Simulado Genética

01. (COVEST) Quando dois genes estão em um mesmo cromossomo, existe uma ligação gênica. A taxa de recombinação entre eles dependerá do quanto estiverem afastados um do outro, no cromossomo. A esse propósito, analise a figura e as afirmações feitas a seguir.

I II

0 0 – A frequência de recombinação entre os locos A e B é de aproximadamente 17%.

I 1 – A probabilidade do aparecimento de um indivíduo AB//ab, a partir do cruzamento acima indicado, é de aproximadamente 42%.

2 2 – Se, em l00% das células germinativas da fêmea, ocorrer permutação entre os locos A e B, cada tipo de gameta recombinante (Ab e aB) aparecerá com frequência de 25%.

3 3 – Se, em 50% das células produtoras de gametas, ocorrer permutação entre os locos A e B, os gametas não recombinantes e os recombinantes surgirão nas proporções esperadas de 1:1:1:1.

4 4 – Considerando o cruzamento ilustrado na figura, pode–se inferir que ocorreu permutação (ou crossing-over), em 8,5% das células formadoras de gametas.

02. (UNIPAC) Analise o heredograma abaixo onde os símbolos escuros representam caso de eritroblastose fetal:

Sendo que as pessoas Rh+ são de genótipo DD ou Dd e as Rh- são dd, e considerando que a mulher nunca recebeu transfusões de sangue ou teve outros filhos, marque a opção correta:

a) I.1 – Dd; II.1 – Dd; II.4 – dd.

b) I.1 – DD; I.2 – Dd; II.4 – Dd.
c) I.2 – Dd; II.1 – dd; II.3 – Dd.

d) II.1 – dd; II.2 -Dd; II.3 – Dd.

03. (PUC-RIO) Durante o nascimento de uma criança, foi detectado que ela havia desenvolvido uma doença chamada eritroblastose fetal. Em relação ao tipo sanguíneo relativo ao sistema Rh da família desta criança, podemos afirmar que:

a) o pai e a mãe são Rh+, e o filho, Rh-.

b) o pai e a mãe são Rh-, e o filho, Rh+.

c) o pai é Rh+, a mãe Rh-, e o filho, Rh+.

d) o pai é Rh+, a mãe Rh-, e o filho, Rh-.

e) o pai, a mãe e o filho são Rh-.

04. (UEL) Na espécie humana, a miopia e a habilidade para a mão esquerda são caracteres condicionados por genes recessivos que se segregam de forma independente. Um homem de visão normal e destro, cujo pai tinha miopia e era canhoto, casa-se com uma mulher míope e destra, cuja mãe era canhota. Qual a probabilidade de esse casal ter uma criança com fenótipo igual ao do pai?

a) 1/2.

b) 1/4.

c) 1/8.

d) 3/4.

e) 3/8.

05. (UFMG) A cor da raiz da cenoura é controlada por um par de genes autossômicos. O gene B é responsável pela cor branca e seu alelo recessivo, pela cor amarela. Um agricultor colheu 20.000 sementes de uma população panmítica, que se cruza ao acaso, das quais 12.800 desenvolveram plantas com raízes brancas. A partir dessas informações pode-se afirmar que:

a) a frequência do gene para coloração amarela é de 36% nessa população.

b) a frequência de heterozigotos nessa população é de 24%.

c) a frequência de plantas com raízes amarelas será de 64% se a população se mantiver em equilíbrio.

d) a probabilidade de formação de gametas B é de 80% nessa população.

e) a probabilidade de ocorrência de homozigotos nessa população é de 52%.

06. (UFMG) Observe a figura que se refere à determinação do grupo sanguíneo ABO.

Com base nas informações contidas nessa figura e em seus conhecimentos sobre o assunto, pode-se afirmar que:

a) Indivíduos do tipo determinado em 2 formam os dois tipos de antígenos.

b) Crianças dos grupos A e O podem nascer da união de indivíduos dos tipos determinados em 1 e 4.

c) Indivíduos do tipo determinado em 3 podem ter genótipos IBIB ou Ibi.

d) Indivíduos do tipo determinado em 4 podem doar sangue para 1 e 3.

e) Indivíduos do tipo determinado em 1 podem receber sangue de todos os outros tipos.

