmente o número de organizações que atuam nos mais diversos campos (sindical, político partidário, ecológico, comunitário), fortalecendo a idéia da defesa coletiva dos interesses dos cidadãos.
( ) Muitos dos princípios constitucionais aprovados na Carta de 1988 têm sido alterados pelo atual governo. Dentre as principais alterações estão as relativas à aposentadoria dos trabalhadores e à reeleição.
( ) Graças às fortes pressões populares verificadas no movimento das “diretas já”, foi implantado, em 1996, o Plano Real que deu início ao controle inflacionário e ao pagamento da dívida externa brasileira.
( ) Um dos elementos necessários e fundamentais para a consolidação da democracia é o respeito à opinião pública, elemento capaz de mobilizar a sociedade civil contra ou a favor das mais diversas causas.
( ) O baixo índice de votos brancos, nulos e justificativas eleitorais nas eleições de outubro de 1998 é um claro sinal da convergência de interesses entre poder político constituído e sociedade civil.

Questão 151. UFSE
Entre as características do modelo econômico que passou a ser implementado no Brasil, especialmente a partir do início dos anos 90, estão a
a) privatização e a abertura comercial.
b) abertura comercial e a criação da CLT.
c) estatização e a desregulamentação econômica.
d) intervenção acentuada do Estado na economia e o rígido controle de preços.
e) privatização e a criação de regras que dificultam a importação.

Questão 152. UFRRJ
Desde o início dos anos 90 o Brasil vem experimentando os efeitos das políticas adotadas pelos Governos Collor, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso. As principais características deste modelo político, considerado por muitos como neoliberal, são:
a) o pleno emprego e o desenvolvimento econômico, com base nos investimentos estatais e nas parcerias com o setor financeiro.
b) o controle da inflação e da dívida pública, a partir da redução dos impostos, da negociação da dívida externa e da elevação salarial.
c) a redução da interferência do Estado na economia (Estado-mínimo), a abertura ao capital externo e às privatizações, além da redução de gastos do Estado, através de reformas constitucionais.
d) os investimentos exclusivos na política de bem-estar social, expressos nos assentamentos dos Sem-Terra e na Ação da Cidadania Contra a Fome, privilegiando a redistribuição de renda e a permanência do homem no campo.
e) a valorização das organizações dos trabalhadores, visando construir parcerias na luta
contra o desemprego.

Questão 153. PUC-RS
A vitória de Fernando Henrique Cardoso nas eleições presidenciais de 1994 teve como fator decisivo a:
a) adoção de uma política eficaz de controle da natalidade, visando a conscientizar parcela da população menos favorecida.
b) redução da criminalidade no campo, devido ao programa de reforma agrária que prevê tolerância em relação à invasão de terras improdutivas no país.
c) política externa de importação de produtos do Mercosul, com o objetivo de reduzir as
taxas alfandegárias, resultando em preços mais atrativos no mercado brasileiro.
d) implantação do Plano Real, que criou uma moeda estável no país após décadas de inflação.
e) queda do desemprego devido à adoção do plano de estatização e intervenção reguladora do Estado na economia.

Questão 154. Unicamp-SP
Em uma entrevista à revista Veja (agosto de 2000), o sociólogo Ary Dillon Soares fez as seguintes declarações sobre pobreza e criminalidade:
A relação entre pobreza e crime não é automática. Se assim fosse, Teresina, a capital mais pobre do país, seria infinitamente mais violenta que São Paulo, a mais rica.
A criminalidade é decorrente de uma soma de fatores, em que se inclui a desigualdade social, mas também a disseminação das drogas, o tráfico de armas, a desagregação familiar, o nível educacional baixíssimo e a divinização do consumo.
Também está provado que quanto mais educado, menos violento e menos vitimado é o
cidadão.
a) A partir do texto acima, identifique um argumento contrário ao estabelecimento de uma relação automática entre crime e pobreza.

b) De que modo as transformações econômicas e sociais ocorridas no Brasil a partir da
década de 60 explicam os quatro fatores sublinhados no texto?

