Pages

 

28 agosto 2011

Cartografia

0 comentários

O que estudar para a prova de Geografia do ENEM?

Noções de Cartografia

  • Orientação
  • Coordenadas Geográficas
  • Fusos Horários
  • Fusos Horários do Brasil
  • As Estações do Ano
  • Representação Cartográfica
  • Escala
  • A Representação dos Aspectos Físicos e Humanos nos Mapas
  • Documentação Cartográfica

CARTOGRAFIA

Resumo: esta lição tem por objetivo ajudar na compreensão de mapas e suas escalas, bem como o porque de haver mudança de horários em todo mundo, mostrando um pouco sobre as coordenadas geográficas do nosso planeta.

Oriente-se

Se orientar no espaço terrestre, sempre foi uma preocupação do ser humano.

Desde o começo da humanidade, tinha a necessidade de traçar rotas comerciais, rotas de navegação, e daí em diante as necessidades iam aumentando. Por isso, a localização dos fenômenos geográficos sempre foi uma verdadeira necessidade ao homem. Daí entra a cartografia.

Cartografia é a ciência e arte que estuda como preparar, organizar, elaborar e interpretar mapas ou cartas geográficas.

Mapa é uma imagem reduzida dos elementos que constituem certa superfície terrestre. Com um pouco de imaginação e interpretação é possível ler e saber o que o mapa nos apresenta.

Linhas astronômicas

Filósofos gregos chegaram a conclusão de que a Terra é redonda, a partir de observações astronômicas. Foi observado também, os navios que desapareciam no mar em um horizonte uniformemente circular, essa observação também deu base para essa idéia.

Esse fato, é responsável pela existência das diferentes zona climáticas em nosso planeta; seguindo uma lógica: a inclinação com que os raios solares incidem na superfície terrestre aumenta quando nos afastamos do Equador, e portanto, maior será a área aquecida pela mesma quantidade de energia, o que torna as temperaturas mais baixas.

A Terra é inclinada em relação ao seu próprio eixo, seguindo a sua órbita ao redor do Sol.

Essa inclinação e movimentação da Terra trás conseqüências, como, por exemplo, as estações do ano. Por volta de 21 de dezembro, ocorre o solstício de verão no hemisfério sul, pois nessa data ele está recebendo os raios solares perpendicularmente ao Trópico de Capricórnio, e no hemisfério norte está acontecendo o solstício de inverno.

Após 6 meses, por volta de 21 de junho, as posições se invertem, já que o trópico de Câncer que recebe os raios solares perpendicularmente, se tornando o centro da parte da Terra iluminada pelo Sol, assim no hemisfério norte ocorre o solstício de verão.

Entre os dias 21 e 23 de março ou setembro ocorre o que chamamos de equinócio. É quando os raios solares incidem sobre a superfície da Terra perpendicularmente ao Equador. Nessa situação se caracteriza o início da primavera ou outono.

Concluímos que, os raios solares incidem perpendicularmente apenas nos trópicos do planeta.

Uma outra conseqüência da inclinação da Terra, é a diferença do dia e da noite durante o ano. Em dias de solstício de verão, o dia é mais longo e a noite mais curta; em solstícios de inverno temos o dia mais curto que a noite. Nos dias de equinócio, tanto o dia como a noite tem a mesma duração em qualquer parte do planeta, ou seja 12 horas.

Nos círculos polares, existem dias e noites que duram meses. Isto é devido ao fato de que o pólo, seja ele norte ou sul, só irá raiar o dia à medida que o planeta for avançando em seu movimento de translação, e não de rotação.

Coordenadas Geográficas

O nosso planeta é cortado por linhas imaginarias que tem como função localizar qualquer lugar na superfície terrestre. Para isso, foi determinado as coordenadas geográficas, a latitude e longitude.

Latitude

É a distancia, em graus, de qualquer lugar da superfície até o Equador, distancia que varia de 0 a 90° N ou S. Podemos a partir do Equador, traçar círculos paralelos (imaginários), diminuindo de tamanho conforme se afastam para o norte ou para o sul.

Longitude

É a distancia de qualquer lugar da superfície ao meridiano de Greenwich, variando de 0 a 180° para o leste ou para o oeste.

Isto se dá, porque o meridiano 0° divide a Terra em 2 hemisférios, ocidental (oeste) e oriental (leste). O meridiano de 0° passa pelo observatório astronômico de Greenwich, por isso o nome de meridiano de Greenwich. Todos os meridianos tem o mesmo comprimento, pois se encontram nos pólos.

Se você quer encontrar qualquer lugar em nosso planeta, pode fazer isso tendo as coordenadas geográficas. Bem que se for uma rua, é mais fácil ter o mapa da cidade.

Fusos horários

O movimento de rotação da Terra gera o dia e a noite, e também a diferença de horário nos diversos pontos longitudinais da Terra.