07. (UPE) Eritroblastose fetal ou doença hemolítica do recém-nascido (DHRN) é uma doença que destrói as hemácias do feto. Uma mulher teve dois filhos, sendo que o primeiro nasceu normal e o segundo apresentando a DHRN. Assinale a alternativa que justifica o fato descrito acima.

PAIMÃE1º FILHO2º FILHO
aRhRh+Rh-Rh+
bRh+Rh+Rh+Rh+
cRhRh-Rh+Rh+
dRh+Rh-Rh+Rh+
eRh+Rh-Rh-Rh+

08. Dois caracteres com segregação independente foram analisados em uma família: grupos sanguíneos do sistema ABO e miopia. A partir dessa análise, obtiveram-se os seguintes dados:

- 1, 2 e 3 pertencem ao grupo 0.

- 4 pertence ao grupo AB.

- 4 e 5 são míopes.

Qual a probabilidade de o casal 5-6 ter uma criança do grupo sanguíneo 0 e míope.?

a) 1/16.

b) 1/8.

c) 1/4.

d) 1/2.

e) 3/4.

09. (COVEST) Qual a probabilidade de um casal de mulato médio (SsTt), vir a ter um filho branco e outro preto?

a) 6,25% para ter um filho branco: 6,25% para ter um filho preto.

b) 6,25% para ter um filho branco: 11,11% para ter um filho preto.

c) 50% para ter um filho branco: 50% para ter um filho preto.

d) 25% para ter um filho branco: 25% para ter um filho preto.

e) 75% para ter um filho branco: 25% para ter um filho preto.

10. (UPE) Do cruzamento de um indivíduo homozigoto para os genes a e b com um indivíduo, também homozigoto, para os genes A e B, obteve-se uma geração que, retrocruzada com o parental duplamente recessivo, resultou nos seguintes descendentes:

Com base nos dados acima, pode-se afirmar que a taxa de recombinação entre a e b é de:

a) 10%.

b) 20%.

c) 5%.

d) 0,5%.

e) 0,25%.

11. Na genealogia a seguir, os indivíduos assinalados com preto apresentam uma anomalia, enquanto os brancos são normais. Trata-se de uma herança autossômica clássica, sem variações de expressividade e penetrância.

Analisando essa genealogia, é correto afirmar.

I II

0 0 – Todos os indivíduos afetados são heterozigotos.

1 1 – Todos os indivíduos normais são homozigotos.

2 2 – Com certeza, apenas os indivíduos 1 e 2 são heterozigotos.

3 3 – Apenas os indivíduos 1, 2 e 6 são heterozigotos.

4 4 – Apenas os indivíduos 3 e 4 são homozigotos.

12. (FAFEOD-MG) Analise o heredograma e assinale a opção incorreta:

a) A característica afetada é condicionada por um gen autossômico recessivo, o que pode ser confirmado pelo casal I1 e I2 e sua prole.

b) A probabilidade de o indivíduo II2 ser homozigoto é idêntica à probabilidade de I1ser heterozigoto.

c) A probabilidade de II4 ser heterozigoto é igual a 1/2 e de II3 ser homozigoto é igual a 1/4.

d) Caso IV3 se case com um indivíduo de genótipo idêntico ao do seu avô paterno, a probabilidade de nascer uma menina afetada é igual a 1/2.

e) Caso IV1 se case com um indivíduo heterozigoto, a probabilidade de nascer um menino afetado é igual a 1/12.

13. (PUC-PR) Analisando o heredograma a seguir, conclui-se que dois dos dez indivíduos são vítimas de uma anomalia causada pela ação de um gene recessivo. Assinale a opção que contém os números que representam indivíduos cujos genótipos não se pode determinar:

a) 1, 2, 3, 5 e 6.

b) 5, 6 e 7.

c) 3, 8 e 10.

d) 1, 2, 5, 6, 7, 8 e 10.

e) 7, 8 e 10.