Questão 155. UFMT
No dia 28 de agosto de 1999, o Brasil comemorou os vinte anos da aprovação da lei da anistia aos implicados em crimes políticos durante o regime militar no país. Sobre o assunto, julgue os itens como verdadeiros ou falsos.
( ) Durante a presidência de Ernesto Geisel, o primeiro presidente civil brasileiro, foi concedida tal prerrogativa aos exilados políticos.
( ) Desde 1974, entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil – OAB vinham pressionando o governo brasileiro no sentido da aprovação da lei da anistia integrando um amplo movimento de luta contra a ditadura.
( ) Além das pressões internas, como a manifestação pública que reuniu mais de 20.000 pessoas em 1979 no Rio de Janeiro, pressões externas, como a política de direitos humanos dos Estados Unidos, contribuíram para a aprovação dessa lei.
( ) O projeto aprovado pela ampla maioria do Congresso Nacional previu anistia ampla, geral e irrestrita, porém deixou de fora os torturadores e autores de fraude eleitoral, exatamente como previa o projeto das oposições.

Questão 156. UFRRJ
“Com 105 votos a mais do que os 336 necessários, a Câmara aprovou ontem o pedido de Impeachment do Presidente Collor, (...) mesmo após a conclusão da CPI sobre Paulo César Faria, o PC. (...)
A votação foi acompanhada por multidões que ocuparam ruas e praças das principais cidades do país, festejando, voto a voto, o afastamento do Collor.”
Jornal do Brasil. Rio: 30/09/92. p. 1.
O afastamento de Fernando Collor se deu entre outros motivos pela:
a) oposição externa à sua política econômica.
b) inexistência de composição com a oposição.
c) denúncia de corrupção no interior de seu governo.
d) alta inflação, apesar do confisco da poupança.
e) adoção pelo presidente de uma política neoliberal.

Questão 157. UCBA
“Quando saí do Nordeste
Não pense que estava feliz
Saí porque fui excluído
E o sistema não me quis.
E digo, não saí só
Outros vieram também
Procurando oportunidades
Que no Nordeste não tem.
O latifúndio nos oprime
E as oligarquias também
E empurram os nordestinos
Para o mundo de ninguém.”
A interpretação desses versos, associada aos conhecimentos sobre o Nordeste e a história
brasileira permitem afirmar como verdadeiro ou falso:
( ) Os fenômenos naturais são as principais causas das migrações nordestinas.
( ) O movimento destacado nos versos corresponde à migração pendular.
( ) O passado colonial, a estrutura fundiária e a política governamental estão entre os fatores responsáveis pela situação referida nos versos.
( ) A atuação das oligarquias, em muitas áreas dessa região, tem contribuído para uma menor participação do Nordeste no processo produtivo nacional.
( ) A estagnação econômica dessa região, no início do século XX, provocou a emigração de nordestinos para a Amazônia e para a Região Sudeste, onde se desenvolviam, respectivamente, a extração da borracha e a cultura do café.
( ) Os movimentos migratórios são comuns na história brasileira desde o Período Colonial, a exemplo do aumento demográfico provocado pelas migrações resultantes da
exploração mineral, que promoveram a ocupação e o povoamento dos territórios do Vale do Rio São Francisco e do interior do Piauí e do Maranhão.

Questão 158. UFSC
Fenômenos ocorridos nas décadas de 1950 e 1980, pelo significado histórico, ainda estão registrados na memória de muitos brasileiros. Entre outros, pode-se mencionar a Bossa Nova, o Cinema Novo, o Tricampeonato Mundial da Seleção Brasileira de Futebol e as passeatas pelas Diretas-Já. Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) nas suas referências a acontecimentos ocorridos no Brasil nas décadas de 1980 e 1990:
(01) A eleição de Tancredo Neves para Presidência da República, cuja morte levou seu
vice José Sarney a assumir as funções de presidente do Brasil.
(02) O Presidente da República José Sarney anunciou ao país o Plano Cruzado, cujas diretrizes provocariam mudanças na economia.
(04) Fernando Collor, também conhecido como “caçador de marajás”, assumiu a Presidência do Brasil. Foi acusado por “crime de responsabilidade”. Julgado em processo de impeachment, teve seus direitos políticos cassados.
(08) Fernando Henrique Cardoso foi eleito presidente da República em 1994, concorrendo pelo PSDB. Reeleito, cumpre atualmente o seu segundo mandato.
(16) O impeachment de Fernando Collor permitiu a posse do seu vice Itamar Franco que, entre outras realizações, foi responsável pela edição do Plano Real.
(32) Enquanto o Senado examinava o processo de Impeachment de Fernando Collor, grupos de jovens saíam às ruas com a cara pintada, tentando garantir sua permanência no cargo.
Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas.