O globo terrestre é dividido em 24 pontos longitudinais. Cada ponto corresponde a 1 hora. Assim dividindo os 360° do globo, em 24 horas de duração o resultado é 15°, ou seja, a cada 15° que a Terra gira, passa-se 1 hora. Cada um dos 24 pontos longitudinais corresponde a um fuso horário.

O meridiano de Greenwich é o meridiano de referencia, a partir dele se acertam os relógios, pode ser horas a mais se nos direcionarmos para um fuso horário ao leste, ou horas a menos se mudarmos a um fuso ao oeste. Isto ocorre porque a Terra gira de oeste para leste.

Por exemplo: a hora oficial do Brasil está atrasada 3 horas em relação a Greenwich.


http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/arlindojunior/geografia002.asp




Teste seus conhecimentos -


1 (UFC) A linguagem cartográfica é essencial à geografia. Neste âmbito, considere as afirmações adiante.

I. O mapa é uma reprodução idêntica da realidade.

II. São elementos que compõem os mapas: escala, projeção cartográfica, símbolo ou convenção e título.

III. A escala é a relação entre a distância ou comprimento no mapa e a distância real correspondente à área mapeada.

Considerando as três assertivas, pode-se afirmar corretamente que:

a) apenas I é verdadeira

b) apenas II é verdadeira.

c) apenas III é verdadeira.

d) apenas I e III são verdadeiras.

e) apenas II e III são verdadeiras.



Resposta e


2 (PUCRS) Se duas cidades, A e B, estiverem sobre a Linha do Equador, nas longitudes 150 Oeste e 150 Leste, elas terão, em relação a outras duas cidades, C e D, localizadas nas mesmas longitudes, porém sobre o Círculo Polar Ártico,

A) a mesma distância em metros, pois as latitudes são iguais.

B) a distância, em metros, maior, pois os meridianos convergem para os pólos.

C) a distância, em graus, diferente, pois nos pólos não há paralelos.

D) a distância, em metros, menor, pois a Terra é achatada ao longo da linha do Equador.

E) a distância, em graus, diferente, pois as longitudes são as mesmas.



Resposta b



3 (PUCRS) Duas cidades, A e B, possuem uma diferença horária de uma hora, entre elas. Considerando que pela cidade A passa o Meridiano de Greenwich, é correto supor que as cidades A e B são, respectivamente,

A) Los Angeles e Nova York.

B) Londres e Paris.

C) Roma e Istambul.

D) Dakar e Nairobi.

E) San Diego e Tegucigalpa.



Resposta b



4 (UEM) Sobre a representação cartográfica da Terra, assinale a opção CORRETA:

a) Os paralelos são linhas traçadas paralelamente ao Meridiano de Greenwich.

b) A distância em graus, que vai do Equador aos pólos, chama-se longitude.

c) O Equador divide o globo em Hemisfério Oriental e Ocidental.

d) No Hemisfério Meridional, encontram-se os paralelos: Trópico de Capricórnio e Círculo Polar Antártico.

e) A distância em graus de um ponto da superfície terrestre ao Meridiano de Greenwich varia de 0º a 90º.



Resposta d



5 (UEL) Sobre diferentes convenções, leia as citações a seguir e

depois assinale a alternativa que indica, respectivamente, aquelas descritas nos textos I e II.

I. “Com os avanços da urbanização e da expansão do comércio,

fez-se sentir com intensidade cada vez maior a necessidade de sincronizar o número crescente das atividades humanas, e de dispor de uma rede de referências temporais cuja extensão regular pudesse servir de quadro de referência. Construir essa rede e fazê-la funcionar era uma das tarefas da autoridade central – clerical ou leiga.

Dela dependiam o pagamento regular e periódico dos impostos, dos juros e dos salários, bem como a execução de inúmeros contratos e diversos compromissos; o mesmo acontecia com os numerosos feriados em que as pessoas repousavam de seu trabalho.”

II. “[...] passamos de uma forma de determinação do tempo que era pontual, descontínua e situacional para uma trama temporal contínua, de malhas cada vez mais finas, que encerram e condicionam em sua universalidade toda a extensão das atividades humanas. A rede temporal social conhecida pelos membros das nações altamente industrializadas é desse tipo. Hoje em dia, vai-se estendendo

progressivamente pelo mundo inteiro, e é fácil observar as dificuldades acarretadas por sua adoção em regiões onde até hoje ainda se usavam formas mais primitivas de determinação do tempo.”

ELIAS, Norbert. Sobre o Tempo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998. p. 46; 77.

a) Latitude e Longitude.

b) Paralelos e Meridianos.

c) Calendário e Fuso horário.

d) Estações do ano e Coordenadas geográficas.

e) Meridiano de origem e Linha de mudança de data.



Resposta e


MATERIAL COMPLETO + EXERCÍCIO:



0 comentários:

Postar um comentário