14. (MEDICINA-TAUBATÉ) Qual a probabilidade de que uma família com 4 crianças seja constituída, respectivamente, de:

I. Quatro meninos?

II. Dois meninos e duas meninas?

III. Quatro meninas?

a) I = 1/16; II = 3/8; III = 1/16.

b) I = 3/8; II = 1/16; III = 3/8.

c) I = 1/8; II = 1/16; III = 1/8.

d) I = 1/16; II = 1/8; III = 1/16.

e) I = 1/16; II = 1/4; III = 1/16.

15. (MACK) Uma pessoa recebeu transfusão de sangue e morreu em consequência dessa transfusão. Seu pai é do grupo sanguíneo AB, sua mãe é do grupo sanguíneo Ahomozigota. A pessoa pertence ao grupo sanguíneo ……… e recebeu sangue do tipo ……… . Assinale a alternativa que preenche adequadamente as lacunas.

GRUPO SANGUÍNEODO RECEPTORSANGUE RECEBIDO
aAB ou AB
bBA ou B
cABA ou O
dABB ou O
eOAB ou O

16. (PUC-SP) Para responder esta questão use os gráficos a seguir, onde estão representadas as frequências genotípicas relativas à anemia falciforme (siclemia) de duas populações negroides. A população A habita a África Central, onde a incidência de malária é elevada. A população B habita os Estados Unidos, onde a doença está praticamente erradicada.

As frequências do gene S nas populações A e B são, respectivamente, de:

a) 36% e 90,25%.

b) 40% e 90,25%.

c) 405 e 95%.

d) 60% e 99,5%.

e) 60% e 95%.

17. (PUC-MG) Em um hospital nasceram 3 crianças (Maria, José e Carlos), que foram misturadas no berçário. As crianças e as famílias: Palmeira, Furquin eMadureira tiveram seus sangues tipados para o sistema ABO. Os dados encontram-se nos quadros abaixo:

FAMÍLIATIPOS DE SANGUE
PalmeiraPaiGrupo A
MãeGrupo B
FurquimPaiGrupo O
MãeGrupo A
MadureiraPaiGrupo AB
MãeGrupo A
CRIANÇAS
MariaGrupo O
JoséGrupo A
CarlosGrupo AB

Após análise, o médico fez cinco afirmações. Em qual delas ele cometeu um engano?

a) Maria só pode pertencer à família Furquin.

b) Carlos não pode pertencer à família Furquin.

c) José pode pertencer às famílias Furquin, Palmeira e Madureira.

d) Os dados não permitem determinar, com certeza, a paternidade das três crianças.

e) Carlos pode pertencer à família Palmeira ou Madureira.

18. (UFC) No heredograma adiante, a criança II-1 tem fibrose cística, uma doença causada por um alelo recessivo autossômico. As probabilidades de que sua irmã (II-2) não afetada seja carreadora ou não carreadora da fibrose cística são, respectivamente:

a) zero, 1/4.

b) 1/4, 1/2.

c) 1/4, 1/4.

d) 1/2, 1/4.

e) 1/2, 2/2.

19. (UPE) A Drosophila melanogaster tem sido um modelo biológico muito utilizado pela genética clássica e pela molecular para compreensão dos modos de herança. Dentre os genes mapeados desse organismo, suponhamos que os genes para cor do corpo e tipo de asa estejam localizados no cromossomo 2, distantes um do outro a 18 unidades de recombinação. A cor cinza do corpo é condicionada pelo alelo dominanteP, e a cor preta, pelo alelo recessivo p. A asa longa é condicionada pelo alelo dominante V, e a asa vestigial, pelo alelo recessivo v. Considerando esses dados, verifique seus conhecimentos sobre genes ligados, analisando as proposições.

I. Uma fêmea de corpo cinza e asas longas, em que um dos parentais tinha corpo cinza e asas longas, e o outro tinha corpo preto e asas vestigiais, sendo fecundada por um macho duplamente recessivo para essas características, terá 9% de probabilidade de ter moscas de corpo cinza e asas vestigiais.