Questão 159. Fatec-SP
O Plebiscito é um recurso constitucional de consulta popular utilizado em muitas democracias. No Brasil sua última ocorrência e tema foram, respectivamente:
a) 1993 — a forma e o sistema de governo.
b) 1984 — a convocação de eleição direta presidencial.
c) 1991 — a ratificação da Constituição de 1988.
d) 1992 — o processo de impedimento (Impeachment) do ex-presidente Collor de Mello.
e) 1963 — a opção entre parlamentarismo e presidencialismo.

Questão 160. Mackenzie-SP
“O desemprego nas áreas metropolitanas cresce, impulsionado por uma selvagem política de redução de custos e de modernização tecnológica posta em prática especialmente no setor industrial. (…) A tendência ao crescimento do trabalho autônomo, precário, de remuneração incerta e baixa se acentua. (…) Em contrapartida assistimos à crescente imobilização do Estado, dilapidado pelas altas taxas de juros, afogado em dívidas, incapaz de levar avante políticas de desenvolvimento ou políticas sociais.”
Fernando A. Novais e João M. Cardoso de Mello.
Esse contexto histórico descreve a economia brasileira no período:
a) da década de sessenta.
b) da República Velha.
c) do Estado Novo.
d) da década de noventa.
e) da década de vinte.

Questão 161. UFPR
“Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.”
Preâmbulo à Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.
Aceitando-se a premissa de que as leis geralmente espelham as idéias e a sociedade de seu tempo, é correto afirmar, acerca das constituições brasileiras, colocando V para as questões verdadeiras e F para as falsas.
( ) A Constituição do Império adotou medidas em harmonia com o ideário conservador da época, que entendia a centralização do poder como condição para se garantir a ordem social e a unidade do Estado nascente.
( ) A despeito de seu caráter conservador, alguns artigos da Constituição de 1824 remetiam a mudanças radicais. Devido às pressões abolicionistas, estabeleceu-se o ano de 1871 como prazo para a extinção definitiva do tráfico de escravos africanos para o Brasil.
( ) O texto da primeira Constituição republicana foi, em grande parte, influenciado pelos ideais do liberalismo político norte-americano. Não por acaso, adotou-se o regime
presidencialista e consagrou-se o federalismo.
( ) A segunda Constituição republicana, promulgada em 1934, preservou o federalismo, o presidencialismo e a independência dos três poderes, introduzindo, como novidade, a legislação trabalhista.
( ) A Constituição de 1937 objetivava basicamente referendar os cânones do liberalismo político norte-americano, em oposição às idéias autoritárias e centralizadoras dos regimes totalitários europeus.
( ) Os textos constitucionais de 1967 e 1969 representavam o pensamento dos militares e dos grupos políticos conservadores, pois incorporaram boa parte dos atos institucionais autoritários e antidemocráticos editados nos anos iniciais do regime militar.

Questão 162. Fuvest-SP
Sobre os últimos 50 anos no Brasil, é possível afirmar que:
a) cresceu a população das cidades, desapareceu a dependência econômica e acentuou-se o preconceito racial.
b) progrediu a tendência ao federalismo, a Igreja Católica perdeu seu poder e foram raras as crises econômicas.
c) aumentou o setor de serviços, houve significativo êxodo rural e a condição da mulher
transformou-se.
d) melhorou a pesquisa científica, a economia atingiu patamares de primeiro mundo e a
tecnologia alcançou a maioria da população.
e) avançou a reforma agrária, a renda nacional passou a ser melhor distribuída e aumentou o protecionismo à produção nacional.

Questão 163. Fuvest-SP
Sobre a política indigenista do governo brasileiro no século XX, é possível afirmar que ela
a) concedeu emancipação jurídica aos indígenas, equiparando-os durante todo o período
aos cidadãos brancos.
b) criou vários serviços de proteção ao silvícola, permitindo que fossem dirigidos pelos
próprios grupos indígenas.
c) enviou expedições oficiais para contato com grupos indígenas, comandadas por membros da Igreja Católica.
d) preocupou-se com a demarcação de terras indígenas, sem conseguir protegê-las de invasores brancos.
e) copiou a política dos Estados Unidos, já que a situação dos indígenas, nos dois países, tem sido muito semelhante.




