Pages

 

30 agosto 2011

Exercicios Capitalismo e Socialismo

2 comentários
Questões objetivas

01. (CEFET-2007) Observe o mapa abaixo para responder a questão:
A forma de divisão do mundo representada no mapa tem por base
A) critério ideológico, que se baseia na oposição dos sistemas socialista e capitalista.
B) aspectos culturais e históricos de cada nação, ressaltando a grande colcha de retalhos que é o mundo.
C) aspectos ligados ao poderio militar, ao controle das tecnologias e da qualidade do meio ambiente.
D) critério socioeconômico, onde a fronteira entre os dois mundos não tem caráter estritamente geográfico.

02. (FUVEST-2008) “Há oitenta anos, a Rússia era forte por causa do dinamismo revolucionário do comunismo, incluindo o poder de atração da sua ideologia. Há quarenta anos, a Rússia Soviética era forte por causa do poderio do Exército Vermelho. Hoje, a Rússia de Putin é forte por causa do gás e do petróleo.” (Timothy Garton Ash, historiador inglês, janeiro de 2007).
Do texto, depreende-se que a Rússia
A) manteve inalterada sua posição de grande potência em todo o período mencionado.
B) recuperou, na atualidade, o seu papel de país líder da Europa.
C) conheceu períodos de altos e baixos em função das conjunturas externas.
D) passou de força política, a força militar e desta, a força econômica.
E) conservou, sempre, a sua preeminência graças ao incomparável poderio militar.

03. (ENEM-2006) Os mapas a seguir revelam como as fronteiras e suas representações gráficas são mutáveis.
Essas significativas mudanças nas fronteiras de países da Europa Oriental nas duas últimas décadas do século XX, direta ou indiretamente, resultaram
A) do fortalecimento geopolítico da URSS e de seus países aliados, na ordem internacional.
B) da crise do capitalismo na Europa, representada principalmente pela queda do muro de Berlim.
C) da luta de antigas e tradicionais comunidades nacionais e religiosas oprimidas por Estados criados antes da Segunda Guerra Mundial.
D) do avanço do capitalismo e da ideologia neoliberal no mundo ocidental.
E) da necessidade de alguns países subdesenvolvidos ampliarem seus territórios.

04. (VUNESP-2008) Leia a tirinha e o texto.
A história do ferroviário polonês Jan Grzebski, 65, lembra a do personagem do filme “Adeus, Lênin” (2003): depois de 19 anos em coma, ele acordou em um país bastante diferente daquele em que ele vivia em 1988. Mas, ao contrário da personagem do filme alemão, Grzebski acha o mundo hoje “muito mais bonito” do que aquele sob o comunismo. (Folha de S.Paulo, 05.06.2007)
Com base nos textos abordados, assinale a alternativa correta.
A) As transformações político-econômicas ocorridas nas duas décadas permitiram um mundo mais organizado e homogêneo, sem conflitos militares como aqueles que configuravam na Guerra Fria.
B) As mudanças após a queda do muro de Berlim foram sentidas em países comunistas europeus, pois na Ásia e África persistem disputas geopolíticas e ideológicas entre o capitalismo e o socialismo.
C) Durante a bipolaridade da Guerra Fria, a divisão Leste-Oeste entre socialismo e capitalismo era motivo de inquietação e insegurança em virtude de um possível confronto armado entre as superpotências.
D) As alterações políticas foram acompanhadas por mudanças econômicas, uma vez que partidos políticos considerados de esquerda não conseguiram vencer eleições em nenhum país do mundo.
E) Atualmente o “mundo mais bonito” deve-se ao fato de a globalização ter permitido maior equilíbrio entre as nações, diminuindo as desigualdades sociais, à medida em que aumentou a harmonia política entre as nações.

05. (UFABC-2007) Na comuna de nan yuan …
Considerando a mensagem da charge, é correto afirmar que a sociedade chinesa tinha, na década de 1980, uma
A) economia concentrada nas mãos de grandes proprietários.
B) estrutura agrária baseada na propriedade coletiva da terra.
C) organização política com instituições altamente democráticas.
D) divisão social do trabalho igual à de uma sociedade capitalista.
E) concentração fundiária de acordo com a dos regimes fascistas.


06. (VUNESP-2008) Durante o mundo bipolar, a constituição de alianças militares representadas pela Otan (1949) e pelo Pacto de Varsóvia (1955), exprimiu a vigência das chamadas “fronteiras ideológicas”, separando capitalistas e socialistas no continente europeu. Com o fim da URSS e com o desmoronamento do Bloco do Leste, surgiu a necessidade de redefinir o papel da OTAN na nova ordem mundial. (Folha de S.Paulo. 23.03.2008).
Sobre o novo papel representado pela Otan, após a Guerra Fria, e suas relações com a Rússia pode-se afirmar que:
A) a nova estruturação promoveu a entrada de países da antiga cortina de ferro, formando uma união econômica monitorada por autoridades da Aliança Atlântica, visando adequar suas economias às exigências da organização.
B) atualmente, a Rússia faz parte da Otan como membro efetivo com direito a voto em temas como o terrorismo e o controle da proliferação de armas nucleares, partilhando com os Estados Unidos a hegemonia militar mundial.
C) no século atual, a Otan surge mais politicamente preparada do que militarmente coesa. A hegemonia militar continua sendo exercida pelos Estados Unidos e sua liderança política e interesses nacionais são compatíveis com os dos países europeus e da Rússia.
D) apesar do fim da Guerra Fria a Rússia continua temida e respeitada pelo seu vasto arsenal de armas nucleares, portanto o veto russo a qualquer futura ampliação da Otan aos países que lhe eram contíguos impede que novos candidatos da Europa Central e Oriental sejam admitidos na aliança.
E) a expansão da Otan para o leste europeu desagrada a Rússia e revive períodos de tensão da época da Guerra Fria, uma vez que Moscou vê os avanços em direção ao Leste Europeu como uma ameaça à sua área de influência regional.