II. Uma fêmea duplamente heterozigota e que porta os genes em posição trans, poderá originar dois tipos de gametas recombinantes nas seguintes proporções: 9% PV e 9% pv.

III. Uma fêmea de genótipo Pv/pV, durante a gametogênese, não havendocrossing-over, poderá dar origem a quatro tipos de gameta nas seguintes proporções: 25% PV; 25% pv; 25% Pv; 25% pV.

IV. Estimando-se que um terceiro gene (A) esteja localizado a 3 unidades de recombinação do gene P e a 21 unidades de recombinação do gene V, deduz-se que a frequência de permutação entre os genes A e V será de 24%.

Assinale a alternativa que apresenta as proposições corretas.

a) apenas I e II.

b) apenas I e IV.

c) apenas III e IV.

d) apenas II e III.

e) I, II, III e IV.

20. (UFMG) Os indivíduos albinos não possuem melanina – pigmento responsável pela cor e proteção da pele – e, por isso, são muito sensíveis à luz solar. Nesse esquema, está representada parte da via biossintética para a produção desse pigmento:

Com base nesse esquema e em outros conhecimentos sobre o assunto, é incorreto afirmar que:

a) a ausência da Enzima 1 resulta em um aumento da concentração de tirosina.

b) casamentos entre indivíduos albinos podem gerar descendentes com melanina.

c) diferentes genótipos podem dar origem ao albinismo.

d) indivíduos AABB formam gametas do tipo AA e BB.

21. (COVEST) Fernando, que é do tipo sanguíneo A e filho de pais AB, teve com sua esposa Rosa, um filho de tipo sanguíneo A. Sabe-se que Rosa – que é filha de pais do tipo sanguíneo B - tem avós paternos AB e A, e avós maternos do tipo sanguíneo AB. Com bases nesses dados, analise as proposições abaixo.

I II

0 0 – Fernando é, seguramente, homozigoto IAIA.

1 1 – A mãe de Rosa é, com certeza, homozigota IBIB.

2 2 – Rosa é heterozigota IBi obrigatoriamente e, portanto, do grupo sanguíneo B.

3 3 – Rosa recebeu um alelo IB de sua mãe, porém não o transmitiu a seu filho, que é do grupo A.

4 4 – Sendo a avó paterna de Rosa do grupo A, ela tem 50% de chance de ser homozigota IAIA e 50% de chances de ser heterozigota IAi.

22. (UFT) Durante a gametogênese humana, uma célula diplóide é capaz de originar quatro células filhas haplóides. A figura a seguir representa um par de cromossomos homólogos de uma célula gamética (2n). Avalie as assertivas a seguir e marque a opção incorreta:

a) Os genes “A” e “b” são considerados ligados, ou em linkage, por se situarem em um mesmo cromossomo.

b) Na prófase da primeira divisão meiótica pode ocorrer permuta genética e se os gametas formados forem 50% do tipo A-b e 50% do tipo a-B, pode-se afirmar que estes genes estão em linkage completo.

c) A segunda Lei de Mendel torna-se inválida para genes que estão ligados, ou emlinkage, uma vez que as características não se transmitem de forma independente.

d) Considerando que a distância entre os dois loci apresentados é de 20 unidades, os gametas serão formados nas seguintes proporções: 40% Ab, 10% AB, 10% ab e 40% aB.

e) A taxa de recombinação entre os genes “A” e “B” independe da distância entre osloci gênicos no cromossomo.

23. A doença de von Willebrand, que atinge cerca de 3% da população mundial, tem causa hereditária, de natureza autossômica dominante. Essa doença se caracteriza pela diminuição ou disfunção da proteína conhecida como fator von Willebrand, o que provoca quadros de hemorragia. O esquema abaixo mostra o heredograma de uma família que registra alguns casos dessa doença.