GABARITO: questão 1: D - questão 2: B - questão 3: D - questão 4: C - questão 5: - questão 6: B - questão 7: C - questão 8: D - questão 9: B - questão 10: A - questão 11: A - questão 12: E - questão 13: C - questão 14: B - questão 15: D - questão 16: A - questão 17: B - questão 18: 19 - questão 19: D - questão 20: B - questão 21: A - questão 22: D - questão 23: C - questão 24: B - questão 25: B - questão 26: A - questão 27: D - questão 28: A - questão 29: D - questão 30: A, F - questão 31: B - questão 32: E - questão 33: A - questão 34: A - questão 35: D - questão 36: C - questão 37: E - questão 38: A - questão 39: A - questão 40: B - questão 41: - questão 42: A - questão 43: - questão 44: B - questão 45: D - questão 46: C - questão 47: C - questão 48: B - questão 49: E - questão 50: 12 - questão 51: E - questão 52: B - questão 53: B - questão 54: D - questão 55: E - questão 56: E - questão 57: C - questão 58: B - questão 59: C - questão 60: A - questão 61: C - questão 62: A - questão 63: E - questão 64: A - questão 65: C - questão 66: D - questão 67: D - questão 68: C - questão 69: A - questão 70: A - questão 71: A - questão 72: E - questão 73: A - questão 74: C - questão 75: A, D, E - questão 76: A - questão 77: 30 - questão 78: 3 - questão 79: 11 - questão 80: B - questão 81: A - questão 82: 34 - questão 83: 19 - questão 84: 56 - questão 85: C - questão 86: C - questão 87: 19 - questão 88: A, B, D, E - questão 89: E - questão 90: A, B, D - questão 91: B - questão 92: B, C, D - questão 93: C - questão 94: E - questão 95: A - questão 96: 35 - questão 97: A - questão 98: C - questão 99: C - questão 100: E - questão 101: B - questão 102: D - questão 103: 5 - questão 104: C - questão 105: D - questão 106: C - questão 107: C - questão 108: D - questão 109: B - questão 110: A - questão 111: C - questão 112: B - questão 113: C - questão 114: E - questão 115: A, B, C, E - questão 116: A, B, E - questão 117: D - questão 118: C - questão 119: B - questão 120: D - questão 121: E - questão 122: B - questão 123: D - questão 124: 13 - questão 125: A - questão 126: C - questão 127: C - questão 128: B - questão 129: A - questão 130: C - questão 131: D - questão 132: D - questão 133: A, B, D, E - questão 134: D - questão 135: D - questão 136: B - questão 137: C - questão 138: A - questão 139: E - questão 140: E - questão 141: E - questão 142: C - questão 143: A - questão 144: B - questão 145: E-E-C-E - questão 146: B - questão 147: A - questão 148: B - questão 149: a) Trata-se do MST (Movimento dos Sem-Terra). b) Trata-se da chamada Revolta do Contestado, ocorrida nas regiões limítrofes entre os estados do Paraná e Santa Catarina. - questão 150: V-V-F-V-F - questão 151: A - questão 152: C - questão 153: D - questão 154 a) A relação entre pobreza e crime não é automática, pois se fosse assim, Teresina, a capital mais pobre do país, seria infinitamente mais violenta que São Paulo, a mais rica. b) O modelo econômico adotado pelos governos brasileiros a partir da década de 60 (sobretudo no Período Militar) promoveu um processo brutal de concentração de renda, sobretudo nos grandes centros urbanos do Sudeste. Essa concentração de renda e de pessoas associada a poucos investimentos na área de educação explicam os fatores sublinhados no texto. - questão 155: F-V-V-F - questão 156: C - questão 157: F-F-V-V-F - questão 158: 31- questão 159: A - questão 160: D - questão 161: V F V V F V - questão 162: C - questão 163: D

5 comentários:

Anônimo disse...

Ameiiii o blog. Assuntos bem explicados e não prolixos!!!

Vivi disse...

Onde está o gabarito dessa questões?

Vivi disse...

kkkkkk.... agora achei...

Anônimo disse...

A questão 17 está realmente correta?
O presidente Collor foi eleito em 1985?
Acredito que não seja o item B o correto, mais sim o item D.

Wanderley Gomes de Souza disse...

A questão 17 pede a resposta INCORRETA. Portanto, a alternativa a ser marcada é mesmo a letra B.

Postar um comentário