CRASE



Conceito - Crase é a fusão ou contração de dois fonemas idênticos (aa) em um só (à) ( preposição a com o artigo definido feminino a ) ou com determinados pronomes femininos iniciados pela vogal a.

Emprego do acento indicativo de crase

Regra Geral

O acento grave será usado sempre que o termo regente exigir a preposição a posposta e o termo regido admitir o artigo feminino a, as anteposto.

Uso obrigatório do acento grave

1- Em locuções adverbiais, prepositivas e conjuntivas que tenham como núcleo o substantivo feminino:
à noite, à tarde, à esquerda, às pressas, à toa, às vezes, etc.
à vista de, à roda de, à semelhança de, à custa de, à beira de, etc.
-> Quando há alguma atração musical no intervalo, os alunos saem rindo à toa.
-> À medida que ela cantava, o encantamento do público adolescente aumentava.

2- Diante dos pronomes demonstrativos aquele(s), aquela (s), aquilo, sempre que forem antecedidos por verbos que regem a preposição a.
-> O povo não deve submeter àquele tipo de político corrupto.
-> O eleitor referia-se àquela candidata.

3- Diante de palavras em que estão subentendidas as expressões à moda de, à maneira de ou palavras como faculdade, universidade, empresa, companhia, mesmo que seja diante de palavras masculinas:
-> Depois de um dia exaustivo de trabalho foi comer um arroz à grega.
-> Preparou o almoço bifes à milanesa.
-> Refiro-me à UFRJ.

4- Diante de nomes de lugares (topônimos) que sejam determinados pelo artigo.
-> Estamos preparados para ir à Bahia.
OBS: Os nomes de lugar que normalmente não admitem artigo ( como Paris, Sergipe, Curitiba, Portugal, etc), passam a exigi-los se seguidos de um termo especificador.
-> Fiz uma viagem a Curitiba.
-> Fiz uma viagem à Curitiba de minha infância.

5- Diante de numerais, apenas quando houver referencia a horas.
-> A novela começará às sete horas.

Não ocorre crase

1- Diante de verbos.
2- Diante de palavras masculinas
3- Diante de artigo indefinido, mesmo que feminino.
4- Diante de pronomes que repelem o artigo.
5- Diante da palavra casa quando ela significar lar, domicilio, e não vier acompanhada de adjetivo ou locução adjetiva.
6- Diante da palavra terra quando a palavra significa '' terra firme'', em oposição a mar.
7- Em locuções formadas por palavras repetidas: gota a gota, frente a frente, dia a dia, etc.
8- Diante de substantivos próprios que não admitem artigo.
OBS: Se o nome próprio geográfico aparecer modificado por um adjunto adnominal, ocorrerá a crase.
-> Fui em passeio turístico à Roma dos deuses.
Os pronomes senhora, senhorita, dina e madame admitem artigo. Logo, coloca-se o acento grave no a que os antecede.
-> Levarei flores à Senhora Ana.
9- Quando a preposição estiver no singular seguida de um substantivo no plural.

A crase é facultativa ou opcional nestes casos:

1- Diante de pronomes possessivos femininos no singular.
-> Estive à ( ou a) sua procura.
2- Diante de substantivos próprios femininos.
-> Nada do que ele pudesse fazer agradaria a ( ou à ) Joana.
3- Depois da preposição até.
-> Desesperado como estava, precipitou-se até a ( ou à ) porta e disse que até a ( ou à ) meia-noite estaria de volta.

Se houver dúvidas quanto ao uso da crase?
a) Substitui-se a palavra feminina por uma masculina. Se ocorrer ao ( ou aos) na substituição a crase será confirmada.
b) Com nomes geográficos, substitui-se o verbo da frase pelo verbo voltar. Se resultar a expressão voltar da, confirma-se-á a ocorrência da crase.

COMPARTILHAR:

+1

3 Responses to "CRASE"

  1. que isso !!! seu vício é o único que faz o bem ... continue viciado assim, nós precisamos de vocÊs!rsrsrs

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Projeto Calouro Indica