Admita que os indivíduos 3 e 4 casem com pessoas que não apresentam a doença de von Willebrand. As probabilidades percentuais de que seus filhos apresentem a doença são, respectivamente, de:

a) 50 e 0.

b) 25 e 25.

c) 70 e 30.

d) 100 e 50.

24. (COVEST) O avanço nas técnicas de diagnóstico de doenças genéticas tem levado algumas pessoas a realizar procedimentos radicais para prevenir o aparecimento dos sintomas, como, por exemplo, a extração cirúrgica das mamas para evitar o câncer. A propósito desse tema, analise o que é afirmado abaixo.

I II

0 0 – As pessoas podem carregar em seus genótipos alelos recessivos deletérios; mas esses somente se manifestam quando em condição de homozigose.

1 1 - Casamentos entre parentes de primeiro grau podem produzir anormalidades genéticas, pois o casal tem maior chance de possuir um mesmo alelo deletério.

2 2 – O diagnóstico de alelos recessivos, em condição heterozigótica para anemia falciforme, em ambos os componentes de um casal, geralmente os encoraja a ter filhos após o aconselhamento genético.

3 3 – Se um alelo deletério é dominante, mas apenas a homozigose leva o indivíduo à morte, esse alelo comporta-se como um “alelo letal recessivo” na determinação da sobrevivência.

4 4 – A probabilidade de um casal não aparentado, ambos heterozigóticos para um alelo recessivo deletério, ter filhos com alguma doença associada a esse gene é 0%.

25. (UFAL) Em galináceos, foram observados quatro tipos de cristas: rosa, ervilha, simples e noz. Quando aves homozigóticas de crista rosa foram cruzadas com aves de crista simples, foram obtidas 75% de aves com crista rosa e apenas 25% com crista simples. Do cruzamento de aves homozigóticas de crista ervilha com aves de crista simples foram obtidas 75% de aves com crista ervilha e apenas 25% com crista simples. Quando aves homozigóticas de crista rosa foram cruzadas com aves homozigóticas de crista ervilha, todos os descendentes F1 apresentaram um novo tipo de crista, o tipo noz. Na F2, produzida a partir do cruzamento de indivíduos F1, foi observado que, para cada 16 descendentes, nove apresentavam crista noz, três, crista rosa, três, crista ervilha e apenas um apresentava crista simples. Esses dados indicam que, na herança da forma da crista nessas aves, tem-se um caso de:

a) Pleiotropia, em que quatro alelos de um loco estão envolvidos.

b) Interação gênica entre alelos de dois locos distintos.

c) Epistasia dominante e recessiva.

d) Herança quantitativa.

e) Alelos múltiplos.

26. (UEPG) Sobre grupos sanguíneos, descobertos há pouco mais de cem anos, que geneticamente detém caráter mendeliano, assinale o que for correto.

I II

0 0 – Pessoas do grupo sanguíneo O não apresentam anticorpos no soro.

1 1 – O sangue naturalmente contém antígenos, também chamados de aglutinogênios, e anticorpos ou aglutininas, ambos determinados geneticamente. Portanto, os anticorpos dos grupos sanguíneos já estão presentes no soro, independentemente de ter havido ou não entrada de antígeno por meio de transfusão.

2 2 – As pessoas do grupo sanguíneo AB possuem dois anticorpos no soro, o anti-a e o anti-b. Razão pela qual são consideradas doadoras universais. Esse grupo sanguíneo pode ser amplamente recebido, e com alguns riscos apenas quando são necessárias grandes quantidades de sangue.

3 3 – No soro, pessoas do grupo sanguíneo A possuem anticorpos anti-b. Os indivíduos do grupo sanguíneo B têm no soro, o anticorpo anti-a.

4 4 – A transfusão autóloga é a mais segura, pois o sangue da própria pessoa é coletado previamente, estocado e reinfundido durante ou após a cirurgia.

27. (FATEC-SP) Observe o heredograma a seguir que representa indivíduos albinos(afetados) e com pigmentação normal (normais).

Hélio e Maria vão se casar.

A chance de que o casal tenha uma filha albina, considerando que Maria é filha de pais heterozigotos, é

a) zero.

b) 1/12.

c) 1/8.

d)1/6.

e) 1/4.