07. (UFABC-2009) Na solenidade de abertura dos Jogos Olímpicos, os chineses não mostraram ao público alguns períodos de sua história. Um desses períodos pode ser observado na imagem a seguir.
A imagem faz referência a um momento histórico no qual emergiu um governo que
A) aglutinou diferentes setores da sociedade chinesa na luta pela manutenção das relações sociais dominantes no período colonial.
B) teve como tarefas iniciais derrotar os grandes proprietários de terra e combater o imperialismo na construção do Estado socialista.
C) implantou uma política econômica baseada na idéia de que o mercado garantiria a regulamentação da produção, dos preços e do consumo.
D) organizou um sistema político pluripartidário fundamentado nos ideais defendidos principalmente pelos economistas e intelectuais liberais.
E) favoreceu setores sociais associados à alta burguesia, quando vetou a reforma agrária reivindicada pelos camponeses e operários do país.

08. (UFMT-2008) 1968
O ano das transformações
Foi um ano que, por seus excessos, marcou a humanidade.
As utopias criadas em 68 podem não ter se realizado. Mas
mudaram para sempre a forma como encaramos a vida.
(Amauri Segalla, Época, 07.01.2008)
Um dos acontecimentos internacionais que marcou o referido ano foi
A) a derrota militar dos EUA no Vietnã, forçando o governo norte-americano a retirar suas tropas desse país do Sudeste asiático.
B) o assassinato de Martin Luther King nos EUA, líder do movimento que defendia a luta armada para assegurar os direitos civis dos negros.
C) a Primavera de Praga, uma tentativa de estabelecer um modelo socialista mais liberal na Tchecoslováquia, reprimida pela URSS.
D) o fortalecimento do movimento estudantil na Alemanha Oriental, com a realização de passeatas em favor de sua unificação à parte ocidental.
E) a invasão da Hungria pelas tropas do Pacto de Varsóvia, para impedir que o país saísse do bloco socialista dominado por Stálin.

09. (UERN-2009) O surgimento de uma nova ordem mundial pós-Guerra Fria provocou
A) eliminação do protecionismo no comércio internacional.
B) democratização da tecnologia e diminuição das diferenças norte e sul.
C) expansão do capitalismo no Leste Europeu e na Ásia.
D) rigidez nas fronteiras nacionais.

10. (UFMS-2007) A desativação do Muro de Berlim, em fevereiro de 1989, assinalou o fim do período histórico conhecido como Guerra Fria ou “velha ordem mundial”, dando origem a um novo período histórico que passou a ser chamado de “nova ordem internacional” ou globalização. Sobre algumas das características do período pós-Guerra Fria, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
(001) A Guerra Fria assentava-se na bipartição do espaço mundial entre EUA e URSS. A “nova ordem”
internacional baseia-se num espaço mundial multipolar, com a existência de vários centros de poder.
(002) A “nova ordem” internacional apresenta, como eixo principal, a baixa capacidade econômico-produtiva e tecnológica, o que faz com que a liderança mundial se desloque para regiões da Ásia,
África e América Latina, tradicionalmente marcadas pela reduzida concentração de capitais e escasso domínio técnico-científico.
(004) A “nova ordem” internacional apresenta, como um de seus eixos principais, a alta concentração
econômico-produtiva e tecnológica nos países mais desenvolvidos; por isso nas últimas décadas, esses países se tornaram alvos de fluxos imigratórios provenientes dos países subdesenvolvidos ou em vias de desenvolvimento. Tal fato, combinado à recessão econômica, está na raiz da intolerância política e social com os estrangeiros.
(008) A “nova ordem” internacional baseia-se na reconstituição de um espaço asiático bipolar,
estruturado em torno do conflito entre os Estados Unidos e o mundo islâmico.
(016) A expressão concreta da “nova ordem” internacional está na formação dos chamados blocos
econômicos e geopolíticos, a exemplo da União Européia e do mercado comum da América do Norte (Nafta), cuja organização se dá por meio de uma rede de órgãos mundiais que firmam o poder econômico, político e militar, como FMI, BIRD, ONU e OTAN.
Discursivas.

2 comentários:

Anônimo disse...

Mapas?

Anônimo disse...

Que daibo de mapas e esse

Postar um comentário