28. (COVEST) Na genealogia abaixo são indicados os grupos sanguíneos dos indivíduos 1 e 2 da geração I, e 1, 2 e 3 da geração II, quanto ao sistema ABO.

Qual a probabilidade do nascimento de uma quarta criança e que essa seja do grupo sanguíneo A?

a) 1 / 4.

b) 1 / 2.

c) 1 / 16.

d) 1 / 3.

e) 1 / 8.

29. (UFAL) Sabemos que os casamentos consanguíneos aumentam muito as probabilidades de nascimento de crianças portadoras de defeitos genéticos. Isto é explicado pelo fato de muitas doenças hereditárias serem condicionadas por genes recessivos, ou seja, que somente se expressam quando em dose dupla. Os indivíduos aparentados, por terem genótipos muito semelhantes, têm grandes chances de possuírem genes recessivos para a mesma anomalia. Quanto maior o parentesco, maior essa possibilidade. Analisando a figura abaixo, que apresenta um heredograma que trata do albinismo, anomalia hereditária condicionada por um gene recessivo, e que caracteriza a ausência parcial ou total do pigmento melanina na pele, cabelos e olhos, podemos afirmar:

I. Nos indivíduos 1 – 2 – 3 – 4, o gene para o albinismo está presente, apesar de não se manifestar.

II. Os indivíduos 7 – 10 – 11 – 12 são albinos, apresentando o gene para o albinismo em homozigose.

III. Se o indivíduo 13 casar com um albino, todos seus filhos serão albinos.

Está(ão) correta(s):

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) I e II.

d) I, II e III.

e) II e III.

30. (UEPG) Uma mulher que nunca recebeu transfusão sanguínea dá à luz, numa segunda gravidez, uma criança com eritroblastose fetal. Numa terceira gravidez, nasce uma criança normal. Do que pode ser deduzido dessa família, quanto ao fator Rh, assinale o que for correto.

I II

0 0 – Pode-se dizer, com absoluta certeza, que os netos desse casal não têm probabilidade para apresentar a doença.

1 1 – O primeiro filho é Rh+. Se a mulher nunca havia recebido transfusão, não havia ocorrido uma sensibilização antes das gestações. Assim, ela formou anticorpos na primeira gestação, porém não em concentração suficiente para afetar esse primeiro filho.

2 2 – As duas crianças Rh+ podem ser homozigotas ou heterozigotas.

3 3 – Se o terceiro bebê nasceu sem a doença, isso prova que ele é Rh (rr) e mostra que o pai é heterozigoto (Rr).

4 4 – Que a mãe é Rh (rr) e o segundo filho, que tem a doença, é Rh+ como o pai. Pode-se afirmar essa informação com propriedade, pois é a única situação em que ocorre a eristoblastose fetal.

31. (COVEST) Um geneticista estabeleceu o heredograma para uma determinada doença hereditária, cujo diagrama, mostrando os indivíduos afetados, é representado abaixo.

Esse diagrama representa:

I II

0 0 – O modelo de herança recessiva ligada ao cromossomo X.

1 1 – Um modelo de herança idêntico ao do albinismo.

2 2 – Um modelo de herança idêntico ao da cegueira para cores, conhecida como daltonismo.

3 3 – A característica passada de geração a geração, de pai para filha e mãe para filha, típica daquelas não vinculadas aos cromossomos X e Y.

4 4 – O modelo de herança autossômica recessiva.

32. (COVEST) Na elaboração de mapas genéticos, utiliza-se o teste dos três pontos. Para isso, são avaliadas as frequências das classes fenotípicas na descendência de cruzamento entre indivíduos heterozigóticos (ABC//abc), para três locos ligados, e indivíduos homozigóticos recessivos (abc//abc), para os mesmos locos (cruzamento teste). Tomando por base os dados fornecidos no quadro abaixo, analise as proposições seguintes.

DESCENDÊNCIA

Fenótipos

Genótipos inferidos

Frequência observada

1

ABC

235

2

abc

270

3

Abc

62

4

aBC

60

5

ABc

40

6

abC

48

7

aBc

4

8

AbC

7

I II

0 0 – Os fenótipos 3 e 4 resultaram de recombinação genética entre os locos A e B.

1 1 – A recombinação entre os locos B e C, embora em diferentes frequências, ocorreu nos genótipos 5, 6, 7 e 8.

2 2 – Os fenótipos 7 e 8 resultaram de recombinação genética apenas entre os locosC e B.

3 3 – A sequência dos alelos no cromossomo em questão é A ——-B——-C.

4 4 – No mapa genético, a distância entre os locos A e B é maior que a distância entre os locos B e C.

33. (COVEST) Analise as proposições abaixo, considerando a seguinte situação: Em uma amostra de 100 (cem) espermatogônias, de um organismo genotipicamente (AB//ab), ocorreu permutação meiótica entre os locos A e B, em 20 (vinte) espermatogônias, tendo sido observada uma segregação gamética como ilustrado na figura abaixo.

I II

0 0 – O número de gametas AB deverá ser idêntico ao de gametas ab.

1 1 – A frequência de gametas recombinantes deverá ser igual a de gametas não recombinantes.

2 2 – Trezentos e sessenta gametas não recombinantes são esperados.

3 3 – Vinte gametas recombinantes são esperados no caso descrito.

4 4 – A taxa de recombinação no caso citado é de 10%; logo, os locos A e B distam de 10unidades de mapa.

34. (COVEST) Dois fenótipos de interesse econômico, em milho, são determinados, respectivamente, pelos loci A e B, ambos com dominância completa. Plantas homozigóticas, fenotipicamente (AB), foram cruzadas com plantas de fenótipo (ab). AF1, fenotipicamente (AB), foi retrocruzada com o pai duplo-recessivo, obtendo-se uma F2 como mostrado no quadro. Analise as proposições e assinale a(s) correta(s).

I II

0 0 – Trata-se de um caso de ligação gênica. A geração P é genotipicamente (AB//AB) x (ab//ab).

1 1 – Em 60% das células formadoras de gametas da F1, ocorreu permutação entre os loci A e B.

2 2 – A taxa de recombinação no caso mostrado é de 30%.

3 3 – Os loci A e B distam entre si de 35 unidades de mapa.

4 4 – Em 35% das células gaméticas da F1 ocorreu recombinação.

35. (COVEST) Analise o quadro abaixo e assinale a alternativa que indica a probabilidade de se obter, a partir do cruzamento de indivíduos F1, quatro descendentes, todos de fenótipo cinza.

a) 81/256.

b) 27/64.

c) 1/256.

d) 1/64.

e) 1/1024.

36. (COVEST) Um casal estéril, ela Rh+ (homozigótica) e ele Rh-, decidiu ter um bebê de proveta – a mulher tem atrofia do útero, e o marido produz espermatozoides normais, mas em pequeno número. A mãe de aluguel, que receberá em seu útero o zigoto do casal em questão, já teve quatro filhos, sendo que os dois últimos apresentaram a doença hemolítica dos recém-nascidos. Com base nesses dados, analise as proposições:

I II

0 0 – A probabilidade de o bebê de proveta nascer com a doença hemolítica do recém-nascido é zero, uma vez que sua mãe genética é Rh+ homozigótica.

1 1 – A probabilidade de o bebê apresentar a eritroblastose fetal é zero, uma vez que seu pai genético é Rh-.

2 2 – A probabilidade de esse bebê apresentar a referida doença é zero, uma vez que tal doença ocorre sempre que, num casal, a mãe é Rh- e o pai Rh+.

3 3 – A probabilidade de esse bebê de proveta manifestar a eritroblastose fetal é alta, visto que ele será Rh+.

4 4 – A chance teórica de ocorrência dessa doença hemolítica nesse bebê de proveta é de 50%, posto que a mãe genética é Rh+ e a mãe de aluguel é Rh-.

37. (UPE) Suponha o cruzamento entre 2 indivíduos di-híbridos, cujos genes A e Binteragem para expressar determinada característica conforme as situações consideradas: os alelos “a” e “b” são variantes não funcionais

a) Como os dois pares de genes estão envolvidos para a mesma característica, quatro fenótipos distintos são esperados em todas as situações, obedecendo às proporções 9:3:3:1.

b) Em todas as situações, os genes são aditivos porque contribuem igualmente para a mesma característica.

c) Na situação I, cada um dos alelos tem efeito aditivo para a produção de dois fenótipos, nas proporções 9:7.

d) Na situação II, os genes A e B juntos, produzem fenótipo diferente daquele produzido por cada um dos alelos isoladamente, resultando em 3 fenótipos, nas proporções 4:8:4.

e) Na situação III, o gene A inibe a expressão do gene B, resultando nas proporções fenotípicas 13:3.

38. (UPE) Sabendo-se que o daltonismo tem herança recessiva ligada ao sexo, e o sistema sanguíneo ABO tem herança autossômica condicionada por uma série de alelos múltiplos, analise a genealogia e, em seguida, assinale a alternativa correta. Para interpretação, os símbolos dos indivíduos têm representados, na metade esquerda, o fenótipo para a visão e, na metade direita, o fenótipo para o grupo sanguíneo.

a) Considerando que o pai do indivíduo II5 é daltônico e de sangue tipo O, a probabilidade de que o casal II5 X II6 venha a ter uma criança do sexo masculino, daltônica e de sangue tipo O é 1/16.

b) Os genótipos dos gêmeos monozigóticos e dizigóticos correspondem a XdY ii eXDXd IAi, respectivamente.

c) Em casos de extrema necessidade, o individuo III6 poderá receber sangue dos indivíduos I2, II1, II5, II6 e III5.

d) O indivíduo II1, casando-se com uma mulher daltônica e de sangue tipo AB, terá 1/4 de probabilidade de ter uma criança, do sexo feminino, daltônica e de sangue tipoAB.

e) Os genótipos dos indivíduos III1 e II7 são, respectivamente, XDY IAi e XDXd IAIB.

39. (UFAL) Genealogias ou heredogramas são representações gráficas da herança de uma determinada característica genética, em uma família. Com relação à herança de uma doença genética ilustrada no heredograma abaixo, analise as proposições seguintes.

1. Trata-se de um caráter determinado por alelo recessivo.

2. Os indivíduos I2 e II2 são homozigóticos recessivos.

3. Os indivíduos III4 e III5 são gêmeos univitelinos.

4. Não se tem informação sobre o sexo do indivíduo IV1.

5. Os cônjuges III2 e III3 têm relação de parentesco.

Está(ão) correta(s):

a) 1, 3 e 5, apenas.

b) 2 e 4, apenas.

c) 1, apenas.

d) 1 e 5, apenas.

e) 1, 2, 3, 4 e 5.

40. (UFPEL) A presença de sardas em seres humanos é uma característica hereditária determinada por um par de alelos. As sardas aparecem igualmente em homens e em mulheres, podem ser transmitidas de pai para filho, ocorrem em todas as gerações, e só pessoas com sardas podem ter filhos com sardas (veja no heredograma abaixo).

Sabendo disso, é possível deduzir que:

a) a presença de sardas se deve a um alelo recessivo ligado ao cromossomo Y.

b) a presença de sardas se deve a um alelo recessivo ligado ao cromossomo X.

c) a presença de sardas se deve a um alelo dominante ligado ao sexo.

d) a presença de sardas se deve a um alelo autossômico recessivo.

e) a presença de sardas se deve a um alelo autossômico dominante.

GABARITO

01020304050607080910
VVVFFACEEADCAB
11121314151617181920
FVVFFCCAAEADAE
21222324252627282930
VVVVFEAVVFVFBFVFVVBACFVFVV
31323334353637383940
FVFVVVVFVVVFVFVVVVFFAFFFVFEAEE
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "Simulado Genética"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Projeto Calouro Indica